Doenças e calendários
Publicado em 26/03/2013

Folha Saúde

Foto: Divulgação/FS

Segundo a médica Alice, as doenças que podem ser evitadas com o uso da vacina são diversas e o calendário, de várias idades, para tomar a vacinação, ajuda muito na imunização. São elas:
Catapora ou Varicela - é uma doença provocada por vírus e não aparece vermelhidão pelo corpo, mas sim pequenas vesículas ou bolhas que, em alguns casos, parecem pequenos pontos de queimadura de cigarro. A vacina está indicada a crianças saudáveis a partir de um ano de idade, adolescentes e adultos.
Caxumba - É uma infecção viral infantil que afeta as glândulas salivares, mais comumente as glândulas parótidas, localizadas perto do ouvido. Crianças com 15 meses de idade ou mais, são os indicados para tomar a vacina, crianças de seis até 10 anos, adolescentes e adultos que ainda não foram imunizados também.
Difteria - É moléstia infecto contagiosa identificada pela formação de membranas na forma de placas na faringe e na laringe, alterando o tom de voz do doente, provocando sufocação. Pode também infectar qualquer membrana mucosa, inclusive a pele. Crianças aos dois, quatro e seis meses de vida recebem as primeiras doses, junto com a da coqueluche e a do tétano. Recebendo uma quarta dose da vacina aos 18 meses. A partir da idade escolar, aos seis anos de idade, é dada uma quinta dose. Após isso, de cinco em cinco anos, juntamente com a de tétano.
Tétano - É consequência da infecção por um micro-organismo encontrado na terra, no adubo e na sujeira. Penetra no corpo através de uma ferida aberta ou pelo umbigo do recém-nascido e libera uma toxina que atinge o sistema nervoso central, causando séria rigidez e espasmos musculares. Quem deve ser vacinado são: lactantes jovens e crianças com menos de sete anos de idade; vacinação de gestantes e em caso de ferimentos.
Coqueluche -  É doença infecto contagiosa própria do aparelho respiratório, caracterizada por repetidos acessos de tosse, podendo ser seguido, ou não, de vômito. Ataca geralmente crianças de dois a quatro anos de idade. As crianças aos dois, quatro e seis meses de vida devem ser vacinadas.
Poliomielite ou Paralisia Infantil - A doença ocorre de duas formas: a abortiva, também conhecida como não paralítica, que é quando ocorre uma simulação de gripe leve ou uma perturbação gastrointestinal, onde a pessoa fica imunizada contra a mesma, e a realmente paralítica, onde observa-se uma rigidez na nuca e no dorso da pessoa. Neste caso ela só consegue sentar-se na cama apoiando-se nas palmas das mãos.Todos os indivíduos deverão tomar a vacina polivalente, pois cada gota contém os três tipos de vírus juntos, que provocará a imunização permanentemente.
Gripe - A gripe é uma doença provocada por vírus, que causa uma infecção aguda do aparelho respiratório e caracteriza-se por congestão nasal, tosse seca, inflamação na garganta, dores musculares, cansaço, fraqueza, dor de cabeça, vômitos, diarreia, perda de peso e febre, geralmente acima de 39ºC.
As pessoas com idade superior a 60 anos, adultos e crianças com doenças crônicas, trabalhadores da saúde, gestantes e puérpera. 
Herpes - É infecção virulenta que aparece na pele, nas mucosas, dentre outras localizações. A sensação inicial é de queimadura, seguida de manchas vermelhas, transformando-se em bolhas que se rompem formando uma ferida com casca. O período de incubação do herpes simples varia de um a 21 dias (seis a oito dias em média ). Todas as pessoas portadoras do vírus, na tentativa de se evitar as recorrências, podem receber a vacina.
Hepatite A - É uma doença infecciosa causada por um vírus que afeta o fígado, produzindo a sua inflamação. O VHA encontra-se disseminado por todo o mundo e todos os anos são descritos cerca de 1,4 milhão de novos casos de Hepatite A. Devem receber a vacina: adultos e crianças viajando para/ou residindo em áreas onde há surtos, pessoas envolvidas em atividade sexual de alto risco, viciados em drogas injetáveis, residentes em comunidade onde ocorreu um surto de Hepatite A e hemofílicos.
Hepatite B - É uma doença altamente contagiosa, causada por um vírus potencialmente mortal que pode provocar graves danos ao fígado. É uma das doenças mais importantes existentes no mundo e estima-se que 5 % da população, ou seja, 300 milhões de pessoas, estejam infectadas. Devem ser vacinados: bebês nascidos de mães HBsAg positivas, profissionais de área de saúde, adultos suscetíveis, prostitutas e prisioneiros.
Sarampo - É uma infecção viral extremamente contagiosa, com picos de maior incidência no fim do inverno e na primavera. É indicado que todas as crianças com nove meses de idade sejam vacinadas. Não há limite máximo de idade para a vacinação anti-sarampo, portanto, em vigência de epidemia, os adultos devem também ser vacinados.
Rubéola - É uma infecção viral branda, relativamente benigna, porque na maior parte das vezes as pessoas, além de febre e exantema, apresentam apenas dor de garganta e gânglios que aparecem na região posterior do pescoço e do ouvido. A imunização contra rubéola é recomendada a mulheres entre 13 e 16 anos, que ainda não tenham sido vacinadas contra sarampo/caxumba/rubéola e que não tenham tido a doença.
Tuberculose - Doença provocada por bacilo, o que não quer dizer que há desenvolvimento da doença logo após sua introdução no corpo humano. Isto depende da resistência da pessoa e do número de bacilos que entraram no organismo. Crianças no primeiro mês de vida devem receber a vacina.
Pneumonia por Infecção Pneumocócica -  A infecção pneumocócica tem origem invariavelmente na faringe; a bactéria que se colonizou pode ser aspirada e causar a pneumonia, como pode ter acesso ao ouvido médio ou aos seios paranasais, determinando otite ou sinusite, como pode ainda cair na circulação sanguínea e atingir o sistema nervoso central, causando meningite.Indivíduos com 65 anos ou mais; portadores de doenças crônicas, câncer generalizado e imunodeficiências causadas por drogas, quimioterapia e AIDS devem receber a vacina.
Meningite - Ocorre quando há inflamação das meninges, que são membranas que envolvem o cérebro e a medula. No caso do cérebro, essas membranas o separam dos ossos da cabeça. É causada por diversos micro-organismos. A vacinação protege contra o Haemophilus Influenzae tipo B. A proteção de longo prazo contra um tipo meningocócico é feita pela vacinação, que pode ser dada durante surtos locais.

Deixe sua opinião