Queimada! - Burn! (Itália, França - 1969)
Publicado em 16/08/2013

Ricardo Beleza

E-mail:
Cidade: Bagé / RS
Jornalista e crítico de cinema
Ricardo Beleza

Filme

Foto: Reprodução/FS

Aventura histórica com drama e crítica política dirigida por Gillo Pontecorvo.
A história se passa no século XIX, em uma ilha fictícia situada no Caribe chamada “Queimada”. A ilha é uma colônia portuguesa que explora a plantação de cana de açúcar, com mão de obra escrava. O inglês Sir William Walker (Marlon Brando) é enviado para Queimada com a missão de fazer uma revolução. Para isso, ele manipula os escravos africanos e alguns burgueses locais para derrubarem o governo, tudo pelo interesse da Inglaterra no dinheiro da cana de açúcar. É um filme muito interessante, baseado na história do Haiti. Queimada mostra o lado verdadeiro das revoluções e o porquê de serem desencadeadas. Também discute a problemática das massas de manobra e de seus líderes, que são manipulados pelo ódio para guerrearem, depois do fato consumado, são deixados de lado para darem lugar a governantes fantoches. A trilha sonora é do maestro Ennio Morricone e não preciso dizer que é genial. O discurso final, quando o escravo e líder revolucionário, José Dolores (Evaristo Márquez), fala sobre a verdadeira liberdade, é o ponto máximo de “Queimada”. A direção do destemido Gillo Pontecorvo e a atuação de Marlon Brando merecem um destaque na história do cinema, nesse clássico sobre o homem que vendia guerras.

Deixe sua opinião