No Ar
Folha do Sul
Web Rádio

Diversas 62165
Publicado em 17/05/2017

George Teixeira Giorgis

George Teixeira Giorgis

Advogado

Segundo os analistas do setor, como a venda do trigo (em nosso país) tem alcançado muita oferta e pouca procura, embora a excelente safra, é bem provável que o próximo plantio seja reduzido em área de 10%. -*-*-*- Ainda os técnicos supõem (falando-se em agricultura) que haverão de crescer os plantios de cevada, canola e aveia branca. -*-*-*- Em Caçapava do Sul está havendo uma “feira do livro”, sendo patrono o Prof. Paulo Flávio Ledur. O renomado colunista domingueiro do “Correio do Povo”, o escritor Paulo Mendes, será homenageado em tais eventos. -*-*-*- Na década de 40, em Santa Maria, eram clubes profissionais (futebol) o Internacional, o Riograndense e o Guarany-Atlântico. Na mesma época, disputavam, em Rio Grande, o São Paulo, o E. C. Rio Grande, o Riograndense e o General Osório. -*-*-*- Eleitos os novos dirigentes do Tribunal Regional Eleitoral do RGS. Será presidente o credenciado Des. Carlos Cini Marchionatti. E vice (e corregedor) o Des. Jorge Luís Dall’Agnol. Este foi titular de uma Vara Cível em Bagé. E lecionou na Urcamp, deixando aqui excelente conceito de juiz culto, laborioso e informal. -*-*-*- O nosso querido colega e estimado amigo Dr. Amadeu de Almeida Weinmann (ilustre filho de Ijuí), generosamente, nos presenteou as seguintes valiosas  obras suas: a) “Os Maragatos” (3º volume), 245 páginas; b) “Alguns personagens de nossa história” (259 pgs.); c) “Os pica-paus” e os “chimangos”, em 270 páginas. Tudo editado por Martins Livreiro Ltda., com biografias  preciosíssimas de magnos varões, governantes e políticos do RGS. -*-*-*- 
-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-
Ainda sobre o futebol antigo, Santana do Livramento contava com o Grêmio Santanense, o Armour, o Fluminense e o 14 de Julho. E em Uruguaiana havia o Sá Viana, o Ferro Carril e o E. C. Uruguaiana. A camiseta do Grêmio Santanense era igual à do nosso Guarani. E a do Uruguaiana era jalde-negra como a do G. E. Bagé. -*-*-*- Na língua portuguesa, “engalfinhar” = agarrar, apanhar. E “pífio” = ordinário, desprezível. -*-*-*- O famosíssimo escritor russo Leão Tolstoi viveu de 1.828 a 1.910. “Guerra e Paz”, “Os cossacos” e “Ana Karenina” ficaram como suas obras principais. -*-*-*- Lope de La Vega, falecido em 1.635, foi extraordinário poeta e dramaturgo espanhol. -*-*-*- Herbert Spencer (nascido em 1.820) foi um renomado filósofo inglês. -*-*-*- Pelo nosso Código de Processo Civil, se a petição inicial de um feito contiver pedido juridicamente impossível, ou pedidos incompatíveis entre si, ela será, pelo juiz, classificada de “inepta” (art. 295 – par. único). Já nosso Código Civil ensina-nos que “uma associação” é constituída quando pessoas se unem visando a uma organização de objetivos não econômicos. E elucida que, entre os associados, não haverá direitos e obrigações recíprocos. É o art. 53.
-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-
Em Bagé, a “Rua Odilon Álvares” está no bairro Getúlio Vargas. Ele foi farmacêutico e político militante. E a “Rua Cadete Roberto Teixeira Collares” fica próxima do Aeroporto Federal. Filho do casal Trajano Cirne Collares – dona Zuleika, faleceu em desastre aéreo, em plena mocidade. -*-*-*- Campeão holandês = Feneyoord. Campeão inglês: o Chelsea, de Londres. Campeão do Paraná = o Coritiba (com “o”). Campeão cearense = o Ceará. Campeão de Santa Catarina = a Chapecoense, de Chapecó. Campeão goiano = o Goiás. Campeão do Mato Grosso = o Cuiabá. Campeão carioca = o Flamengo. Campeão paulista = o Corintians. Campeão de Minas Gerais = o Atlético Mineiro. Campeão baiano = o Vitória. -*-*-*- Dona Maria Sica Mércio (viúva do Sr. Ary Mércio), amiga nossa, estava vivendo com filha, genro e netos em Aracajú (Sergipe) nos últimos anos antes de falecer em quatro do fluente mês. Seu corpo foi cremado e a urna respectiva trazida para o cemitério de Bagé e colocada no interior do túmulo da família. -*-*-*- Voltamos aos saudosos tempos da mocidade e relemos duas aventuras policiais de Sherlock Holmes, o famosíssimo detetive britânico. O autor Sir Arthur Conan Doyle faz o “suspense” imperar até a última página. Título do livro: “O vale do terror” em 205 páginas. Lemos ainda ”História do Brasil Contemporâneo”, em 158 pgs., do Prof. Luiz Roberto  Lopez, ed. 1.980, crítica deveras interessante.

Deixe sua opinião