Pilates na água
Publicado em 30/10/2012

Folha Saúde

Artigo - Nilvânia Hainzenreder Pereira e Luisa Saavedra Macedo

Foto: -

O  método Pilates que em solo já ganhou muitos adeptos, agora pode ser também praticado na água. “Um dos principais fundamentos do pilates é acionar os músculos do abdômen para a execução dos movimentos. Esse princípio foi mantido na piscina. Afinal, essa região é responsável pelo nosso equilíbrio na água”, São 50 exercícios principais que  podem ganhar variações e atingir um total de 180. Os exercícios do Water Pilates são basicamente os mesmos do método tradicional. A diferença é que no primeiro são utilizados aparelhos especiais, enquanto que, na piscina, a água, junto com equipamentos aquáticos, auxiliam a execução dos movimentos.
Entre os principais benefícios devem ser citados o aumento da resistência física, alongamento e maior controle corporal, correção postural, aumento da flexibilidade, melhora da coordenação motora, maior mobilidade das articulações, estimulação do sistema circulatório e oxigenação do sangue, aumento da concentração e relaxamento.
 “É um sistema único de exercícios de alongamento e fortalecimento muscular, com sequências de movimentos controlados e precisos, em diversas posições. O método evita sempre o impacto ou pressão sobre músculos, articulações e tecidos”.

Indicações
*Artrose
*Artrite
*Hérnia de disco
*Pós-operatório em geral
*Pós-fratura consolidada
*Alterações posturais tais como: Escoliose, Hiperlordose, e Cifose
*Fibromialgia
*Cervicobraquialgias
*Dorsalgias
*Lombalgias
*Lesões ligamentares, entre outros.

Local: Bagé Tenis Clube  - Sócios e não-sócios!
Agende sua aula experimental!
Informações: Ft.  Nilvânia H. Pereira 9998-6764

Deixe sua opinião