Diversas 72760
Publicado em 03/05/2018

George Teixeira Giorgis

George Teixeira Giorgis

Segundo nosso Código Civil, não podem ser admitidos como testemunhas os menores de dezesseis anos, o interessado no litígio, o amigo íntimo ou o inimigo capital das partes, dentre outros casos. Tal proibição acha-se inserida em seu art. 228. Consoante ainda seu art. 819 a fiança sempre será dada por escrito. -*-*-*- Cândido de Figueiredo (literatura portuguesa) era formado em Direito e muitos cargos públicos ele preencheu em seu país natal. Sua produção de livros foi prolífera e deixou incontáveis traduções de autores estrangeiros, em especial franceses e italianos. -*-*-*- Na sexta-feira, luziu (outra vez) o antigo prédio da saudosa Cobagelã, hoje sede de um imperial museu de coleções históricas e antigas (de todo tempo) colacionadas e reunidas pelo incansável colega Dr. Cláudio de Leão Lemieszek. Aliás, preciso voltar lá (numa visita isolada) para examinar e verificar tudo o que ele (com a colaboração da pesquisadora dona Élida) tem conseguido juntar, amealhar e organizar. Estavam prestigiando o acontecimento autoridades e pessoas representativas da “Rainha da Fronteira”, além do deputado federal (e nosso antigo amigo) Afonso Motta e do deputado estadual Lara (com o cabelo muito bem cortado), presenças simpáticas, um do PDT e o outro do PTB, os quais muito têm “brigado”, junto às altas esferas do RGS e do país, para trazer boas verbas para Bagé. Novas salas (com valiosas doações de familiares) foram inauguradas, mais embelezando e enriquecendo o precioso acervo ali fincado. Parabéns! -*-*-*- Língua portuguesa: “cabecilha” = cabeça, caudilho, chefe. “Estroinice” = loucura; leviandade, extravagância. “Pressentir” = antever, pressagiar, prever. “Túrbido” = perturbado, escuro, turvo. -*-*-*- A praça de nosso Cemitério chama-se “Dom Diogo de Souza”. E a rua fronteira = Preto Caxias. -*-*-*- No mapa do RGS, “Riozinho” é um município situado entre Rolante e Maquiné. E “Caraá” fica entre Osório e Santo Antônio da Patrulha. Já “Três Coroas” avizinha-se de São Francisco de Paula. -*-*-*- Está previsto que, neste princípio de mês, os funcionários públicos estaduais receberão com atraso mais encurtado. Quanto ao funcionalismo municipal (há muitos anos pago em dia) há sérias reivindicações quanto aos baixos salários, contrastando com outros (bem altos) que encimam os cargos partidários ditos “de confiança” (segundo dizem...). -*-*-*- Por determinação da Direção do Foro a sala da OAB (foro estadual) teve sua superfície diminuída. Quanto à 4ª Vara Cível (criada há tempos) até hoje não foi instalada e não se têm notícias a respeito, embora as contínuas gestões do Dr. Marinho, presidente local de nossa OAB.
-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-
         Os canteiros de nossa principal avenida (e de outras) têm sido constantemente trabalhados e cuidados. Muito bem! O calçamento das vias públicas dos bairros também. Nota-se, por igual, que não tem despontado reclamações contra os postos de saúde dos subúrbios. Aqui, para que tudo funcione bem e que se logre o aplauso do povo, necessário se torna que os médicos e servidores guardem longa paciência, vontade de trabalhar e sentimento da humanidade. -*-*-*- Muito faceira a Drª Marcelle (agora juíza do Trabalho titular) por ter logrado (após gestões junto ao TRT – 4ª Região) permanecer em Bagé, onde está há muitos anos. Ela nasceu em Catuípe, embora criada em Ijuí. Seu esposo, um atencioso chefe de carteira em nosso Banco do Brasil, é de Arroio Grande, onde, há pouco, transitou pelo dissabor de perder o pai. -*-*-*- Nosso delicado ex-aluno (e zeloso leiloeiro regional) Dr. Jorge Ritta agora integra o corpo docente do Direito na Urcamp, onde é deveras devotado. -*-*-*- O Dr. Décio Lahorgue “treinando” gestos e burilando a eloquência para um julgamento, pelo tribunal do júri, a acontecer neste mês. Num gesto de elegância, convidou para laborar, ao seu lado, o criminalista (nosso amigo) Dr. Amadeu de Almeida Wermann, de PoA. -*-*-*- Na capital, o Dr. Juca Giorgis (dia e noite) passa nas suas pesquisas literárias e jurídicas. Não há livro que não tenha lido! E semanalmente está no Tribunal de Justiça produzindo “sustentações orais” em recursos em que é substabelecido por colegas do interior do RGS. -*-*-*- E a chuva veio, para regozijo principalmente de agricultores e pecuaristas, afora o contentamento agora reinante no Daeb.

Texto revisado pelo autor

Deixe sua opinião