No Ar
Folha do Sul
Web Rádio

Assistência social é um trabalho de valor maior
Publicado em 21/05/2019

Esquerda Carneiro

Esquerda Carneiro

Quando chegamos à Secretaria Municipal de Assistência Social, Habitação e Direitos do Idoso (Smasi) tivemos por prioridade dedicar toda a atenção às entidades assistenciais de Bagé. Alguém já afirmou, com toda a razão, que sem o terceiro setor o mundo não sobreviveria. E é verdade. O serviço realizado por voluntários na assistência social é de um valor inestimável.
Nossa gestão na prefeitura, ao iniciar em janeiro de 2017, depara-se com o Marco Regulatório das Organizações da Sociedade Civil, que é uma agenda política ampla que tem o objetivo de aperfeiçoar o ambiente jurídico e institucional relacionado às organizações da sociedade civil e suas relações de parceria com o poder público. Em resumo, legalizar as instituições e o trabalho prestado.
Tivemos de nos adequar, e o mais importante, tornar adequadas as instituições de Bagé para firmar parceria com a prefeitura dentro da legalidade.
Realizamos um trabalho intenso, dedicado e com resultados proveitosos. Um exemplo: a Fundação Geriátrica José e Auta Gomes, mantida pela Santa Casa de Caridade. Que não estava conseguindo recursos suficientes, mesmo com a ajuda da população, para a manutenção do local no atendimento aos 47 idosos assistidos.
Até 2017, a fundação nunca havia conveniado com órgãos públicos. Para não cessar os serviços necessitava de um auxílio em torno de R$ 15 mil mensais. A presidente do Conselho Diretor da Fundação Auta Gomes, Zazi Vargas, na oportunidade, chegou a declarar que faltava comprometimento do município.
Nós, que havíamos recém-chegado à prefeitura, conhecedores da realidade da instituição, corremos para buscar a regularização e efetivar a ajuda aos idosos acolhidos na Auta Gomes. Como destaquei no início deste texto, a assistência social faz parte das prioridades do governo.
Finalmente, em abril do ano passado, conseguimos realizar o convênio e o repasse de R$ 216 mil por ano (R$ 18 mil por mês). Na ocasião, dona Zazi lembrou que era a primeira vez que a prefeitura ajudava efetivamente à fundação, ela disse a mim e ao prefeito Divaldo Lara, que há anos buscava essa parceria. “Estamos felizes com a sensibilidade do prefeito em atender e olhar com carinho para os idosos do nosso município”, registrou dona Zazi Vargas. Também cedi da Smasi um veículo para os trabalhos externos essenciais. Contudo, isso foi possível com a renovação da frota que proporcionou carros novos à Smasi e ao Conselho Tutelar.
E, assim, trabalhamos com todas as associações de assistência social de Bagé, sem distinção. Acredito que pelo fato de ter assumido a secretaria em um momento de divisor de águas com essa questão do marco regulatório e a adequação das entidades, meu trabalho foi de muita aproximação com o setor, de grande aprendizado e experiência que levarei comigo para o resto da vida.
Na semana passada, por ocasião do Dia das Mães, fiz uma visita à Fundação Auta Gomes para presentear as queridas mamães com chá e bolo, além de entregar uma doação de 156 litros de leite para todos que lá recebem uma atenção e carinho maravilhosos. Parabéns a todos, funcionários, voluntários e assistidos. Vocês fazem valer a pena a minha trajetória na vida pública porque é de valor maior o trabalho de assistência social. Sem dúvida.
 

Deixe sua opinião