No Ar
Folha do Sul
Web Rádio

O Lado Bom da Vida (Silver Linings Playbook - EUA, 2012)
Publicado em 22/02/2013

Ricardo Beleza

E-mail:
Cidade: Bagé / RS
Jornalista e crítico de cinema
Ricardo Beleza

Filme

Foto: Alina Souza / Especial FS

David O. Russel faz funcionar um filme que vai dar o que falar, misturando ingredientes de comédia romântica com drama.
Conta a história de Pat (Bradley Cooper), um cara que perde o trabalho, a mulher e a liberdade, por sofrer de transtorno afetivo bipolar. Quando Pat recebe alta do manicômio, vai morar com seus pais, a partir daí ele tenta reconstruir sua vida e reconquistar sua ex-mulher. Mas o destino coloca em sua frente a jovem viúva Tiffany (Jennifer Lawrence), que sofre de problemas semelhantes aos dele.
Esqueçam todos os filmes que tratam de bipolaridade, este longa-metragem é de uma leveza incrível, mas não deixa de ser profundo. “O Lado Bom da Vida” brinca de maneira correta com o preconceito sofrido pelas pessoas que tem esse transtorno. Robert de Niro que interpreta o pai de Pat, mais uma vez arrasta as fichas “literalmente” para o seu lado como coadjuvante, ele é responsável por boas risadas no filme, e também emociona na cena em que se desculpa com Pat por achar que errou na sua educação.
Bradley Cooper dosa bem a interpretação do bipolar Pat, e Jennifer Lawrence está perfeita, ela vem sendo um dos grandes novos talentos de Hollywood, tendo alto potencial dramático e cômico também, sem falar na grande presença na telona. Jennifer Lawrence chamou-me atenção pela primeira vez no ótimo “Inverno na Alma”, depois em “X-Man: Primeira Classe”, e também no novo blockbuster juvenil “Jogos Vorazes”. “O Lado Bom da Vida” está indicado no Oscar 2013 aos prêmios de: Melhor Filme, Melhor Diretor, Melhor Ator, Melhor Atriz, Melhor Ator Coadjuvante, Melhor Atriz Coadjuvante, Melhor Roteiro Adaptado, e Melhor Edição.  

Deixe sua opinião