No Ar
Folha do Sul
Web Rádio

Com a atenção e a compreensão da Aciba e do Cobame
Publicado em 17/03/2017

Divaldo Lara

Prefeito de Bagé
Divaldo Lara

Divaldo Lara – Prefeito de Bagé   Na terça-feira, tive o prazer de participar da abertura oficial dos trabalhos de duas importantes entidades de nossa cidade, a Associação Comercial e Industrial de Bagé (Aciba) e o Conselho Bageense da Mulher Empreendedora (Cobame). Na oportunidade, pude expor aos empresários o que estamos fazendo, o que planejamos, nossas dificuldades e modo de governar.  O diálogo da administração municipal com o empresariado é constante, franco e aberto. Não apenas a Aciba e o Cobame, mas a Associação dos Jovens Empresários (AJE) e o Sindilojas contam com essa linha de diálogo. Todos conhecem nossa forma de pensar Bagé e como planejamos agir ao longo dos próximos quatro anos.  Em primeiro lugar, começamos um trabalho de organização da infraestrutura do município, equipando e oferecendo condições para os empreendimentos estabilizados, aqueles que pretendem ampliar e os novos, que queremos que se instalem na cidade.  Este o nosso principal foco: estruturar para ter mais.  Bagé é a cidade polo da região, com uma infraestrutura de comércio e serviços muito boa, inclui-se nessa lista de ofertas a nossa rede de ensino, universidades, serviços médicos, cultura e lazer. No entanto, é preciso investir no potencial local e nisso tem trabalhado o secretário Bayard Paschoa Pereira, do Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação. Principalmente, na organização do distrito industrial, perseguindo as diretrizes do polo proteico; na articulação para implantar o parque científico e tecnológico, possibilitando a incubação de empresas; no apoio decisivo aos arranjos produtivos locais, em especial nos setores moveleiros, metal-mecânico, agroalimentar, artesanal, têxtil, comércio de antiguidades e microcervejarias. A viabilização dos voos regulares comerciais no Aeroporto Internacional Comandante Gustavo Kraemer é uma ação estratégica de desenvolvimento regional. Nesse sentido, nossas conversações com a Azul Linhas Aéreas Brasileiras estão adiantadas. Abordei, no encontro com o Cobame e a Aciba, a preocupação com os problemas de mobilidade urbana, feiras itinerantes, de um local adequado para os ambulantes e da criação de uma grande feira aberta na avenida Sete de Setembro, organizada pelo empresariado bageense. Com um centro limpo, bem iluminado, de canteiros floridos e lojas bonitas por sua decoração, teremos uma cidade pronta para o nosso grande salto de desenvolvimento, em que a comunidade, setor empresarial e governamental consigam caminhar juntos para um futuro melhor, com grandes perspectivas de crescimento.  Percebi que os empresários acreditam em nosso governo, confiam em nossos propósitos e apostam que teremos pela frente uma Bagé de boas possibilidades de crescimento. Sei que a responsabilidade se torna cada vez maior. E, embora recém tenha começado nosso período na prefeitura, trabalhamos muito e os resultados já começam a aparecer. Claro que ainda é cedo, mas dá para ser otimista. Por outro lado, impossível falar em Bagé neste momento e não comentar sobre os problemas enfrentados para permitir o bom escoamento da produção agrícola. Aliás, teremos uma grande colheita. E, na iminência de perdermos parte disso, por culpa das estradas em situação calamitosa, buscamos provar o estado de emergência em que nos encontramos com o intuito de, dentro da lei, tomar todas as medidas necessárias para que nenhuma tragédia venha a abalar o trâmite normal do transporte de carga e ferir os rendimentos do município. A base de nossa economia está no campo e essa é a grande prioridade do momento. Não perderemos tempo em buscar solução para o problema das estradas.  Temos a certeza de que tudo vai dar certo. Eu confio e quero que todos nos ajudem nessa empreitada.  Muito obrigado à Aciba e ao Cobame pela recepção, atenção e compreensão.  Vamos, juntos, caminhar lado a lado pelo desenvolvimento de Bagé.       

Deixe sua opinião