O simples mundo infantil
Publicado em 29/05/2013

Folhinha

Foto: Reprodução/FS

Quem teve acesso às redes sociais, na última semana, deve ter se deparado com o dicionário criado pelo professor colombiano Javier Naranjo. Ele passou mais de 10 anos coletando definições das palavras por seus alunos. O livro “Casa das estrelas: o universo contado pelas crianças” (tradução livre) foi lançado originalmente em 1999, mas foi na feira do livro de Bogotá que chamou atenção.
A obra não contém apenas o dicionário, mas é esta parte que fez sucesso pela simplicidade das crianças. Ele utilizou mais de 500 definições para 133 palavras diferentes. Segundo o autor, “as crianças têm uma lógica diferente, uma maneira própria de entender o mundo e de revelar muitas coisas que os adultos já esqueceram”.
Entre as definições estão:

Adulto: pessoa que em toda coisa que fala, fala primeiro dela mesma (Andrés Felipe Bedoya, 8 anos);
Céu: de onde sai o dia (Duván Arnulfo Arango, 8 anos);
Dinheiro: coisa de interesse para os outros com a qual se faz amigos e, sem ela, se faz inimigos (Ana María Noreña, 12 anos);
Mãe: mãe entende e depois vai dormir (Juan Alzate, 6 anos);
Paz: quando a pessoa se perdoa (Juan Camilo Hurtado, 8 anos);
Violência: parte ruim da paz (Sara Martínez, 7 anos).

Deixe sua opinião