Infância feliz, crianças do amanhã
Publicado em 20/02/2020

Regina Becker

Regina Becker

Foto: Itamar Aguiar/Especial FS

Secretária de Trabalho e Assistência Social

A infância é a etapa mais importante na vida de uma pessoa, período em que as primeiras experiências e descobertas ficam registradas na memória. O engatinhar, aprender a andar, correr aos quatro ventos e proferir as primeiras – e depois, dezenas de outras – palavras, identificar formas, aromas, sons e diversas outras habilidades, são vivências levadas à bagagem do saber. Ao adulto cabe com que esses ensinamentos sejam os mais prazerosos possíveis, pois na ausência de atenção, cuidados e incentivos, cicatrizes ficarão registradas para sempre no coração e na alma dos pequeninos.

É na primeira infância que o ser humano adquire a maior parte das competências que levará para o restante de sua existência. Nesta compreensão da importância ao estímulo às inteligências e capacidades, um dos projetos governamentais torna-se prioritário para o governador Eduardo Leite: o Criança Feliz.
Premiado como o maior programa em escala do mundo de visitação domiciliar com foco no desenvolvimento infantil, recebendo todos os incentivos do seu idealizar, ministro Osmar Terra, esta Secretaria de Trabalho e Assistência Social e a Secretaria da Saúde assinaram, em novembro de 2019, um Termo de Cooperação unindo os programas Criança Feliz e o Primeira Infância Melhor, em um somatório de esforços que visam o fortalecimento de vínculos familiares e o desenvolvimento saudável dos seus bebês.

O início deste trabalho em conjunto já tem metas traçadas, entre elas o Criança Feliz deve ampliar a adesão para 150 municípios até o final de 2020 – hoje são 83. O desafio mútuo é fazer com que as famílias, gestantes, bebês e crianças em situação de vulnerabilidade social, recebam todo o acompanhamento e orientação necessárias para o desenvolvimento cognitivo e emocional das crianças, contribuindo para sua formação integral.

O esforço de nossas equipes está direcionada aos pequenos olhos daqueles que serão os agentes das transformações do amanhã. Investir nesta política pública é deixar um legado imensurável para o futuro.

 


Deixe sua opinião