No Ar
Folha do Sul
Web Rádio

Como anda o sistema digestivo?
Publicado em 06/06/2019

Folha Saúde

Foto: Alicia Ibañes/Especial FS

CAPA

Saiba como a alimentação, hábitos e até as emoções podem prejudicar a saúde e resolver problemas gástricos.

Por um sistema digestivo mais saudável
Os cuidados com o sistema digestivo são importantes para manter a qualidade de vida e evitar uma série de doenças. Alguns hábitos mais saudáveis influenciam bastante no funcionamento do sistema digestivo e, em certa medida, são essenciais para a prevenção de problemas de saúde amenos e, até mesmo, mais graves. Conversamos com o médico gastroenterologista Jorge Kaé Filho, para saber mais sobre o assunto.
O profissional aponta, entre uma série de fatores que podem afetar o aparelho digestivo, a questão da rotina corrida que muitas pessoas têm atualmente. O médico explica que a falta de tempo para poder ter uma refeição de qualidade, com o passar de longos períodos, podem trazer problemas gástricos.
Ele afirma que a preferência, dentro desse contexto, por alimentos pré-prontos e calóricos, por exemplo, bem como o consumo em excesso, é um dos principais motivos apontados pelos distúrbios apresentados pelas pessoas no consultório.
Além disso, um cotidiano mais estressante também influencia. Com isso, as doenças psicossomáticas surgem, afetando o aparelho digestivo. Pessoas que sofrem de ansiedade, podem apresentar sintomas, como desconfortos gástricos e gastrites que, se não tratadas desde o princípio com orientação médica, podem ter consequências muito graves.
Dentro do que indicou Kaé, portanto, é possível elencar como muito prejudicial ao sistema digestivo pontos como: nível de estresse elevado; tabagismo; excesso de café e álcool; ansiedade; consumo de alimentos muitos calóricos, como fast food e com muitos conservantes, como os congelados pré-prontos; sedentarismo.

Pesquisas realizadas pela Organização Mundial de Gastroenterologia (WGO) e pela Federação Brasileira de Gastroenterologia apontam, entre os distúrbios gastrointestinais mais frequentes, constipação intestinal, o popular intestino preguiçoso; dor de estômago sem lesão; síndrome do intestino irritável ou a colite nervosa; infecção da mucosa gástrica; gastrite e úlcera. A lista de doenças digestivas é finalizada com câncer de estômago e o colorretal, o terceiro tipo mais comum de câncer e o segundo mais relacionado com a mortalidade.
Com o advento da endoscopia, hoje, segundo o gastroenterologista, é possível diagnosticar precocemente a maioria dos cânceres no aparelho digestivo. No entanto, é necessário que, ao menor sintoma de problema gástrico, a pessoa procure os cuidados médicos.

Cuidados para prevenir doenças do aparelho digestivo

Alimentação mais saudável
Dê preferência por frutas, verduras, alimentos cozidos, grelhados ou assados. Evite consumir produtos muito calóricos e frituras. Itens feitos com muitos condimentos e conservantes também devem ficar de fora da dieta.

Tenha tempo para comer
O ideal é fazer as refeições com calma, com tempo para ter uma boa mastigação e também para poder escolher melhor o que vai consumir. Não pule refeições e procure organizar a rotina de uma forma que contemple pausas para se alimentar corretamente. Não esqueça também do consumo frequente de água. Hidratação é fundamental.

Cuide dos dentes
Os dentes têm importância fundamental no funcionamento do organismo. A falta de um ou vários dentes, além de gerar problemas estéticos, pode provocar outras alterações da saúde, como distúrbios na digestão e na articulação da mandíbula. Quando a mastigação não é feita adequadamente, os alimentos chegam maiores ao estômago, dificultando a digestão e a absorção dos nutrientes.

Mude o estilo de vida
Em um contexto social predominantemente cansativo, quando estamos estressados, sob pressão, tristes ou ansiosos, nosso corpo emite sinais de que algo não está bem. Muitos desses alertas podem se manifestar no estômago, por exemplo. Quem nunca sentiu aquele enjoo imediato após alguma alteração na emoção?
Quando isso acontece, é preciso encontrar alternativas para priorizar a saúde e a qualidade de vida. Buscar alguma atividade que lhe dê prazer pode ser uma alternativa. A prática de exercícios físicos, convívio social, horas de lazer e descanso também fazem parte dos cuidados diários.

Deixe sua opinião