Diversas 40278
Publicado em 08/07/2015

George Teixeira Giorgis

George Teixeira Giorgis

Advogado

Depois de passar pela leitura (quase 400 pgs.) de “Casa de Pensão”, uma das melhores obras de Aluízio Azevedo, chegamos também ao fim de “Honório Lemes um herói popular”, do escritor santanense Ivo Caggiani, que foi nosso contemporâneo no curso clássico do Colégio Rosário (PoA). E que se devotou à pesquisa histórica, tendo focalizado (também) a personalidade de Rafael Cabeda (outro líder federalista e filho do mesmo município). Foi a segunda vez que perpassamos pelas importantes obras. Especifique-se que o sobrenome do herói era “Lemes” e não “Lemos” como muita gente escreve. Sem cultura e sem apuro intelectual, Honório pelejou nas hostes do Federalismo em 1.893 e em 1.923; e noutras pequenas e rápidas rebeliões ocorridas no RGS. Honório Lemes nasceu em Cachoeira do Sul e, ainda menino, com pouco mais de dez anos, transferiu-se (com os genitores) para o hoje município de Rosário do Sul. Casou-se por três vezes. E onde chegava empolgava multidões. -*-*-*- Em nossa Bagé, sempre mapeando os conhecimentos, diga-se que as Ruas Cel. Oscar Salis (farmacêutico), Coronel Pedroso, Maurity e Preto Caxias ficam para o sul da cidade, para quem desce a Praça da Matriz. E as Ruas Armando Azambuja, Francisco Meirelles e Nilo Vaz Cachapuz restam no Bairro Santa Cecília. -*-*-*- Na história do Brasil, em 29 de julho de 1.846, nascia (e era batizada no Rio de Janeiro) a princesa Isabel (depois, casada com o nobre francês Conde d’Eu), filha de Dom Pedro II e da imperatriz Teresa Cristina. Tinha uma irmã, dona Leopoldina, casada com o Duque de Saxe (alemão). Relatam os biógrafos que a princesa Isabel (quando menina) estudava nove horas e meia por dia (exceto aos domingos). E que disciplinas lhe eram ministradas? Resposta: latim, francês, inglês, alemão; história de Portugal, da França e da Inglaterra; literatura portuguesa e francesa; geografia e geolologia; astronomia, química, física, geometria, aritmética, desenho, piano e dança! -*-*-*- De Alzira Vargas do Amaral Peixoto, a filha preferida do Dr. Getúlio Vargas: “O estudante universitário é e será sempre o mesmo em todas as partes do mundo e em qualquer época. Sua rebeldia é o último protesto do jovem prestes a ingressar no mundo respeitável dos adultos, do qual não se volta mais”. -*-*-*- Do renomado escritor gaúcho Alcy Cheuiche: “Mulher, arma e cavalo de andar nada de emprestar!”
-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-
No Código Civil Brasileiro acharemos (art. 79): “São bens imóveis o solo e tudo quanto se lhe incorporar natural ou artificialmente”. E o art. 53 define que “as associações são união de pessoas que se organizam para fins não econômicos”. -*-*-*- Nosso amigo, o esforçado intelectual Sávio Machado, agora está a embrenhar-se no encontro com o Secretário de Cultura do Estado, com os concertos do Festival de Música do Pampa, com o restauro prometido de nossa Catedral de São Sebastião, etc. -*-*-*- As missas na Igreja da Conceição (sob a égide de Frei Álvaro Bordignon) sempre animadas e frequentadas. -*-*-*- Nenhuma perspectiva (nem esperança) de melhorias para aposentados e pensionistas do INSS. -*-*-*- E os preços de tudo sobem, sobem e sobem! -*-*-*- Professora estadual aposentada, recentemente falecida, teria deixado testamento, legando todos os seus bens (móveis e imóveis) para a Santa Casa de Caridade. -*-*-*- No Instituto de Cardiologia, muito bem assistido por seus familiares e amigos, o Des. Juca Giorgis recupera-se de delicada intervenção cirúrgica em que, só de pontes de safena, recebeu quatro, afora outros complementos. O operador foi o consagrado médico bageense Dr. Renato Karam Kalil e os clínicos (e também especialistas na matéria) o Dr. Nonohay e a Drª Mariza, ambos muito amigos do enfermo. -*-*-*- Os comandantes do 25º GAC e do 3º Reg. Cav. Mec. (Cúrcio Neto e Weber) foram promovidos, meses atrás, para “Coronel”. Parabéns!

*Texto revisado pelo autor

Deixe sua opinião