No Ar
Folha do Sul
Web Rádio

Coluna Social Marcos Pintos 4876
Publicado em 25/02/2013

Marcos Pintos

Cidade: Bagé / RS
Colunista social - Paralelo MP
Marcos Pintos

Paralelo MP

Foto: -

Os colecionadores mineiros, Eduardo e Adriana Simões, (disseram à coluna que consideram Bagé uma cidade singular e inesquecível!) junto ao curador da exposição Fora dos Limites, José Alberto Nemer

“O silêncio interior é chave de acesso à paz de espírito. Quando a serenidade integra o cotidiano da vida, tudo se torna mais belo e claro, dando acesso às respostas que ficam encobertas no berço da consciência.”
MP
 
Um vernissage Fora dos Limites
Ao entardecer, quando os últimos raios de sol beijavam os suaves contornos do Pampa, os convidados começavam a chegar ao vernissage da exposição “Fora dos Limites: três autodidatas mineiros”. Como anfitriões, os integrantes do staff do Espaço Cultural da Maya recebiam a todos com simpatia, atenção e, claro, com toda aquela estrutura classe A que sempre constitui os eventos artísticos da esplêndida galeria. Guerreira, altiva como sempre e distribuindo atenção a todos, Zuleika Torrealba também cumpriu seu papel como maestrina da orquestra Maya. Dona Zuleika não se entrega. Mesmo de cadeira de rodas, passando por agressivas sessões de quimioterapia, ela esteve presente com uma força que somente os fortes de alma têm a capacidade de abarcar. “Minha vida sempre foi de trabalho e jamais descuidei da boa alimentação,” disse ela com seu tom firme caraterístico à coluna.
Também por lá, um mineirinho de energia solar, olhar magnetizante e sorriso arrebatador cativou a todos que tiveram o prazer de estar em sua companhia. José Alberto Nemer, o nome por detrás da curadoria da exposição e um dos artífices mais extraordinários da arte contemporânea brasileira, organizou a mostra com o talento empírico que move seu instinto artístico. “Esta exposição reúne a produção de três artistas autodidatas mineiros, outsiders, pessoas que vivem e produzem à margem do ambiente artístico celebrado”, explicava ele em atenta roda de espectadores dentro do Cubo expositivo. Outra presença marcante foi a de Eduardo Simões, o colecionador de obras de arte mineiro que cedeu de sua coleção particular dez obras de Amadeu Lorenzato. Em entrevista ao programa Paralelo MP ele falou sobre a produção despretensiosa do artista. “Autodidata, Lorenzato não se ligou a escolas, mas, ainda assim, arrebatou a admiração popular e de mestres das artes. O legado deixado por ele é formado por dezenas de quadros que retratam a paisagem popular da vida mineira”, explicou aos ouvintes.
A todos os leitores da coluna que apreciam a arte essencial, despretensiosa, pura em sua constituição áurica, a coluna indica uma visita à exposição “Fora dos Limites”, que acontece até 24 de março, de segunda à sexta-feira, das 15h às 19h e, aos sábados e domingos, das 17h às 20h. “Desvista o seu olhar da pretensão estética viciada para sentir a energia que reside perene na essência do simples”. Fica a dica de MP!
 
Van Gogh mineiro?
            Ao caminhar sem pressa pela exposição no Da Maya, me deparei com uma obra que fez meu queixo literalmente cair. Um dos quadros de Valmir Silva, composto por cores intensas e pinceladas inquietas, fez minha percepção vibrar ao parecer que estava diante de um autêntico Van Gogh. Coincidência ou não, o que alinha a frequência de Valmir com a arte apaixonada do artista holandês é, sem dúvida, a simplicidade dos signos cotidianos. Nas pinceladas do mineiro, assim como nas de Van Gogh, nota-se uma leitura intensa, porém simples da vida, onde o sentimento sobrepuja-se à técnica. Certa vez, na academia jornalística, na disciplina de História da Arte, escutei do professor uma frase de autoria de Van Gogh que me calou fundo: “Quero chegar tão longe em minhas obras a ponto de as pessoas afirmarem: ele sente de maneira profunda, terna”. Infelizmente o mundo não entendeu a mensagem transposta pela obra de Van Gogh enquanto ele ainda estava vivo, porém, há tempo de valorizar o trabalho do mineirinho que trilha na mesma estrada artística sensível do mestre holandês.
 
