No Ar
Folha do Sul
Web Rádio

Diversas 59539
Publicado em 01/03/2017

George Teixeira Giorgis

George Teixeira Giorgis

Advogado

No começo do 2º semestre de 1.959 o Colégio Estadual de Bagé ganhava novas oito professoras. Ei-las: Zélia Luz Coronel (Francês), Eva da Nova (Matemática), Leonor Araújo – dona Mosa (Trabalhos Manuais), Julieta Abero Ferraz (Economia Doméstica), Ieda Farinha d’Almeida (Canto Orfeônico), Raquel Ustarroz Beckmann (Desenho), Eloína da Silva Lopes (Inglês) e Maria Norma Larré Pereira (Desenho). -*-*-*- O nosso colega Francisco José Rosa dos Santos (OAB-RS 17.837), politicamente conhecido como “Chico Brizola”, passou, recentemente, pela desdita de perder seu venerando genitor. -*-*-*- Em 17 de junho/1.958 assinávamos alvissareiro artigo no “Correio do Sul”, anunciando que, naquele então, eram preenchidas as três Varas da Comarca de Bagé, através das promoções, para cá, dos Drs. Túlio Barbosa Leal (vindo de Jaguarão), Sylvio Fortunati Pereira (vindo de Soledade) e Rubens Rebello Magalhães (vindo de Quaraí). Há mais de seis meses Bagé estava sem juízes titulares, sendo a comarca atendida por magistrados de comarcas próximas que, até aqui, vinham uma vez por semana. Naquele então, recém tínhamos quatro meses de vivência profissional. -*-*-*- O Jóquei Clube de Bagé, em idas eras, guardava prestígio estadual e nacional. Tanto que, em 1.959, três chapas iam disputar-lhe a diretoria, embora tendo todas, “na cabeça”, para presidente, o nome do pecuarista Galeno Pons de Macedo (morava onde é atualmente a Clínica Gaffrée). Houve, afinal, acordo entre elas e os nomes dos seguintes cidadãos passaram a compor o novel mandato: Dirceu Pons, Luís Rodrigues Maia, Nicanor Vieira Paiva, Fernando Silveira Abbott, Nélson Rosa, Carlos Mário Mércio Silveira, Laudares Collares, Michel Kalil, Celestino Goulart, José Silveira da Rosa, Luís Mário Saraiva Macedo, Léo Azambuja Louzada, Euclides Barreto, Rui B. Vieira, Carlos Tavares Costa, Luís Felipe Martins da Silva, Profeto Nunes, Amílcar Rosa Bittencourt, João Torrescasana, Nei Ferreira Paiva, Délcio Ferreira, Ramão Gul, Herculano Vaz Lopes, Jônio Ferreira de Salles, Jerônimo Mércio Silveira, Luiz Mércio Teixeira, Carlos Olivé Suñé, José Brasil Teixeira, José Gomes Sobrinho, Américo Silveira Dias, Jayme Tavares, Nicanor G. Gomes e Antônio Manoel Tavares Martins.
-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-
De 1.979 a 1.989 presidiram o Rotary Clube Bagé Norte: Paulo Bayard Torrescasana Silveira, Rudelvi B. Pedroso, Vicente Macedo Saraiva, Jary Caringi Jaccottet, Boaventura Alves Lemos, Moreci Medeiros, Auro Acevedo, Piragibe Garcia Scardoelli, Boaventura Alves Lemos (novamente), Líbio Mário Michelena da Silva e José Wilson Fagundes Parera. -*-*-*- A jovem Bárbara Von Eye Pereira faceiríssima porque, “de primeira”, ingressou na Faculdade de Medicina da Univ. Católica de Pelotas, com 18 anos. Seus genitores Dr. Ricardo Pereira de Pereira (Juiz de Direito) e esposa Lerna muito orgulhosos da façanha da moça, bem como seu avô paterno Sr. Odilon César Pereira e avós maternos Sr. Harald Von Eye – Neusa Brochado Von Eye. A novel acadêmica fez seus estudos em nosso Colégio Espírito Santo e no “Mário Quintana” na “Princesa do Sul”. -*-*-*- Dos últimos dois livros que vimos de reler: a) “O tempo é a ocasião passageira dos fatos, mas sobretudo o funeral para sempre das horas” (“O Atheneu”, Raul Pompeia); b) “Não basta ver uma mulher para a conhecer; é preciso ouvi-la também. Ainda que, muitas vezes, basta ouvi-la para não a conhecer jamais” (“Ressurreição”, Machado de Assis). -*-*-*- Código Civil da República estatui que uma pessoa não pode doar todos os seus bens; ela tem de reservar parte deles, ou renda suficiente, para que possa subsistir. É o art. 548.
-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-
De Ruy Barbosa: a) “Nasci na pobreza e de tal me honro; porque essa pobreza era a coroa de uma vida, que o amargor dos sacrifícios não deixam frutificar em prosperidade”; b) “As aspirações caminham para o ideal; as ambições para o interesse. As primeiras moralizam e sublimam o homem. As segundas o corrompem e degradam”. -*-*-*- Luísa Pigato Kalil: médica (pediatra), com variados cursos de aperfeiçoamento, atuando diariamente num dos maiores hospitais de São Paulo; Maíra Pigato Kalil (psicóloga), também com vários aditivos de aprimoramento, agindo em Porto Alegre aqui e ali. São as filhas do Dr. Miguel Salim Kalil – Drª Rosa Lúcia Pigato Kalil, obviamente envaidecidos com a missão cumprida. -*-*-*- As Ruas Monteiro Alves, Ernesto Medici, pedaços da Borges de Medeiros e da Carlos Barbosa: vias públicas próximas, na chegada ao bairro Getúlio Vargas, acham-se despedaçadas e à espreita de pronto conserto!

*Texto revisado pelo autor

Deixe sua opinião