Caderno Saúde 1007 / Páginas 6 e 7
Publicado em 10/07/2020

Folha Saúde

Foto: Reprodução/FS

Odontologia estética e saúde bucal
A odontologia estética trata-se de uma técnica que valoriza e restaura a harmonia dentária restabelecendo função com finalidade de proporcionar  saúde e satisfação por meio da beleza do sorriso.
Segundo a cirurgiã-dentista Vanessa Moreira, especialista em prótese dentária e implantes, atualmente, existem diversos materiais estéticos e técnicas, que proporcionam resultados cada vez mais naturais. 
Por meio dessas técnicas, ela explica que dentes desalinhados, manchados, curtos, diastemas (espaço entre os dentes), fraturas dentárias, entre outros problemas, podem ser corrigidos com facetas laminadas e/ou coroa cerâmica ou mesmo com resina, dependendo do caso. As falhas dentárias são resolvidas com uma prótese fixa sobre dente ou sobre implante.
Conforme Vanessa, é possível fazer uma simulação imediata na boca que, normalmente, é realizada com resina, chamada de teste, para que o pessoa tenha uma boa noção do resultado. Essa simulação permite também dar opiniões com relação aos ângulos e formatos dentários desejados, tornando o trabalho estético final mais satisfatório.
No entanto, a profissional enfatiza que, para se que tenha resultado satisfatório, a longo prazo, é necessário que o pessoa apresente e mantenha condições de saúde bucal saudável.
Em um planejamento estético, Vanessa diz que o clareamento dentário, geralmente, é realizado no início do tratamento, pois, após estabelecida a cor desejada, é que se começa a harmonização dentária dentro das diversas técnicas para melhorar contorno, formas, ausências dentárias e alinhamento estético.    
Como funciona o clareamento?

De acordo com a especialista, as moléculas dos géis oxidantes (liberadores de oxigênio) penetram na intimidade do esmalte e da dentina, liberando oxigênio que, por sua vez, “quebra” as moléculas dos pigmentos causadores das manchas.
“Os dentes sempre ficarão mais claros. No entanto, em algumas pessoas, é necessária uma aplicação de retoque,  por uma ou duas noites, cada seis meses ou a cada ano”, explica. Algumas pessoas apresentam sensibilidade ao frio durante o tratamento; outras apresentam sintomas passageiros de sensibilidade dental e gengival. Estes sintomas desaparecem entre um e três dias após o término do tratamento. 

O uso de creme dental do tipo ‘whitening’, durante o clareamento, é recomendado para acelerá-lo?

Não. Vanessa esclarece que as pastas de dente que têm essa expressão whitening (branqueamento) na embalagem não têm o mesmo mecanismo de ação que os clareamentos de consultório e caseiro. 
Essas pastas contêm partículas abrasivas que removem a camada superficial do esmalte junto às manchas mais superficiais. Com a remoção contínua de esmalte, devido ao uso prolongado, a dentina, que é a camada abaixo do esmalte e é mais amarelada, fica mais visível, deixando o dente, por conseguinte, mais amarelado. Durante o clareamento, o esmalte pode ficar mais frágil, contraindicando o uso desse tipo de creme dental.
Como é o clareamento dental caseiro com moldeiras?

O clareamento dental caseiro é uma das formas mais utilizadas para fazer um branqueamento dentário. A dentista fala que ele oferece várias vantagens, que vão do preço mais em conta até conveniência de fazer o procedimento no conforto de casa. Apesar do sucesso dos clareamentos dentais caseiros é preciso seguir à risca as recomendações do dentista para obter sucesso no procedimento.
Segundo a especialista, as moldeiras personalizadas são fabricadas especialmente para a dentição de cada pessoa, feitas no consultório do dentista, através da impressão de uma moldagem dos dentes e da gengiva. Elas dão duas grandes vantagens: Primeiro ajudam a maximizar os efeitos de clareamento; segundo minimizam o potencial de efeitos secundários. As placas de clareamento são transparentes ou esbranquiçadas, normalmente fabricadas em silicone flexível e confortável.

Clareamento em casa

Vanessa explicita que esse tratamento é feito, diariamente, em casa, aplicando os produtos indicados pelo dentista, com a utilização da moldeira. Muitas pessoas optam por fazer o clareamento dental durante a noite, com gel de peróxido de carbamida de 10 a 16%. Considerando o tempo disponível e a dificuldade de falar em decorrência do uso dos moldes. A vantagem disto é que a quantidade total de gel utilizada e o número de tratamentos vão ser mínimos. Isto porque cada aplicação do gel de clareamento dental vai ficar no molde o tempo suficiente para dar o efeito completo.
O tempo de tratamento vai depender da análise feita pelo profissional, que irá considerar fatores como a concentração manchas e amarelamento em função de comidas, bebidas, tabaco e o processo de envelhecimento. Os resultados são percebidos na primeira semana do tratamento.

Retoques são necessários após o término do clareamento?

Para a dentista, as pessoas com uma exposição alta a agentes cromogênicos como o café, chá, colas e tabaco vão necessitar de um tratamento de reforço. Possivelmente, de seis em seis meses. Pessoas que têm uma exposição menor às substâncias que causam manchas não vão necessitar de retoques com tanta frequência. Em comparação com o branqueamento inicial, os retoques são muito mais fáceis de serem feitos. O processo de reforço é menos demorado e não é necessário tanto gel de clareamento.

Clareamento caseiro complementar ao tratamento a laser

A técnica associada de clareamento, como comenta Vanessa, vem se tornando cada vez mais popular, sobretudo, pelas pessoas que querem um clareamento dentário mais intenso. A técnica combina sessões de clareamento domiciliar ou caseiro com o uso de moldeiras e sessões ambulatorial ou em consultório, com gel de alta concentração com ou sem utilização de luz.
Em casos de dentes com tratamento de canal, o planejamento deverá ser bem criterioso, em que o dentista irá avaliar, junto ao paciente, a melhor alternativa estética. 

Atenção especial ao tipo de tratamento

A profissional alerta que existem diversos produtos no mercado para clareamento. Eles irão clarear os dentes, mas é muito importante a supervisão e as orientações do cirurgião-dentista, para que se obtenha um tratamento eficiente, seguro e duradouro. Não é conveniente usar indiscriminadamente esses produtos, eles são químicos e podem ser tóxicos se não forem bem administrados, além de poder, em longo prazo, danificar os dentes se usados de forma incorreta. 
“O melhor clareamento é aquele em que a pessoa mantém um alto nível de higiene bucal doméstica, controla e manutenção junto a profissionais qualificados. E, principalmente, procurar evitar o uso de alimentos e substâncias que escurecem os dentes”, orienta Vanessa.

Higiene é fundamental para a saúde bucal

Com relação à higiene, a orientação da cirurgiã-dentista está no uso do fio dental, uma vez ao dia, uma escovação correta, três vezes ao dia, com um creme dental com flúor, que ajuda a remover os resíduos alimentares e a placa bacteriana, responsável pela cárie e problemas gengivais.
“A boa higiene bucal é a condição essencial para manter um sorriso bonito e saudável durante toda a vida”, frisa a especialista.

Deixe sua opinião