No Ar
Folha do Sul
Web Rádio

É tempo de reflexão
Publicado em 14/04/2017

Divaldo Lara

Prefeito de Bagé
Divaldo Lara

Hoje é um dia especial para a comunidade cristã. Mais de dois mil anos depois e ainda não houve acontecimento de tamanho significado. O legado da vida de Jesus Cristo e a consequente crucificação não apenas instituiu no mundo o cristianismo, mas, principalmente, jogou sobre o coração humano o sentimento de piedade e solidariedade. O amor ao próximo mudou as relações humanas; “virar a face” revolucionou o modo do mundo pensar.  Embora a vida das pessoas tenha tomado outro rumo após a passagem de Jesus de Nazaré pela terra, compreender sua trajetória, do nascimento à ressurreição, representa compreender a vida. Porque revela o pescador de homens, o mestre a buscar o coração do povo, o profeta da justiça.  Nesta sexta-feira da paixão, quando o cristianismo saúda Deus na terra, é tempo de refletir sobre a vida, o amor e a compreensão; tempo de refletir sobre o que queremos para nós e para aqueles a quem amamos.    Cem No início desta semana, completamos 100 dias à frente da prefeitura. E cada um desses dias, as pessoas que vivem em Bagé podem ter certeza, foram de total dedicação, de esforço, de vontade de fazer a população retomar a confiança na cidade. Trabalhamos muito, principalmente dando atenção às prioridades estabelecidas e àquelas que surgiram quando descobrimos que recebemos uma estrutura alquebrada.  Estou muito feliz de poder contar com o apoio das pessoas sensatas, que compreendem todo o esforço empreendido para fazer de Bagé uma nova cidade, mais viva, mais desenvolvida e mais respeitosa.   Meu bairro A primeira edição do projeto Meu Bairro Melhor, que aconteceu na semana passada no bairro Castro Alves, foi um verdadeiro sucesso por atingir seus objetivos de revitalização, integrar as pessoas e confraternizar com diversão e arte. Destaco um fato importante do projeto: a surpresa com a presença do prefeito, vice, secretários e vereadores no bairro. Era como se isso só acontecesse em período eleitoral. Quebrou-se um paradigma. Sou de bairro. Gosto de bairro. E estarei o tempo todo do meu mandato nos bairros de Bagé ouvindo as pessoas e procurando resolver os problemas da comunidade. Meu Bairro Melhor não é apenas um projeto de ação de três ou quatro dias, é mais que isso. É a marca de uma administração, que pretende ouvir as pessoas e atendê-las. Eis o sentido de querer um dia concorrer a prefeito e estar no gabinete principal do centenário prédio da esquina da General Osório e Juvêncio Lemos, no coração de Bagé.   Exemplo para o Estado Pouco falo das condições em que encontramos a prefeitura, suas dívidas e projetos perdidos. No entanto, alguns amigos dizem que era o ponto que mais deveria abordar, porque é preciso mostrar a realidade. Em parte, sim; em parte, não. Sabia que estávamos entrando em uma prefeitura desorganizada e endividada. Mas, com toda a certeza, não imaginava que se tratava de um verdadeiro caos, com dívidas de milhões com ordem de pagamento para ontem. De projetos e programas federais com dinheiro depositado e indo pelo ralo por falta de ordenamento e prestação de contas. Com um funcionalismo público combalido, desanimado e com a autoestima por terra, porque esteve por duas décadas esquecido como ser humano e trabalhador. Porém, trabalhamos, mostramos toda a força de vontade para fazer o que tem de ser feito. Olhamos para a frente. Tornamo-nos exemplo para o Estado em obras urbanas e em saúde, porque, frente à crise conseguimos mostrar que é possível mostrar trabalho.  Mas muito há que fazer, e faremos.           

Deixe sua opinião