No Ar
Folha do Sul
Web Rádio

Alimentação adequada para crianças nas férias
Publicado em 24/01/2019

Folhinha

Foto: Alina Souza / Especial FS

Nós sabemos que uma alimentação equilibrada para crianças é essencial. Dela dependem vários fatores, como o desenvolvimento físico, cognitivo e social, aumentando as chances de ser um adulto saudável.
Durante todo o ano, é importante ter cuidados específicos. Mas no verão, nas férias, que é comum dar uma relaxada e sair da rotina, é preciso manter algumas regras neste quesito.
Em entrevista para o Folha do Sul, a nutricionista Luíse Nogueira, que atende na CliniPampa, deu várias dicas do que precisa estar presente no prato dos pequenos, o que evitar e como introduzir alimentos ricos em nutrientes e naturais na rotina da criançada.
Separamos alguns cuidados essenciais, pensando, principalmente, em ajudar você a garantir uma alimentação balanceada e saudável durante as férias dos pequenos.

1. Ofereça às crianças muita água
A regra número um é se hidratar muito. Geralmente, as crianças brincam fora de casa nos dias quentes, seja na rua, na piscina ou na praia. Por isso, é essencial estar sempre hidratado. Como as crianças não costumam sentir tanta sede quanto os adultos é fundamental oferecer água várias vezes ao dia. Outra opção é servir frutas ricas em água. Melancia, laranja, melão, abacaxi e tangerina são alguns exemplos de frutas que hidratam e repõem sais minerais.

2. Prepare um café da manhã dos campeões
Frutas, leite, cereais, sucos, pães e frios leves são fundamentais para que as crianças tenham toda a energia para curtir cada minuto do verão. Luíse afirma que é necessário oferecer aos pequenos uma alimentação natural, composta, em maioria, por comida "de verdade", aquela comida que não precisa de embalagem! Assim, a criança terá uma alimentação rica em vitaminas, minerais, proteínas, carboidratos e gorduras de excelente qualidade.

3. Estabeleça horários
Não é porque as férias chegaram que não precisa de rotina. Para não se perder com os horários, planeje todas as refeições do dia. Mesmo que o almoço seja mais descontraído, é bom ter horários para que as crianças matem a fome e não caiam na tentação de comer alimentos nada saudáveis.

4. Cozinhe alimentos leves sempre
O ideal é cozinhar pratos leves para as crianças, nada de frituras. Alimentos cozidos, refogados e assados são os mais recomendáveis, porque garantem uma digestão mais fácil aos pequenos.
A nutricionista indica ter sempre legumes e verduras, ir variando a forma de preparo e as opções, com carne vermelha ou frango, peixes ou ovo de galinha/codorna, feijão/lentilha ou grão de bico e uma boa fonte de carboidrato, como batata-doce, arroz, mandioca, inhame e batata inglesa.
É bom lembrar de usar temperos naturais, evitando os tabletes prontos (ricos em gorduras, corantes, aromas artificiais, açúcares...). Essa dica se torna importante não só para alimentação da criança, mas também para a de toda a família.

5. Não se esqueça dos lanchinhos
Seja na praia, na piscina ou no parque, é importante garantir que as crianças se alimentem bem de tempos em tempos. Por isso, levar lanchinhos para onde estiverem indo é essencial. Assim, você planeja melhor a alimentação do seu filho, economiza e evita que ele fique pedindo guloseimas nada saudáveis.

Para estimular as crianças a experimentarem novos sabores, uma boa estratégia, segundo Luíse, é comer alimentos saudáveis na frente dos pequenos, para que eles vejam o quanto são gostosos.
Muitas vezes, as crianças não comem frutas, verduras e preparações diferentes porque os próprios pais não têm esse hábito. Então, é preciso mudar e mostrar a elas que a mudança é gostosa.
Viu só quanta dica boa para aplicar nesse verão com seus filhos? Uma alimentação adequada pode garantir toda a diversão para a criançada e muita tranquilidade aos pais.

Deixe sua opinião