No Ar
Folha do Sul
Web Rádio

Incentivo à doação de leite humano
Publicado em 23/05/2019

Folha Saúde

Foto: Alina Souza / Especial FS

capa


Para os bancos de leite humano do Brasil este mês é especial. Isto porque 19 de maio é o "Dia Nacional de Doação de Leite Humano", marco voltado para a sensibilização da sociedade para a importância da doação de leite humano, assim como uma iniciativa a mais para a proteção e promoção do aleitamento materno.


Alimento para a vida

Estimular a doação de leite materno, promover debates sobre a importância do aleitamento materno e da doação de leite humano, divulgar os bancos nos estados e municípios, são alguns dos objetivos das ações realizadas em todo o país durante este período, segundo a médica Cledinara Salazar, chefe da UTI Neonatal e responsável técnica do Banco de Leite Humano da Santa Casa de Caridade de Bagé.
A proposta para a data surgiu no V Congresso Brasileiro de Bancos de Leite Humano/ I Congresso Iberoamericano de Bancos de Leite Humano/ I Fórum de Cooperação Internacional em Bancos de Leite Humano, realizado no período de 27 a 30 de setembro de 2010, em Brasília.
O Brasil, que desde 2004 tinha o dia 1º de outubro para celebrar o Dia Nacional de Doação de Leite Humano, também aderiu ao movimento para mudança da data, com objetivo de que todos os países comemorem, visando fortalecer a criação do Dia Mundial de Doação de Leite Humano, também em 19 de maio. A Lei Nº 13.227, de 28 de dezembro de 2015 é a que institui o Dia Nacional de Doação de Leite Humano.
Há vários eventos em diversos municípios e estados para divulgar na sociedade a importância da doação de leite humano. Para o Ministério da Saúde, a campanha tem por objetivo sensibilizar as mães que estão amamentando, os profissionais de saúde e a sociedade sobre a importância dessa doação para as crianças prematuras, de baixo peso, que estão internadas em unidades neonatais e não podem ser alimentadas diretamente nos seios das mães. Toda mulher que estiver amamentando é uma possível doadora.

A Santa Casa de Caridade de Bagé tem banco de leite desde o ano de 2008, fazendo parte da Rede Brasileira de Banco de Leite Humano.
Os principais objetivos do serviço são: coleta de leite materno, que após pasteurização, é oferecido para os recém-nascidos prematuros da UTI Neonatal; oferecer apoio a todas as mães lactantes que necessitam de orientação a respeito da amamentação e sua importância.
O horário de funcionamento é das 7h às 19h, ininterrupto e diário. O banco da Santa Casa de Caridade de Bagé recebe doação de leite de mães cujos bebês estão internados na unidade neonatal, bem como de doadoras externas.

“Doadoras são mulheres mães solidárias com as outras e seus filhos, que se dispõem a doar o excesso de leite. Elas salvam vidas”, declara Cledinara Salazar, em homenagem às doadoras da equipe de profissionais do local.


Saiba mais sobre a doação de leite materno

Nos últimos 10 anos, quase dois milhões de bebês foram beneficiados com a doação de leite materno no Brasil;
O leite materno doado aumenta as chances das crianças prematuras se recuperarem mais rapidamente, além de protegê-las de infecções, diarreias e alergias;
Um pote de leite materno doado pode alimentar até 10 recém-nascidos por dia;
A doação não provoca falta de leite, pois, quanto mais a mulher amamenta ou esvazia as mamas, mais leite ela irá produzir;
Doe leite materno, alimente a vida. Qualquer quantidade pode fazer toda a diferença; Se pode doar, procure o banco de leite humano.

#doeleitematerno

Deixe sua opinião