No Ar
Folha do Sul
Web Rádio

Comentando - 28 de dezembro de 2019
Publicado em 28/12/2019

José Higino Gonçalves

E-mail: higinobage@gmail.com
Cidade: Bagé / RS
Editor de esportes, Higino Gonçalves foi editor geral do tradicional jornal Correio do Sul por quatro décadas. Conhecedor do esporte e de sua história, mantém cobertura diária das atividades desportivas e coluna sobre a história e curiosidade do esporte local e regional, compondo um verdadeiro almanaque do tema aos sábados
José Higino Gonçalves

ANUNCIANDO o paulista Edmilson de Jesus, 54 anos, o São Gabriel foi o último clube da chave B da Divisão de Acesso de 2020 a definir seu treinador.

CONFIRMANDO os demais: Bagé, Rinaldo Lopes Costa (Badico); Guarany, Vanderson Pereira; São Paulo, China Balbino; Inter de Santa Maria, Sananduva; Guarani de Venâncio Aires, Luiz Carlos Bertran (Chicão);  Lajeadense, Serginho Almeida; Avenida, Gelson Conte.

CHINA BALBINO foi zagueiro do Bagé na década passada. Trata-se do carioca Jéferson Wilson Balbino, nascido em Itaboraí, em 20 de junho de 1979. Como treinador, destacou-se, principalmente, no São José de Porto Alegre.

POR SUA VEZ, Luiz Carlos Bertran, o Chicão, teve uma breve passagem como treinador do Bagé, na temporada de 2014.

DIRIGENTES do Guarany encontram-se nos finais de tarde na loja do clube, a chamada confraria, na rua Pelotas. A funcionária do local, Karlize, é filha do antigo atacante Morona, que vestiu a camiseta alvirrubra em 1994 e reside em Curitiba.

COM ATENDIMENTO de Flávio Sena Fernandes (Cabeça) e equipe, o bar temático do Bagé é um espaço já consolidado, com várias atrações semanais.

PARA O LIVRO “Primazias de Bagé”, do historiador Cláudio de Leão Lemieszek, diretor do Arquivo Público Municipal e cuja segunda edição está sendo elaborada: um bageense foi o primeiro gaúcho a ser capitão da Seleção Brasileira em Copa do Mundo. Foi Martim Mércio Silveira, nas Copas de 1934 e 38, respectivamente, na Itália e França. Depois dele, foi Dunga, em 1994 e 98.

PREPARADOR de goleiros das divisões menores do Palmeiras, o bageense Rafael Carvalho busca cada vez mais o aperfeiçoamento, inclusive, com curso de pós-graduação. A  preparação de goleiros no clube paulista é comandada por um gaúcho, Oscar Rodriguez. Este, aliás, é filho de Oscar Modesto Urruty Rodriguez, goleiro que marcou época, nos anos de 1950 e que atuou pelo Guarany em 53/54. Passou por vários clubes, como Pelotas, Inter de Porto Alegre e Palmeiras, e reside em Pelotas.

É A ÚLTIMA COLUNA do ano. Obrigado a todos quantos nos prestigiam com sua leitura e a própria crítica, e tenham um 2020 de plena realização. Feliz Ano-Novo!


Deixe sua opinião