No Ar
Folha do Sul
Web Rádio

Diversas 65012
Publicado em 16/08/2017

George Teixeira Giorgis

George Teixeira Giorgis

Em francês, “gauche” = esquerdo, esquerda. “Voici” = eis aqui, aqui está. Em inglês, “jolly” = alegre. “Voyage” = viagem. -*-*-*- Desfrutando de 60 dias de passeio em Salvador (Bahia) lá se encontra (visitando um filho e familiares) nosso antigo amigo e contemporâneo de vida universitária em PoA o cirurgião – dentista aposentado Dr. Bernardino Artur Lignon Saavedra. -*-*-*- Muito sentido, na classe, o súbito falecimento da advogada Drª Vera Maria Silva Ribeiro (OAB-RS nº 9.716). De igual modo muito a coletividade local lastimou a partida do Prof. Santiago Coutinho, que fora professor de meu filho nos antigos tempos do Colégio Auxiliadora. -*-*-*- Em Bagé, a Rua Dr. Eri Lucas (combativo advogado) fica na Vila Gaúcha. E a Rua César Ferreira (ativo funcionário da Municipalidade e uma das lideranças do antigo PTB) queda-se na Vila Floresta (antigamente = Vila do Torrão). Em nossos tempos de guri, tal lugar era o mais pobre de Bagé! -*-*-*- Quando o Dr. João Fico e o Prof. Petrucci (1.951) foram eleitos prefeito e vice (encetando “o reinado” petebista cá em Bagé) o mesmo partido viu escolhidos (de sua legenda) seis vereadores: Gilberto Taborda, Amaro Robaina Corrêa, Dorval Azambuja Arregui, Walter Dias da Costa, Iolando Machado e Lígia Farinha de Almeida. A UDN fez um vereador: Arnaldo Faria. O Partido Libertador dois: Darcy Barcellos e Antônio Guedes. E o PSD quatro: Tarcísio Taborda, Herculano Vaz Lopes, Protásio Rosa Fagundes e Antenor Gonçalves Pereira. O Dr. Arnaldo presidiu, então, nosso Legislativo, em 1.952, 1.953 e 1.954. E o Sr. Protásio Rosa Fagundes em 1.955. Este era pecuarista e dirigente de Cooperativa. O Dr. Arnaldo, advogado e fazendeiro. -*-*-*- Para a gestão 1.957/1.959, aqui, os advogados escolheram a seguinte diretoria da OAB-Subsecção de Bagé: presidente – Dr. Moacyr Borges da Silveira. Vice- Dr. Luiz Rafael Merino. 1º Secretário – Dr. Lauro Pereira Garrastazu. 2º Secretário = Dr. Justino Costa Quintana. Tesoureiro = Dr. Hipólito Lucena. Quando voltamos, já formados, para nossa Bagé, nossa inscrição na entidade classista (princípios de 1.958) deu-se ante tais dirigentes.
-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-
         Segundo a imprensa do centro do país propala, devido às precaríssimas condições da Receita da União, os funcionários federais passarão o ano próximo (2.018) sem reajuste. O Poder Judiciário Federal e a Procuradoria da República, ao que consta, já formalizaram tal deliberação. -*-*-*- Nos seis primeiros meses de 2.017 o lucro líquido ajustado do Banco do Brasil foi de cinco bilhões de reais!! -*-*-*- Segundo a CONAB, a próxima safra de milho será excelente e “record”, pois serão colhidos 97 milhões e 100 mil toneladas do cereal. -*-*-*- Kiev é a capital da República da Ucrânia. Fica à margem do Rio Dnieper. -*-*-*- O Grão-Ducado de Luxemburgo está encravado entre a Alemanha, a Bélgica e a França. É um dos menores países da Europa. Cultiva aveia, cevada e batatas. E conta com boas reservas florestais. Sua capital também é chamada “Luxemburgo”. -*-*-*- A palavra “mandato”, em regra geral, significa uma autorização para agir. O advogado, quando patrocina uma causa, recebe “um mandato” de seu cliente ou constituinte. -*-*-*- Quem pode fazer testamento no Brasil? Toda pessoa que seja capaz. Ver art. 1.857 do Código Civil. Quem quiser saber de que trata uma “ação rescisória”, quais são seus prazos, pressupostos e tramitação que analise nosso Código de Processo Civil em seus artigos 485 até 495. -*-*-*- Professor Sávio Machado: um idealista incorrigível! -*-*-*- O frio e a umidade terríveis, que aqui reinaram na semana passada, dilataram os atendimentos médicos, os serviços da UPA e do Pronto Socorro e a movimentação nas farmácias. -*-*-*- Quando laborei profissionalmente na Justiça do Trabalho, sempre ao lado do empregador (o que fazia escolhendo as causas para lá não me fixar) deparei com três patrões (clientes), proprietários rurais, que tinham toda “a papelada” muito bem organizada: Uverfil Romeu Echevarria, Dr. Nicanor Muñoz Medici e Aluízio Sá Vieira. A maioria de outros queria vencer as questões sem ter os recibos ou folhas respectivas. E não se conformavam em serem vencidos devido à sua incúria. Hoje parece que a coisa mudou muito. E os empregadores rurais estão mais preparados e documentados, findando (no meio rural) as ações trabalhistas milionárias de outrora, segundo se comenta.


Texto revisado pelo autor.

Deixe sua opinião