No Ar
Folha do Sul
Web Rádio

Assembleia dos bispos
Publicado em 04/05/2019

Dom Frei Cleonir Paulo Dalbosco (bispo de Bagé)

E-mail: cleonir@ascap.org.br
Dom Frei Cleonir Paulo Dalbosco (bispo de Bagé)

Pela graça do Senhor, nos primeiros 10 dias de maio, os bispos do Brasil estarão participando da 57ª Assembleia Geral Ordinária da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil – CNBB, em Aparecida – SP. Serão dias de oração, retiro, confraternização, partilhas de experiências, avaliações, prestação de contas e planejamentos.
Essa é minha primeira assembleia como bispo diocesano. Momento para fortalecer a comunhão com a igreja no Brasil e no mundo. A organização da Igreja Católica é mundial, porém, para melhor servir, aqui no Brasil está organizada em conferências, regionais e dioceses.  Cada diocese tem sua área geográfica de atuação. Todas as dioceses seguem, ou deveriam seguir, as orientações do papa Francisco e das Conferências Episcopais. Na unidade e diversidade, em Cristo, somos uma só igreja. Por isso, é muito importante a participação na assembleia geral da CNBB.
A assembleia geral sempre se caracterizou por muito trabalho por parte dos bispos, assessores e organizadores. São dias muito intensos, com uma pauta repleta de atividades.
Na assembleia deste ano haverá a eleição da nova presidência da CNBB e das comissões pastorais. Após o retiro, os bispos escolhem os representantes, capacitados para servir nos diversos encargos. Qualquer responsabilidade ou coordenação é um serviço especial, assumido para o bem do povo de Deus.
O tema central desta assembleia tratará das Diretrizes Gerais da Ação Evangelizadora da Igreja no Brasil, para os anos 2019 – 2023. Todos os bispos já receberam e estudaram uma primeira formulação dessas diretrizes. Na assembleia, o assunto é retomado, discutido e, por fim, votado o documento final. As novas diretrizes pastorais contemplarão a presença do Senhor na cultura urbana e a vida da grande cidade mundial; o olhar dos discípulos missionários; a igreja nas casas e as novas propostas de caminhos pastorais. Os quatro pilares das comunidades continuarão a ser destaque: um. Palavra: Iniciação à vida cristã e animação bíblica; dois. Pão: liturgia e espiritualidade; três. Caridade: a serviço da vida; quatro. Missão: estado permanente.
Um assunto de grande interesse dos bispos, nesta assembleia geral, será a organização da primeira visita ao papa Francisco (Visita “ad Limina”), prevista para o ano de 2020. A Conferência do Brasil é a mais numerosa e, por isso, exige acerto das agendas e dos relatórios para os Dicastérios, no Vaticano. O papa Francisco deseja um encontro coletivo com os bispos dos diversos regionais do Brasil.
Peço ao nosso povo que nos acompanhe com suas orações para o êxito pleno desta assembleia. Desejamos colocar nossas vidas e ministério a serviço da evangelização e das maiores necessidades de nossas dioceses, comunidades e missão. Que o Espírito Santo nos ilumine, purifique e nos guie para os melhores caminhos e que Nossa Senhora Aparecida nos acompanhe maternalmente.


Deixe sua opinião