No Ar
Folha do Sul
Web Rádio

Diversas 61484
Publicado em 26/04/2017

George Teixeira Giorgis

George Teixeira Giorgis

Estávamos no 3º ano do Curso Clássico no Colégio Marista Rosário (em Porto Alegre). Então, no dia 10-outubro-1.952 saiu o meu primeiro artigo no “Correio do Sul” daqui, uma espécie de carta festejando os 38 anos da fundação de nosso prestigioso matutino. Em 21-12-1.949, nosso discurso de “orador oficial”, na formatura ginasial do Colégio Auxiliadora, ali foi inserido na íntegra. Já antes escrevíamos no jornalzinho do Colégio Rosário (Irmãos Maristas). Em 14 de maio do ano 1.955 (eu estava no 3º ano da Fac. Direito – PoA) era posta a minha primeira carta às pgs. quatro do tradicional “Correio do Povo” da metrópole gaúcha, no qual (até agora) colaboramos semanalmente. Afora tal, passamos, lá, a inserir artigos no “Diário de Notícias” (PoA), no “Batovi” (Lavras do Sul”), na “Folha da Terra” (São Gabriel), na “Hora” (depois “Zero Hora”) de PoA, no “Ponche Verde” de Dom Pedrito, etc. sempre gratuitamente e puro idealismo. Ficamos hoje no C. do Povo e nesta folha. Aliás, por pesquisa que formulamos, ninguém (na moderna história de Bagé) escreveu aqui mais artigos assinados (note-se, “assinados”) do que nós, até a atualidade. É bom relembrar independência em tão útil atividade. E tudo isso devemos à proteção de Deus! -*-*-*- Até 31 de março, a exportação de produtos da agricultura e da pecuária do RGS alcançou a cifra de 723 milhões de dólares! Destaque para soja, carnes e cereais.
-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-
O Dr. José Walter Maciel Lopes, esposa, filhos e noras ofereceram uma cordial recepção (em “petit comité”) no dia 20, pela noite, na mansão da Marcílio Dias com a Bento Gonçalves, hoje sede da empresa familiar (grupo imobiliário e securitário). Foi uma “pizza” (dos mais variegados sabores) regada a vinho tinto e refrigerante, ofertada a um grupo de amigos da casa. Aliás, eles pretendem periodicamente repetir a série para outros conglomerados. Lá fomos e participamos de uma conversação educada (e cordial), sem vozes altas, envolvendo profissionais de diversas áreas (médicos, empresários, proprietários de imóveis, religiosos, etc.), atmosfera em que a família anfitriã (mais uma vez) evidenciou sua inclinação ao “savoir faire”, ao bom trato e à cortesia amiga. Cumprimentos!
-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-
O que lemos mais recentemente? 1) Em 242 pgs., “Paixão e crime”, narrativa interessante do ex-governador do RJ o discutidíssimo político Carlos Lacerda. Trata-se de histórico julgamento (um assassinato) ocorrido na pacata Suíça, a que ele assistiu na integralidade. 2) “Os maragatos”, do renomado criminalista Dr. Amadeu de Almeida Weinmann, nosso antigo colega e amigo. Afora comentários (e transcrições) sobre eventos guerrilheiros (e biografias de heróis gaúchos) ele dedica várias páginas a Estácio Xavier de Azambuja, falecido em 1.938, filho de Camaquã, que aqui veio morar e foi intimorato líder federalista e libertador. 3) “A história do Brasil para quem tem pressa” de Marcos Costa, mestre e doutor em história social, paulista. É resumo muito interessante da história pátria, cujos tópicos ele distingue com autoridade. 4) Em 269 pgs. (obra de 2.016), João (o filho remanescente de Leonel Brizola) conta os percalços da vida do debatido político. Por ali é notado que ele foi (para os filhos) um genitor muito rigoroso e muito apegado aos seus pontos de vista dos quais não abria mão. Título: “Minha vida com meu pai Leonel Brizola”. 5) “Amenidades – crônica do cotidiano” – vol. 8 do pecuarista gabrielense (e membro do MP do Trabalho aposentado) Dr. João Alfredo Reverbel Bento Pereira, que ele generosamente nos enviou. O autor e esposa SrªAglaé formam um distinguido casal em São Gabriel. Aliás, talvez em maio, eu e o Dr. Niederauer lá iremos visitá-los. O autor insere suas bem redigidas crônicas num semanário da “Terra dos Marechais”, com asserções picantes e de bom humor, relatando acontecimentos de sua refinada comunidade. Sobejam-lhe sinceridade e franqueza no que afirma e comenta. Parabéns! -*-*-*- Por fim: diariamente, pesquisamos e lemos os dois jornais daqui e os três da capital. É costume antigo. Cremos que o advogado é profissional que tem de estar permanentemente atualizado. E a fiel leitura conduz-nos a tanto. -*-*-*- General Hertz: cumpriu sua missão militar muito bem. Colaborou deveras com nossa comunidade. E parte a novos rumos profissionais levando o agradecimento cordial dos bageenses. 

Deixe sua opinião