No Ar
Folha do Sul
Web Rádio

O Dr. Maurício Infantini Filho
Publicado em 11/06/2018

Cid M. Marinho

Cidade: Bagé / RS
Cid M. Marinho

Foto: Alicia Ibañes/Especial FS

Nasceu no dia 6 de novembro em Bagé. Filho de pais italianos, Maurício e Catarina Ferrando Infantini. Foi o sexto dos oito filhos do casal.

Aos 2 anos de idade, Maurício sofreu fisicamente irreversíveis sequelas, por causa da paralisia infantil. Mas, isso não lhe tirou a inquebrantável força de vontade, durante todo o transcurso de sua vida, pois soube dissimular com sua inteligência as sequelas que carregava.

Cedo, começou os seus estudos no Colégio Auxiliadora, onde concluiu os cursos básicos. Dedicou-se com veemência ao estudo, escolhendo a medicina, em função de seu inegável amor a vida, e à saúde dos outros.

Em 1927, recebeu o diploma de médico, pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Estava sempre ligado aos movimentos sociais. Foi um dos fundadores, e prestou assistência permanente, no Pavilhão de Tuberculosos da Santa Casa de Caridade de Bagé. Por oito anos, dirigiu o Samdu, e quando este órgão foi substituído pelo I.N.P.S. também prestou serviços de forma harmônica e respeitosa com seus colegas e ajudantes. Sempre trabalhou pela defesa da vida e da sobrevivência de seus pacientes.

Doutor Maurício, era tão considerado pelos seus colegas de profissão, que foi escolhido como delegado, em Bagé, da Associação Médica do Rio Grande do Sul, por mais de nove anos. Sempre dedicado ao estudo da ciência médica, participando de congressos nacionais e internacionais, bem como simpósios e conferências. Durante muitos anos foi médico e amigo das comunidades de Dario Lassance, Hulha Negra e Candiota, deslocando-se sistematicamente para atender os pacientes que ansiosamente esperavam pelo único médico daquela região.

Vivia intensamente, seu lazer era estudar e ouvir música erudita. Tinha por hábito escrever para jornais e revistas sobre os mais variados assuntos. Conhecia o vinho como mais experiente enólogo, se vangloriava de conhecer as castas como ninguém.

Dr. Maurício casou-se me 1937, com Alvarina Brum Infantini, sendo do casal os filhos Eduardo, Fernando e Magda.

Morreu em 28 de abril de 1975 aos 70 anos de idade.

O Arquivo Municipal Tarcísio Taborda expõe em sua galeria algumas fotografias, documentos, livros, equipamentos e objetos de seu uso pessoal.


Deixe sua opinião