Diversas 51112
Publicado em 01/06/2016

George Teixeira Giorgis

George Teixeira Giorgis

Advogado

 
Para recordação (ou conhecimento dos leitores), nomenclatura de mais algumas ruas situadas em Bagé: Rua Frei Plácido de Alfredo Chaves (no bairro São José). Rua João Pedro Noble (em São Judas). Rua Floramante Rodrigues Maurente (no Prado Velho). Rua Dr. Tácito de Macedo Langendock (no Habitar Brasil). Rua Dr. Paulo Bidone (no Passo do Príncipe). Rua Lauro Lima (no bairro Castro Alves). Rua João de Deus Gasso (na Vila Bruno). Rua Fredi Tombesi da Silva (na Vila Hidráulica). Rua Irmã Dulce (no bairro Narciso Suñé). Rua Martin Luther King (no Povo Novo). Rua Prof. Roberval Trindade de Carvalho (no bairro São Jorge). -*-*-*- Arte: no dia 9 de junho (19 horas) na “AZ Galeria” (Av. Marcílio Dias nº 1.466) abertura de Mostra Fotográfica, exibindo obras de Alex Sevilla, Ana Lúcia Teixeira, Bob Machado, Carlos Eduardo Vaz, Cema Isquierdo, Diones Alves, Dorval Albert Silva, Eurico Salis, Fernando Kluwe Dias, José Luís Castro, Jú Santos, Júlio Pimentel, Leonardo Costa, Maria Luísa Garrido, Nádia Raupp Meucci, Nílton Santolin, Rafael Gomes Karam. Dita exibição alargar-se-á até 01 de julho. Como sabido, Ângela Zaffari, com a valiosa cooperação de Carmen Lúcia Gomes, é a proprietária da precitada Galeria. -*-*-*- Passou uns dias em Bagé nosso colega Dr. Eduardo Abero Ferraz, hoje radicado no bairro Passo da Areia, em nossa capital. Continua deveras orgulhoso com a saliência profissional de seu filho único (e colega), que habita e labora no interior do Piauí. -*-*-*- Adolfo Bloy Casares escreveu: “As mulheres e os gatos vêm quando não os chamamos”. E de Mário Quintana: “Amar é mudar a alma de casa”. -*-*-*- Em 1.982, passei uma semana em Pelotas frequentando um curso de Direito Constitucional que a talentosa (e saudosa) Profª Rosah Russomano de Mendonça Lima organizara na Faculdade de Direito de lá e para tanto me convidara. A cada noite uma conferência de alto nível, prolatada pelos maiores constitucionalistas do Brasil. “A posteriori”, uma recepção (na casa de um professor) daquelas que só os filhos de Pelotas sabem ofertar. Lá conheci o Dr. Michel Temer, então professor-catedrático das Universidades de São Paulo. Num bate-papo, em certo momento, solicitou meu endereço. E, depois de seu regresso, enviou-me “Elementos de Direito Constitucional” (249 pgs. – Editora Revista dos Tribunais), de presente e de sua autoria, com amável dedicatória. Pois o homem, hoje, é o Presidente da República! -*-*-*- Quando o asfalto voltará a ser derramado nas vias públicas em Bagé? Inclusive naquelas “horrorosas” quadros calçadas com pedra irregular, que tanto castigam os nossos carros. -*-*-*- Por legislação estadual nova, foi criada mais uma Vara na Comarca de Bagé, que será Cível ou de Família e Sucessões. Entretanto, devido às dificuldades orçamentárias do Estado do RGS talvez nem possa ser posta em funcionamento neste 2.016, segundo dizem. -*-*-*- Reportagem da TV Câmara local mostrou lances “estarrecedores” do péssimo estado de algumas dependências da Escola Municipal São Pedro. Como é que deixam ficar assim? -*-*-*- “O Advogado” (353 pgs.) do autor estadunidense John Grisham foi o livro que relemos na semana pretérita. Interessantíssimo. Nele se desvenda que, apesar da intensa (e imensa) propaganda de prosperidade na capital oficial norte-americana Washington, por lá há repetidos bolsões de pobreza, gente sem teto e morrendo nas ruas. -*-*-*- Com a desistência do Dr. Mainardi, quem aponta um político e administrador de primeira grandeza, sem máculas, de passado limpo para ser eleito prefeito de Bagé em outubro? Será muito difícil encontrar? -*-*-*- Pelo novo Código de Processo Civil (art. 560 e 561) na ação de manutenção de posse e de reintegração de posse, o autor deverá provar a sua posse, a turbação (ou o esbulho) praticado pelo réu, a data da turbação (ou do esbulho); mais: a continuação da posse (embora turbada) na manutenção; ou a perda da posse na ação de reintegração. O Código ventila as ações possessórias do art. 554 até o art. 568. -*-*-*- Em dezembro de 1.953 na festa de N. Srª da Conceição foram festeiros o Sr. Igílio Vacilotto e Srª Adelina Vacilotto. O pregador foi Frei Casimiro de Antônio Prado. O Reitor da Igreja era Frei Mário de Segredo (falecido em 2.005). Em 2.004 falecera Frei Valdemar Verdi (Frei Cirilo de Flores da Cunha) que também laborou na Conceição. Este último foi nosso colega na PUCRGS no curso vespertino de Letras Clássicas. -*-*-*- Faleceu em Porto Alegre a Srª Eliana, bageense, que fora filha do extinto casal Profª Chiquinha – Cel. Pibernat. -*-*-*- Luziu (e foi luzido) o jurista Dr. Antônio Augusto Mayer dos Santos, especialista em Direito Eleitoral, na conferência ontem prolatada em nossa Câmara de Vereadores, perante considerável assistência.

Deixe sua opinião