No Ar
Folha do Sul
Web Rádio

Téo Vaz Obino
Publicado em 14/05/2018

Cid M. Marinho

Cidade: Bagé / RS
Cid M. Marinho

Foto: Alicia Ibañes/Especial FS

A família Obino é uma legenda em Bagé. Há várias décadas, seus membros vêm contribuindo para o progresso do município. Pedro Obino foi engenheiro e arquiteto laureado pela escola de engenharia do Rio de Janeiro. Seu filho Pedro Obino Junior foi responsável pela iluminação pública da cidade, por vários anos. Fundou a importadora Obino, tendo construído a galeria Obino. Os filhos de Pedro Obino Jr; Téo e Edson foram seus sucessores.
Em 1972, com a morte do pai, Téo assumiu, junto ao seu irmão, a direção da empresa, revelando-se um empresário dinâmico, com grande capacidade de trabalho. Sob a sua direção, a organização, já com a denominação de “Rede de Lojas Obino”, teve enorme desenvolvimento. Ampliou a rede para cerca de 70 lojas, instalando filiais nas principais cidade do Estado, inclusive, em Porto Alegre e no estado de Santa Catarina, proporcionando mais de 1000 empregos.
Bem-sucedido no comércio, Téo resolveu investir na pecuária, em fazendas no Piraí e Piraizinho, com total êxito. Também ingressou no ramo hoteleiro, adquirindo hotéis em Bagé, Santa Maria, São Gabriel e Santana do Livramento.
Destacou-se com o trabalho comunitário, sempre contribuindo com as instituições assistenciais. Participou de entidades de classe: Associação Comercial e Industrial; Associação Rural; Sindilojas e CDL, do qual foi presidente.  Prestou também serviços ao Rotary, como integrante do Bagé-Sul. Como reconhecimento, o poder Executivo de Bagé, deu o nome deste infatigável conterrâneo a uma escola municipal.
Téo Vaz Obino, filho de Pedro e Arlinda, morreu em 9 de julho de 2004,
aos 69 anos de idade. Deixou a esposa, Ione Malafaia Obino e os filhos Théo e Sônia. 
Fonte:
Bagé Fatos e Personalidades – Mário  Nogueira Lopes. Praça da Matriz, Editora.

Deixe sua opinião