No Ar
Folha do Sul
Web Rádio

Respire melhor!
Publicado em 13/02/2020

Folha Saúde

Foto: Reprodução/FS

capa


Tratamento eficaz para pólipos nasais
Saiba mais sobre pólipo nasal
Sinusite crônica, coriza constante, sensação de nariz entupido, diminuição da capacidade de sentir cheiro e paladar, dor de cabeça frequente, sensação de peso no rosto, ronco durante o sono, estão na lista dos principais sintomas que caracterizam o pólipo nasal.
O pólipo nasal é um crescimento anormal de tecido no revestimento do nariz, que se assemelha a pequenas uvas ou lágrimas grudadas no interior. Embora alguns possam se desenvolver no início do nariz e ser visível, a maioria cresce nos canais interiores ou nos seios nasais.
Enquanto alguns pólipos podem não causar qualquer sinal e ser identificados por acaso, durante um exame de rotina ao nariz; outros causam vários sintomas e podem precisar ser removidos com cirurgia, como indica o médico otorrinolaringologista, Charles Brum.
É mais frequente em pessoas que têm problemas respiratórios, que causam irritação constante da mucosa nasal. Assim, algumas causas que aumentam o risco de ter um pólipo incluem a sinusite, a asma, a rinite alérgica e a fibrose cística. No entanto, também existem vários casos em que os pólipos surgem sem qualquer tipo de histórico de alterações no sistema respiratório, podendo até estar relacionados a uma tendência hereditária.
Geralmente, o tratamento para o pólipo nasal é feito para tentar aliviar os sintomas provocados pela sinusite constante. Assim, o médico pode recomendar o uso de corticoides nasais em spray, para diminuir a irritação do revestimento do nariz. Porém, nos casos em que não existe melhora dos sintomas, mesmo após algumas semanas de tratamento, o otorrinolaringologista pode aconselhar a realização de uma cirurgia para retirar os pólipos.
Normalmente, a cirurgia para remover pólipos nasais é feita no consultório do médico, com anestesia local, utilizando-se um endoscópio, que é um fino tubo flexível inserido através da abertura do nariz até ao local do pólipo. Com uma câmera na ponta do instrumento, o médico é capaz de observar o local e remover o pólipo com a ajuda de um pequeno item de corte na ponta do tubo.
Após a cirurgia, o médico receita alguns sprays anti-inflamatórios que devem ser aplicados para evitar que o pólipo volte, sem que seja necessária outra cirurgia.

Procedimento pode ser realizado em Bagé
Há alguns anos, como explica o otorrinolaringologista, precisava-se recorrer a profissionais em Porto Alegre para realizar as complexas cirurgias de pólipos nasais, pois não dispúnhamos de profissionais habilitados em nossa região. 
Como forma de mudar essa realidade, Brum trouxe para a Rainha da Fronteira e toda a região da Campanha Gaúcha, há mais de cinco anos, essa técnica. Conforme ele, o procedimento é realizado através das narinas, sem cortes na pele, com o auxílio de microcâmeras e endoscópios. 
Para o médico especialista neste tipo de caso, isso tem melhorado bastante o diagnóstico e o tratamento das pessoas com nariz obstruído e sinusites crônicas, que antes desistiam do tratamento pela falta de diagnóstico ou por impossibilidade de realizar o tratamento adequado em Porto Alegre.
Para garantir sempre o melhor para os pacientes, Brum,  frequentemente, se atualiza. O objetivo é trazer as técnicas mais modernas e as novas metodologias empregadas nos procedimentos. 
Neste ano, o otorrinolaringologista esteve na Alemanha, participando de capacitações e, em maio de 2020, o profissional já garantiu presença em um curso de imersão, intitulado “Endoscopic Surgery of the Sinuses, Eustachian Tube and Ear”, a ser realizado na Harvard Medical School, em Boston, Massachusetts, nos Estados Unidos. 
Com atividades lideradas por renomados especialistas internacionais no assunto, a ideia é ter, no interior do Estado, os mais recentes avanços no tratamento endoscópico de pessoas que sofrem com problemas como a sinusite crônica e a otite.


Prevenção
Você pode ajudar a prevenir e reduzir as chances de desenvolver pólipos nasais ou do ressurgimento dos pólipos. Veja algumas dicas:
-Gerencia os sintomas de asma;
-Evite irritantes nasais, como alérgenos, fumaça de cigarro, poluição, poeira e substâncias químicas de modo geral;
-Adote boas práticas de higiene e lave as mãos regularmente;
-Umidifique a casa para evitar o ar seco e ajudar a umedecer as vias respiratórias. Isso ajuda, também, a desobstruir as passagens aéreas;
-Faça uso de medicamentos de venda livre para aliviar os sintomas de congestão nasal;
Mas atenção ao uso de descongestionante nasal. Segundo o Ministério da Saúde, a utilização é recomendada em casos de entupimento, coceira, espirros e secreção nasal e o excesso do medicamento pode ameaçar a própria saúde, já que pode desencadear uma rinite medicamentosa e podem reduzir o fluxo sanguíneo da mucosa que reveste o nariz, podendo ocasionar a longo prazo uma perfuração do septo, além do vício ao remédio. 
Somente uma cuidadosa avaliação profissional levará ao diagnóstico correto e ao tratamento efetivo, podendo ou não ser indicados descongestionantes ou outras classes de medicamentos.

Deixe sua opinião