No Ar
Folha do Sul
Web Rádio

Matéria especial - Crianças na cozinha: por uma aprendizagem divertida
Publicado em 04/07/2019

Folhinha

Foto: -

Minibolo de cenoura com calda de chocolate

Com a proximidade das férias de julho, está na hora de organizar o que as crianças vão fazer neste período de recesso escolar. Sempre com muita criatividade e energia, as crianças têm em atividades como a culinária, uma ótima alternativa para dentro de casa, principalmente porque o tempo de brincar ao ar livre fica muito limitado no inverno.

Para estimular o desenvolvimento sensorial das crianças

A cozinha também é lugar de criança. É um lugar lúdico e colocar a mão na massa pode trazer muito aprendizado aos pequenos. Com a supervisão adequada de um adulto, eles podem conhecer novos sabores, texturas e exercitar a criatividade no preparo de pratos saudáveis e coloridos.
Um dos benefícios da atividade é a oportunidade de passar mais tempo com as crianças. Os dias estão cada vez mais agitados e corridos, o que dificulta um pouco as atividades em família. Nos fins de semana e nas férias, com uma maior disponibilidade de tempo, há a possibilidade de incluir toda a família no preparo das refeições. Assim, o que era para ser mais uma atividade doméstica rotineira e automática, passa a ser um recreativo programa em família e uma ótima chance de introduzir as crianças na cozinha.
Os afazeres têm que ser atribuídos de acordo com a idade das crianças, já que a cozinha é um ambiente relativamente arriscado para os pequenos. A melhor maneira de começar a introduzir a criança na cozinha é escolhendo bem as receitas. Dê preferência para as de fácil preparo. Doces e alimentos coloridos costumam chamar muito a atenção pelo sabor e aparência, como cookies, muffins e gelatina.
A presença dos pequenos no preparo pode fazer com que estejam mais abertos para experimentar novos ingredientes. As frutas, verduras e legumes também são boas opções, pois as crianças costumam ter um certo preconceito com relação a esses alimentos, então introduzi-las no processo de preparação pode fazer com que tenham mais vontade de prová-los.
A nutricionista Luíse Nogueira diz que permitir que os filhos ajudem na preparação da comida também é uma ótima forma de estimulá-los a conhecerem os alimentos e entenderem como a comida foi preparada de forma carinhosa.
“Algumas vezes, ao verem o prato já pronto, as crianças simplesmente rejeitam a preparação por acharem estranha e não entenderem como ela foi feita. Assim, ao participarem do processo de preparação e cozimento, elas podem ir experimentando novos sabores e ficando animadas para quando tudo estiver pronto na mesa” explica.
Estímulos sensoriais e responsabilidade são algumas vantagens do contato das crianças com a cozinha. A prática de cozinhar junto às crianças traz diversas vantagens, como desenvolver um maior senso de responsabilidade, trabalho em equipe e noções de organização, ordenação e processos. Até conceitos matemáticos são aprendidos com a necessidade de fazer medições, estipular o tempo para assar etc. A autoestima dos pequenos também é uma das características trabalhadas durante a atividade, pois, para a criança, ver o resultado de algo que ela ajudou a fazer é algo muito gratificante.
Não sabe o que escolher para fazer com a galerinha? Escolhemos o minibolo de cenoura com calda de chocolate para a criançada colocar a mão na massa. 

Minibolo de cenoura com calda de chocolate

O minibolo de cenoura com calda de chocolate pode ser a receita ideal para você preparar em um chá da tarde ou até mesmo para levar como sobremesa em alguma visita especial. 

Tempo: 45min
Rendimento: 10 porções
Dificuldade: fácil

Ingredientes
Três cenouras picadas
Três ovos
Uma xícara (chá) de óleo
1/3 de xícara (chá) de leite
Duas xícaras (chá) de açúcar
Três xícaras (chá) de farinha de trigo
Uma colher (sopa) de fermento em pó
Óleo e farinha de trigo para untar
250 gramas de chocolate meio amargo picado
Uma caixa de creme de leite
Chocolate granulado a gosto

Modo de preparo
No liquidificador, bata a cenoura, os ovos, o óleo, o leite e o açúcar até ficar homogêneo. Transfira para uma tigela, adicione a farinha e o fermento e misture com uma colher. Despeje a massa em forminhas individuais untadas e enfarinhadas.  Coloque uma ao lado da outra em uma forma grande. Leve ao forno médio, preaquecido, por 20 minutos ou até dourar levemente. Retire, deixe amornar e desenforme. Derreta o chocolate meio amargo em banho-maria e misture com o creme de leite. Espalhe sobre os bolinhos, decore com chocolate granulado e sirva.


Conteúdo baseado em artigos dos blogs Dicas Pais e Filhos (www.dicaspaisefilhos.com.br) e Guia da Cozinha (www. guiadacozinha.com.br).

Deixe sua opinião