Caça aos Gângsteres (Gangster Squad) - EUA, 2013
Publicado em 31/05/2013

Ricardo Beleza

E-mail:
Cidade: Bagé / RS
Jornalista e crítico de cinema
Ricardo Beleza

Filme

Foto: Divulgação/FS

Filme de ação dirigido por Ruben Fleischer (Zumbilândia) e escrito por Will Beall a partir das colunas “L.A. Noir” escritas de Paul Lieberman para o Los Angeles Times.
A história se passa em 1949 quando o chefe da Polícia de Los Angeles, Bill Parker (Nick Nolte), ordena o incorruptível sargento John O’Mara (Josh Brolin) a recrutar um esquadrão de elite para combater Mickey Cohen (Sean Penn), um mafioso notório que comanda o crime na cidade. Com a ajuda de sua mulher O’Mara, recruta os policiais mais durões que haviam na cidade, começando por um ex-combatente que só se junta ao grupo depois de ver um engraxate ser metralhado por um gângster. O segundo é um afrodescendente exímio com a faca, o terceiro é um sujeito “cabeça”, é o nerd da turma, sendo ex-combatente da Segunda Grande Guerra, tendo servido na inteligência. Toda a parte inventiva do grupo, como escutas, ficam por conta dele. O quarto é um policial da velha guarda e lenda na cidade, faz o estilo cowboy e usa um revólver de ação simples. O quinto é um rapaz mexicano que acaba entrando por acaso no grupo. Quem faz a beldade do filme é Emma Stone, brilhando como par romântico de Ryan Gosling. Este longa-metragem é carregado de violência estilizada e teve que regravar uma das cenas após o massacre de Aurora, no Estado do Colorado. Na cena, os mafiosos abriam fogo atrás da tela de um cinema. O filme é todo bem feitinho, um pouco bem feito demais para o meu gosto. Prefiro mais realismo que termos perfeitamente passados e com cara de novos, as armas também novinhas, os sets zerados, com exceção dos carros que pareciam antigos e bem usados mesmo. É um bom filme de ação, as cenas de briga são extremamente bem feitas, os socos realmente parecem reais e o sangue que esguicha solto. O legal também é ver o mafioso levando a pior do tira correto. Acho que precisamos muito disso hoje em dia: ética, pessoas corretas, diferenciar o mal do bem e recompensar quem age corretamente. 

Deixe sua opinião