No Ar
Folha do Sul
Web Rádio

Comentando- 5 DE SETEMBRO
Publicado em 05/10/2019

José Higino Gonçalves

E-mail: higinobage@gmail.com
Cidade: Bagé / RS
Editor de esportes, Higino Gonçalves foi editor geral do tradicional jornal Correio do Sul por quatro décadas. Conhecedor do esporte e de sua história, mantém cobertura diária das atividades desportivas e coluna sobre a história e curiosidade do esporte local e regional, compondo um verdadeiro almanaque do tema aos sábados
José Higino Gonçalves

BAGÉ DEFENDE liderança invicta e absoluta da Copa “seu Verardi”, grupo 1, na tarde deste domingo, jogando em casa contra o União Harmonia. O Abelhão descarta qualquer tipo de favoritismo.
BASTOU A PRIMEIRA derrota na temporada – 2x0 incontestáveis para o Bagé, no Pedra Moura – para o Pelotas demitir o treinador Felipe Endres. Ele foi substituído por Antônio Piccoli.
LONGEVIDADE: Amaro Colman, que, com muita lucidez e cercado do carinho de familiares, completou 103 anos recentemente, é o mais velho dos antigos jogadores do Bagé. Ele foi goleiro dos “amadores” jalde-negros, na década de 1930, tendo, em 39, atuado uma vez na equipe principal, na vitória de 2x1 diante do Farroupilha.
ATACANTE ANDREI,  goleador do Guarany, na segunda divisão, não tem mais qualquer vínculo com o clube. Atualmente, é jogador do Pelotas.
UNIÃO HARMONIA, de Canoas, joga pela primeira vez em Bagé. O clube, fundado em 1954, vive a sua primeira temporada profissional. Dedica especial atenção às divisões de base, sub-15, juvenil e júnior e Copa Sub-19.
COM SUA RAZÃO societária ampliada – agora, Couto, Castilho & Pizarro – Impacto Futebol –  a empresa representa vários jogadores e treinadores. Entre eles, Rinaldo Lopes Costa, Cristian Gomes, Dênis Rafael, Rogerinho e Leo Bahia, do Bagé; Carlos Moraes, treinador, e goleiro Jonatas, do Esportivo, e Jaime, ex-dupla Ba-Gua e agora no Novo Hamburgo.
A EMPRESA, CRIADA por Ricardinho Pizarro, também aposta no futuro. É o caso de Rafael Portela, da categoria sub-13 do Guarany.
FESTA NO ALTO DA Santa Casa, no aniversário de Alípio Oliveira Dias, patrono do tradicional Aimoré do futebol amador. O clube, fundado por seu pai, Ari Dias, revelou craques como o saudoso zagueirão Alfeu Oliveira Dias e o campeoníssimo Cláudio Ibraim, o Branco.
GILBERTO AMARO Miranda Machado, que morreu há uma semana, aos  83 anos, foi um ardoroso alvirrubro, tendo sido diretor de futebol do Guarany. Um dos filhos, Edinho Machado, jogou pelo clube e, nos últimos anos, comanda a empresa criada pelo pai, barraca, enquanto o outro, Paulo Henrique, é servidor da Justiça.


Deixe sua opinião