No Ar
Folha do Sul
Web Rádio

Como melhorar o rendimento escolar das crianças?
Publicado em 12/09/2019

Folhinha

Foto: Reprodução/FS

capakids

O baixo rendimento escolar pode ter muitas causas. No entanto, a participação ativa dos pais na educação e no aprendizado dos filhos, além de ser um facilitador para perceber as dificuldades e facilidades das crianças, dá mais segurança para elas avançarem na escola. Confira, nesta edição, dicas de como ajudar nos estudos da garotada.

Dicas para superar as dificuldades de aprendizagem

Quando se fala em dificuldades de aprendizagem e baixo rendimento escolar, segundo a psicóloga Cláudia Moscarelli Corral, é preciso observar diversos fatores. 
É verdade que muitas crianças não suportam nem ouvir a palavra “estudar”, mas nem todo aluno tira nota ruim por falta de interesse. É possível que se trate de coisas mais graves, como problemas familiares, distúrbios, dificuldades, que impactam o rendimento na sala de aula, método de ensino, entre outros. 
Por isso, o acompanhamento e a presença dos pais são fundamentais. São eles, assim como a escola, que devem atentar para qualquer mudança no comportamento da criança.  A psicóloga diz que os pais podem observar que o filho está desmotivado, sem desejo em aprender. 
Os pais precisam estar atentos a sinais da criança como, por exemplo, falta de vontade de ir à escola; problemas para finalizar ou resolver as atividades e trabalhos escolares; notas baixas em uma ou mais matérias; não querer falar sobre a escola; se recusar a mostrar o boletim com as notas; não conseguir acompanhar as aulas.
Neste ponto, não conseguir é diferente de não querer aprender. Quando a criança não consegue, investigar o que está por trás desse comportamento é muito importante. Talvez a criança tenha TDAH (Transtorno do Déficit de Atenção e Hiperatividade), dislexia, capacidade intelectual diminuída, entre outras coisas, doenças físicas (dificuldade para enxergar, por exemplo), traumas psicológicos, carências, baixa autoestima.

Como ajudar
Cláudia ressalta que a capacidade de criar precisa ser desenvolvida para aprender. Se a criança que não tiver isso bem trabalhado, vai ter dificuldade de aprender. Cabe aos pais acompanhar o processo do filho na escola. Estimular a aprender e a ler é uma ótima alternativa sempre. Conversar, discutir sobre o dia a dia na escola, estar presente nas reuniões, estudar junto, verificar se realmente ele está com problema e investigar com seriedade, são outras soluções. Se fazer presente é o principal ponto.
Neste contexto, encontramos no blog da Leiturinha outras dicas práticas para os pais ajudarem os filhos a melhorar o desempenho escolar. Entre elas, estão: qualidade do sono e tempo suficiente para descansar; alimentação saudável e variada, com muita fruta, verdura carnes magras, com baixo teor de gordura; limite de uso de eletrônicos, controlando o tempo na frente da televisão, computador, smartphone ou videogame; incentivo à prática de atividades físicas; em caso de dificuldades em uma matéria específica, contratar um professor particular, para um reforço escolar individual, pode ser uma boa alternativa.
É importante ressaltar que as informações fornecidas aqui servem apenas como apoio pedagógico, não substituindo a consulta com um profissional. Se a criança continuar apresentando dificuldades de aprendizagem, a sugestão é realizar uma avaliação multidisciplinar para se obter um diagnóstico final.
 

Deixe sua opinião