Comboio (Convoy) - EUA,1978
Publicado em 21/06/2013

Ricardo Beleza

E-mail:
Cidade: Bagé / RS
Jornalista e crítico de cinema
Ricardo Beleza

Filme

Foto: Divulgação/FS

Inspirado pelas manifestações que estão rolando no Brasil e em outros países, lembrei-me desta pérola que assisti pela primeira vez na televisão na década de 80.
Trata-se de um filme de ação dirigido por Sam Peckinpah e estrelado por Kris Kristofferson e Ali MacGraw, baseado em uma música country escrita por C.W. McCall e Chip Davis. Conta a história de um comboio de caminhões que cruzam os Estados Unidos liderados por Martin “Pato de Borracha” Penwald (Kristofferson) no seu caminhão Mack. Tudo começa quando o xerife Wallace (Ernest Borgnine), um policial rodoviário corrupto do estado do Arizona, começa a cobrar altas “propinas” dos caminhoneiros em um trecho desértico com pouquíssimo movimento. Depois de uma confusão por racismo e abuso de poder em um restaurante de beira de estrada, por parte do corrupto e esquentado Wallace, os caminhoneiros partem unidos para reivindicarem justiça e direitos pelas estradas americanas, parando as cidades por onde passam e atraindo a imprensa em uma super greve de transportadores rodoviários. Esse filme lançou a moda do rádio amador nos Estados Unidos e pode ser comparado ao o que acontece hoje em dia nas redes sociais, tais meios de comunicação quando bem utilizados podem ser de grande valia contra as injustiças e corrupções por parte dos poderosos. As cenas de ação e velocidade com caminhões são únicas na história do cinema. Peckinpah, chamado de “O Poeta da Violência” por alguns críticos, usa de várias tomadas em diversos ângulos da mesma cena e mistura câmera lenta, o efeito é incrível. O carisma do cantor, compositor e ator Kris Kristofferson é poderoso e, junto com o charme e a beleza da atriz Ali MacGraw (Love Story), acabam formando um casal não convencional, uma fotógrafa patricinha e um caminhoneiro durão. Dedico essa coluna ao amigo Reinaldo Vasques, que curte um bom filme de ação e tem grande conhecimento sobre caminhões e seus motores.
 

Deixe sua opinião