No Ar
Folha do Sul
Web Rádio

Diversas 55550
Publicado em 19/10/2016

George Teixeira Giorgis

George Teixeira Giorgis

         Na língua inglesa, “dream” = sonho. “Nurse” = enfermeira. E “safety” = segurança. Em francês, “casse-tête” = quebra-cabeça. “Toast” = torrada. “Prière” = oração.-*-*-*-Alguns municípios do RGS: “Cambará do Sul” é no Itaimbezinho, no Parque Nacional dos Aparados da Serra. São José dos Ausentes, Bom Jesus e Jaquirana restam ali próximos. “Alto Feliz” e “Vale Real” estão, no mapa, entre Carlos Barbosa e Nova Petrópolis. “Maratá”, “Pareci Novo” e “Tabaí” ficam nas cercanias de Montenegro.
-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-
         “Doidivanas” é uma pessoa estouvada, extravagante. “Presságio” = agouro, pressentimento. “Presepada” = barulho, desordem, confusão. “Zurzir” = açoitar, chicotear, fustigar. “Ilogismo” é um disparate, um absurdo.
-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-
         Vias públicas cá em Bagé: “Travessa Dr. Lourenço Lahorgue” no bairro São Judas Tadeu. Liga a Rua Padre Abílio Sponchiado com a Rua José do Patrocínio. “Rua Irmã Estefânia” = na zona norte, corta a Tupy Silveira, após a sede da AABB. “Rua Octávio Hipólito” = paralela à Rua Vinte de Setembro, também ao norte (ou nordeste) da cidade. “Rua Tomás Mércio Pereira” = na Vila Dois Irmãos. “Rua Jacinto Ferrer” = na Vila Ipiranga, mais ou menos. “Rua Sen. Alberto Pasqualini” = em São Judas.
-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-
         Na semana ida, faleceu o desembargador aposentado Egon Wilde, deixando a viúva dona Elaine, três filhas casadas e dois netos. Em décadas passadas, foi juiz titular da antiga 2ª Vara da Comarca de Bagé, onde deixou conceito de magistrado trabalhador e amigo de servidores e advogados. Foi sepultado em Porto Alegre, onde morava.
-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-
         “Huguenotes” – eram assim chamados os calvinistas (protestantes religiosos, cisão do “Catolicismo”) que viviam na França. O Cardeal Richelieu (católico e político) deu-lhes cerrado combate e tenaz perseguição.
-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-
         O Sr. Pedro Lara era co-gerente (ao lado do Sr. José Marques Coelho) da antiga Barraca Adures na Rua Caetano Gonçalves. Pessoa de trato agradável era alto prócer do G. E. Bagé e consta que um de seus sobrinhos, o atual deputado estadual Luis Augusto Lara, foi por ele criado.
-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-
         Está na hora de o vereador Antenor Dutra Teixeira (Partido Progressista) ser escolhido presidente de nossa Câmara Municipal, onde guarda um comportamento destacado. Embora de temperamento forte, sempre que (interinamente) tem dirigido as sessões mostra-se muito equilibrado, afora ser um porta-voz impertérrito de agricultores e pecuaristas.
-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-
         Família Kalil (todos os irmãos falecidos já): Kalil A. Kalil, o líder da clã. Dirigia a Casa Kalil. Foi presidente do Clube Comercial e do Lions Dom Diogo. Miguel A. Kalil: foi presidente da Soc. União dos Varejistas e do Lions Clube de Bagé. Jorge A. Kalil (muito popular): presidiu o G. E. Bagé a quem muito ajudou financeiramente. Pedro A. Kalil (o mais novo): foi presidente do Lions Clube Dom Diogo. Era torcedor ardoroso do Guarany F. C. Pertenceu a diretorias de várias associações. Tinham três irmãs: Julieta, Jaura e Marina. Enquanto todos vivos, eles formaram uma família muito unida. Aos domingos, o almoço era obrigatório na Rua Gen. Neto (casa da matriarca, dona Filomena). Após, ficavam na frente do prédio conversando fraternalmente. -*-*-*- Quando “tout le monde” aguardava ansiosamente que a RBS nos mostrasse (domingo) Internacional x Flamengo, eis que trouxeram as imagens de Figueirense x Palmeiras! Sem comentários... -*-*-*- Obras que acabamos de ler em outubro vigente: 1 – “A vida de Disraeli”, de André Maurois; 2 – “Joseph Fouché” (edição de 1.942 – 301 pgs) de Stefan Zweig; 3 – “A morte vem buscar o Arcebispo”, Ed. 1.985 – 223 pgs, de Willa Cathier; 4 – “Vida de grandes escritores”, de Henry Thomas e outra; 5 – “Napoleão e sua época” (1.954, 205 pgs), de Octave Aubry. Duas sentenças delas extraídas: a) “A vida é uma fuga constante do perigo”; b) “A sátira é o sol que torna a humanidade capaz de suportar a monotonia da vida.”.

Texto revisado pelo autor

Deixe sua opinião