Resumo esportivo - 16 de maio de 2020
Publicado em 16/05/2020

José Higino Gonçalves

E-mail: higinobage@gmail.com
Cidade: Bagé / RS
Editor de esportes, Higino Gonçalves foi editor geral do tradicional jornal Correio do Sul por quatro décadas. Conhecedor do esporte e de sua história, mantém cobertura diária das atividades desportivas e coluna sobre a história e curiosidade do esporte local e regional, compondo um verdadeiro almanaque do tema aos sábados
José Higino Gonçalves

BAGÉ JÁ TEM uma data-referência para a comemoração oficial de seu centenário: 31 de outubro. A data verdadeira é 5 de agosto, naturalmente afetada pela covid-19 e suas consequências.

TALENTO da professora Mercinha de Macedo Nascimento vai marcar presença no livro, em processo de elaboração pelas escritoras Sônia Vieira Alcalde e Sarita Vicêncio de Barros.

A IDENTIFICAÇÃO de professora Mercinha com o jalde-negro é histórica. O pai, Olavo de Macedo, foi presidente em 1949; o esposo dela, o zagueiro João Marques do Nascimento, foi pentacampeão da cidade e capitão do time entre 1951 e 53;  um deles, José Antônio Ducos, várias vezes campeão citadino no fim dos de 1950 e início da década posterior; outro, Luiz Roberto Nogueira, foi presidente em 1980. E, para completar, o sobrinho Carlos Alberto de Macedo Ducos presidiu a agremiação por várias vezes.

EXPECTATIVA PERSISTE: quando voltará a funcionar o bar temático do Bagé, sob o comando de Flávio Sena Fernandes, o Cabeça?

É IMPORTANTE QUE o torcedor não interrompa o pagamento da sua mensalidade. A dupla Ba-Gua continua com seus compromissos em pleno vigor.

RESIDE EM Santa Catarina o ex-zagueiro, que brilhou no Guarany e em clubes de vários estados brasileiros.

JOGADORES QUE PASSARAM pelo Guarany na década de 1990 mantém comunicação por um grupo de amigos. Por exemplo, Alexandre Santos está em Viamão; Mário Nei, em Capão da Canoa, Márcio Assis, em Alvorada, Vaguinho, em Criciúma, Alex, em Porto Alegre, Tonho, em São Borja.

OBRAS CONTINUAM no Pedra Moura. Atualmente, o trabalho está concentrado na construção da academia.

QUANDO A PANDEMIA passar, vamos esperar pela volta do Ba-Gua, será o de número 428 da história.

ATÉ O MOMENTO, o Guarany 157 vitórias contra 147 do Bagé e 123 empates.


Deixe sua opinião