COMENTANDO 10 DE ABRIL
Publicado em 13/04/2020

José Higino Gonçalves

E-mail: higinobage@gmail.com
Cidade: Bagé / RS
Editor de esportes, Higino Gonçalves foi editor geral do tradicional jornal Correio do Sul por quatro décadas. Conhecedor do esporte e de sua história, mantém cobertura diária das atividades desportivas e coluna sobre a história e curiosidade do esporte local e regional, compondo um verdadeiro almanaque do tema aos sábados
José Higino Gonçalves

16 GOLS EM 21 JOGOS: a marca impressionante pertence a Marcelo Soares Resende, em 2001, com a camisa do Guarany. O ex-jogador, bageense, nascido em 11 de agosto de 1978, surgiu no próprio clube, em 1997, com o treinador Gilmar Gasparoni (Suca).


MARCELINHO JOGOU, também, pelo Bagé, Inter de Santa Maria, Novo Hamburgo, Brasil de Pelotas, Lages (SC), Santa Cruz, São Paulo de Rio Grande, São José de Cachoeira do Sul, São Gabriel. Guarany de Camaquã e Rio Grande. Em 2010, jogou no Egito.


DE FORMA TÊNUE, chegou a se esboçar um movimento para que a SER Caxias, como vencedora do primeiro turno do Gauchão, fosse proclamada campeã estadual de 2020. Se isso acontecesse, o Guarany perderia a primazia de ser o único clube do interior do Estado a ser duas vezes campeão gaúcho, em 1920  e 1938.


COMUNICADOR Kid Muniz reestreia neste dia 11 de abril, na Rádio Cultura, com o seu “Produto Nacional”, o samba por excelência. Também vai comandar a programação carnavalesca da emissora.

CATEGORIAS de base também foram totalmente paralisadas em tempos de Covid-19 a afligir o mundo inteiro. O que, aliás, não poderia ser diferente.


UMA EXCEÇÃO: em plena época de calamidade, não param as obras no Pedra Moura, com o Bagé executando importantes melhoramentos, sobretudo, na estrutura dedicada aos visitantes, como vestiários e departamento médico.


ADVOGADO CONTERRÃNEO Tunai Quintana Pinto defende os interesses jurídicos do Grêmio Esportivo Bagé, em Porto Alegre, devidamente credenciado pela direção jalde-negra.


NESTAS DUAS SEMANAS em que a coluna deixou de ser editada, por problemas de força maior, muitas mortes a lamentar envolvendo pessoas ligadas ao esporte. Ex-atletas do futebol amador morreram os antigos zagueiros Paulo Nogueira, o Mata Pasto, que despontou no Operário do bairro Menino Deus, e Nei Robaina Oliveira, que atuou em clubes como República, Bangu e Onze Amigos.  Também morreu o empresário Orlando Barcelos, que foi dono da tradicional loja Tamoio, na Galeria Kalil, e colaborador do GE Bagé. O ruralista Belchior Silva Dias presidiu o Guarany nas temporadas de 1978/79, sendo responsável, entre outros empreendimentos, pela construção da sede social, que, aliás, leva seu nome, no estádio Antônio Magalhães Rossell. Faleceu em Porto Alegre, onde aconteceram os funerais.  Tristeza, igualmente, pelo passamento da senhora Noemy Machado Muza, esposa do comunicador e colunista do jornal Folha do Sul, Edgar Abib Muza, símbolo vivo da radiodifusão em Bagé.


O ANÚNCIO DA FEDERAÇÃO, prevendo para agosto o reinício da Divisão de Acesso, concorre para o resgate da autoestima de um povo, que tem no futebol uma de suas paixões.


Deixe sua opinião