Comentando - 21 de dezembro de 2019
Publicado em 21/12/2019

José Higino Gonçalves

E-mail: higinobage@gmail.com
Cidade: Bagé / RS
Editor de esportes, Higino Gonçalves foi editor geral do tradicional jornal Correio do Sul por quatro décadas. Conhecedor do esporte e de sua história, mantém cobertura diária das atividades desportivas e coluna sobre a história e curiosidade do esporte local e regional, compondo um verdadeiro almanaque do tema aos sábados
José Higino Gonçalves

RUBILAR ALVES GONÇALVES nasceu em São Gabriel, 13 de novembro de 1949 e, em 1970, chegou a nossa cidade como zagueiro do Bagé, onde ficou até 1981. Teve como treinadores Atayde Tarouco, André Heinz, Júlio Arão e, principalmente, Paulo de Souza Lobo (Galego). Rubilar treinou o jalde-negro em 1988 e o Guarany em 1988/89.

QUANDO ZAGUEIRO DO Bagé comandou a escolinha jalde-negra, que formou vários jovens, muitos dos quais recebem, neste fim de semana, o antigo mestre (que há muitos anos reside em Porto Alegre) para confraternização na Sociedade Recreativa e Cultural Os Zíngaros.

ANTES DA PROFISSIONALIZAÇÃO, Rubilar, como militar, foi campeão da Olimpíada do Exército, em Curitiba, jogando com os bageenses Vicente Gonçalves de Paulo (que saiu do Guarany para o Santos, de Pelé & Cia, passando, também, pelo Grêmio) e Danilo Colvara, ex-Bagé, morto, ainda jovem, em acidente de trânsito. Rubilar foi, ainda, campeão das Forças Armadas, em Belo Horizonte.

CONTRATAÇÕES importantíssimas do Guarany, Fernandinho e Welder, motivam sobremaneira o torcedor alvirrubro.

PAULO MACHADO comemora 60 anos neste domingo. Uma vida dedicada à família, à medicina e ao seu GE Bagé. Uma grande figura.

FUTSAL BAGEENSE, depois de 11 anos, pode ter novamente um representante na série bronze do campeonato estadual. Aguarde o verão.

BADIGOL não esquece o caminho das redes. O atual treinador jalde-negro, Rinaldo Lopes Costa, definiu a vitória de 1x0 da AA Gente Bem contra o Hulha Negra na decisão da categoria master-50.

NA MAIORIA, eles já passaram dos 70 anos. E, com muito humor, a maioria ligada ao futebol amador, embarcou no trenzinho da alegria para um passeio pelas ruas de Bagé.

PEDRO RAIMUNDO  Leite da Rosa, morreu há uma semana, aos 76 anos, foi, além de bancário (antigo Banco da Bahia), viajante comercial (no ramo de móveis, sob o comando do saudoso jalde-negro Mariozinho Egas, falecido prematuramente, em 1990), motorista da CRE, habilidoso meia-direita e torcedor do Bagé. Como viajante, foi ele quem, em 1988, trouxe de Guarani das Missões para o Pedra Moura o jovem atacante Vani, que brilhou com a camisa preta e amarela e depois passou pelo Guarany.


Deixe sua opinião