No Ar
Folha do Sul
Web Rádio

Argo (EUA, 2012)
Publicado em 28/12/2012

Ricardo Beleza

E-mail:
Cidade: Bagé / RS
Jornalista e crítico de cinema
Ricardo Beleza

Cinema

Foto: Alicia Ibañes/Especial FS

Filme baseado em fato real, dirigido e protagonizado por Ben Affleck. O roteiro conta a história de um agente da CIA que é encarregado do resgate de americanos no Irã, no início da década de 80.
Dia 10 de janeiro será divulgada a lista de indicados ao Oscar 2013, é quase certo que “Argo” estará nesta lista. O filme foi cautelosamente feito para concorrer aos prêmios da academia, e trazer Ben Affleck de volta à cena. Affleck começou bem na carreira de ator, mas lá pelas tantas se perdeu, participando de filmes ruins e tendo sua vida pessoal exposta na mídia sensacionalista na ocasião de seu relacionamento com a atriz e cantora Jennifer Lopez. Sua popularidade foi baixando e seus cachês também, mas o ator “boa pinta” não desistiu e atacou de diretor. Ninguém levou fé, porém depois do bonzinho “Atração Perigosa (The Town)” de 2010, a crítica especializada e o público em geral voltaram a prestar atenção no trabalho do rapaz. Atualmente está casado com Jennifer Garner, e tudo leva a crer que ele conseguirá dar a volta por cima.
Com “Argo” Affleck coloca a opinião pública americana a seu favor, com um filme xenofóbico que mostra só um lado da moeda, resumindo, ele detona o Oriente Médio, mais precisamente o Irã, usando o medo de seus compatriotas estadunidenses por algumas células terroristas daquela região, gerando mais ódio com o intuito de virar o bonzinho da vez. De resto, o filme cumpre com o prometido, figurinos de época bem cuidados, sets verdadeiros que remetem ao fim dos anos 70, filmagem com a câmera na mão para dar um tom realista, efeitos sonoros, música boa e bons atores. Destaque para o veterano Alan Arkin no papel de Lester Siegel, um judeu, produtor de filmes, que rouba a cena nos diálogos mais inspirados do longa-metragem, e também para John Goodman interpretando o maquiador John Chambers, as cenas em que esses dois aparecem fazem valer o ingresso.

Deixe sua opinião