No Ar
Folha do Sul
Web Rádio

34 quilômetros de asfalto. E vem mais oito por aí
Publicado em 29/06/2019

Divaldo Lara

Prefeito de Bagé
Divaldo Lara

Percorrer as ruas do bairro Dois Irmãos é sinônimo de surpresa e das boas. Ver ruas asfaltadas, sem buracos, sem barros, oferecendo boa trafegabilidade é meu sonho e de todos os bageenses. Para quem não sabe, recebemos Bagé com quase 400 quilômetros de vias sem qualquer tipo de calçamento e isso, mesmo com a melhor das boas vontades e com toda a força de trabalho que temos imprimido nestes dois anos e meio, não é possível chegar a tantos lugares e para resolver essas questões em definitivo, como temos feito nesses lugares.
Quando estipulamos metas e anunciamos, durante minha campanha eleitoral, em 2016, definimos que 50 quilômetros de asfalto seriam o possível. Hoje, somando lugares que receberam asfalto completamente novo e os trechos de asfalto já existentes  recuperados com o trabalho da nossa usina, já chegamos a 34 quilômetros desde que assumimos Bagé. Essa marca já é maior do que de governos anteriores inteiros. 
Mais do que um orgulho para mim e para toda nossa equipe, que já pode afirmar que nosso governo foi o que mais colocou asfalto em Bagé, essa marca serve como estímulo para fazermos mais, muito mais. Ainda temos mais de um ano e meio pela frente e muito ainda pode ser feito.
Nos próximos meses, iniciaremos mais oito quilômetros, oferecendo continuidade ao projeto de asfaltamento da zona leste e pavimentando os trajetos das linhas de ônibus de bairros como o Ipiranga e Pedra Branca. Serão mais 13 milhões investidos e que estavam praticamente perdidos, pois foram aprovados em 2011 para execução destas obras e que, devido ao tempo parado e sem ação, estavam quase cancelados no governo federal.
Tivemos que ir a Brasília, antes mesmo de assumirmos e garantir que faríamos o trabalho e, conforme temos apresentado conclusão de trabalho, liberamos mais recursos.
O primeiro lote foi para o Dois Irmãos, um bairro que recebe 21 quadras de asfalto e que, nesta semana, conclui o trabalho de colocação de asfalto em 100%, faltando apenas um último trecho da rua Fernando Ferrari e outro pequeno, da Rafael Cabeda.
Falando em asfalto, estamos resolvendo, em paralelo, outra questão importante, a mudança de local da nossa Usina de Asfalto, que estava instalada no bairro Popular e agora será realocada para o cascalheira da Embrapa, na BR-153. Um local apropriado, distante de residências.
Nossa usina já realizou operações que somam 14 quilômetros de pavimentação, o que inclui toda a extensão da avenida Padre Abílio Sponchiado, importante via de ligação dos bairros da zona leste ao centro; a Dr. Penna, a Monsenhor Costábile Hipólito e tantas outras. Os mais recentes locais recuperados pelo asfalto produzido na usina foram a Barão do Itaqui, Dr Freitas e diversas outras do bairro Getúlio Vargas, incluindo as de acesso à UPA.
A usina levará considerável tempo para se estabelecer no novo local e, pensando neste período, estamos comprando asfalto e colocação de fora, para que nossa cidade não pare de se desenvolver na infraestrutura.
Assim vamos caminhando, a passos largos e cada vez mais, em cima do asfalto.




Deixe sua opinião