No Ar
Folha do Sul
Web Rádio

A Criada – Ah-ga-ssi – Coreia Do Sul – (2016)
Publicado em 21/07/2017

Ricardo Beleza

E-mail:
Cidade: Bagé / RS
Jornalista e crítico de cinema
Ricardo Beleza

Foto: Alicia Ibañes/Especial FS

Suspense e drama recheado de romance dirigido por Park Chan-Wook, já disponível no Brasil em blu-ray e DVD para venda e locação.
Em 1930, durante a “ocupação japonesa da Coreia”, a jovem Sookee (Kim Tae-ri) vai trabalhar como criada na propriedade de uma rica herdeira japonesa chamada Hideko (Kim Min-Hee). Hideko leva uma vida de disciplina comandada por seu tio Kouzuki (Jin-woongJo), que espera arranjar um pretendente à altura de sua protegida.  Sookee começa a se envolver afetivamente com Hideko e, para o seu desespero, surge o misterioso e dominador conde Fujiwara (Jung-woo Há). A partir daí, uma gama de mistérios, envolvendo a vida da reclusa herdeira, começa a ser desvendada. O diretor do já clássico Oldboy (2003) acerta mais uma vez a mão nessa nova produção que traz os elementos do gênero: suspense erótico. A fotografia de Chung-hoon Chung é milimetricamente equilibrada, lembrando, por vezes, os planos com perspectiva frontal e simétrica usados nos filmes de Stanley Kubrick. O filme em um todo discursa sobre o equilíbrio, a harmonia, a liberdade e a dualidade taoísta yin-yang. O princípio feminino “yin” prevalece trazendo a tendência atual da libertação feminina. Essa volta justa ao “girl power” subjuga o princípio masculino “yang” para que este sinta, na pele, na alma e na mente, o que impunha no passado. A música de Yeong-wook Jo é primorosa e as atuações de Kim Tae-ri e Kim Min-Hee esbanjam “sexo tântrico” dando uma aula para as ex-detentoras do cinturão de campeãs no rala-e-rola feminino:Léa Seydoux e AdèleExarchop, de Azul é a Cor Mais Quente (2013). A temática da vingança também está presente na figura do tio Kouzuki em cenas para estômagos bem fortes. O roteiro é dosado em três partes, com idas e vindas perfeitamente costuradas.
Um caloroso abraço a todos e um ótimo fim de semana.

Deixe sua opinião