Roteiro bombado
A sexta-feira foi intensa para o colunista. Saí do vernissage no Da Maya Espaço Cultural direto ao Atelier Coletivo para conferir os shows do movimento Grito do Rock, evento que surgiu há dez anos nas redes sociais como alternativa ao carnaval tradicional. No palco, Aerolitz, Riff Stridente, Machinaria, Viajantes do Éden e Dr. Hank – bandas formadas pela nova safra de músicos bageenses – mandaram bem ao interpretar os clássicos do bom rock e, ainda, sonzeras de própria autoria. Esteve demais!
 
Viparada reunida & samba rock
Saí do Atelier Coletivo e “voei” ao Parador Griffe para receber a viparada no Lounge Paralelo MP. Minha gente, que sucesso... Para todo lado que se olhasse havia galeras conhecidas badalando no maior astral ao som de Adriano Trindade – expoente do samba rock brasileiro que atualmente bomba nos palcos europeus. Na vip list do Lounge, um velho e bom amigo de MP que passa temporada em Bagé, o publicitário Alexandre Rosa Cachapuz. Também por lá, os vips habitués: Luiza e Eduarda Reiniger Severo, Mariana Suñè, Jerônimo Costa, Laura Moglia, Júlia Carvalho (de niver em 5 de março) e Jorge Eduardo Alves, Bruno Salis, Natália Voigt, Thomaz e Thiago Segredo, Valquíria e Valentina Martins da Silva, Frederico Suñè, Mari e Cláudia Magalhães, João Olavo Taborda, Suzana Von Marten, Marcelo Batistella, Clarissa de Andrade, Pedro Kalil Silva, Mariana Medeiros, Hudson Cedro Filho, Aléxia Gomes, Ramiro Passos, Alexandra Loureiro, Mateus Bosco, Júlia Portinho, Lucas Borba, Ana Helena Suñè, Felipe Roman, Clara Silveira, Daniel Vasconcellos, Lauren Rezende, mais, mais...
 
Flash news
Stela Dias Cantão é daquelas pessoas que não têm receio de omitir a idade graças a alma jovem que faz dela uma das mulheres mais bonitas da cidade. No sábado, a esposa de Paulo Ronaldo Cantão, recebeu os amigos para brindar os 5.0. TIM-TIM! Fernando Budó Cougo é bicho em Agronomia pela Ufpel. Cheia de orgulho, a mãe dele, a astralíssima Tereza Budó, não para de sorrir faceira da vida! A “tudibom” Neca Capiotti esteve entre as presenças do vernissage de “Fora dos Limites”. Por lá, ela comentava que muitas novidades estão chegando a sua Multimix. Quem apagou as velinhas ontem, 24, foi a top décor Mirian Akagi, que se deu merecida temporada de descanso junto à família em Santa Catarina. Depois de anos residindo em Porto Alegre, Sílvia Dias volta a morar em Bagé. Venturosos com a volta da filhota, Luzia e Cândido Dias. Linda de viver, elegante como sempre e com um sorriso “Colgate” daqueles, a Glamour Mais Andréia Menezes de Salles, causou no vernissage no Da Maya. A jornalista Ana Clara Garmêndia anuncia no facebook que assinará uma nova coluna a partir de 1º de março. Criou expectativa ao não dizer onde – desconfio que seja na Folha de São Paulo... No sábado, o Point Bar bombou com a presença de gente bacana. Dj Flavinho Rodrigues comandou pela primeira vez a picape do bar e agradou os frequentadores.  

Deixe sua opinião