No Ar
Folha do Sul
Web Rádio

Crianças: o que podemos aprender com elas
Publicado em 11/10/2019

ConteMPorâneo

Primeiras Palavras

Foto: Mickael Freitas/Especial FS

Estamos na véspera do Dia das Crianças. Para homenageá-las, nada melhor do que pararmos para refletir tudo o que, sem querer, elas nos ensinam diariamente. Temos muito a aprender com elas e, inclusive, deveríamos voltar a ser criança em alguns momentos. Por isso, vamos compartilhar algumas lições de vida delas, divulgadas pela revista digital A mente é maravilhosa, que deveriam ser ensinadas a todos. Reflita e inspire-se no exemplo dos pequenos. 
Sonhe. Não deixe de sonhar e criar expectativas como uma criança por causa de um novo trabalho, um novo amor ou novas amizades, ou até pelas pequenas coisas do dia a dia ou por suas conquistas. Os sonhos e a motivação são o motor que nos leva a alcançar nossos objetivos na vida. Não se esqueça disso.
Não tenha medo do novo. Sempre é melhor se arrepender do que fizemos do que daquilo que deixamos de fazer. As hipóteses não são a realidade; às vezes, um pouco de risco é necessário para continuar. Não se limite e avance.
Divirta-se. Deixe para trás os preconceitos ou o medo do que os outros dirão, assim como as crianças fazem. Eles se divertem e riem porque não estão preocupadas com isso, mas, sim, com viver o momento. Aproveite as pequenas coisas, sorria para dar as boas-vindas ao novo dia e dê um toque de humor à rotina.
Tenha curiosidade. Quando perdemos a curiosidade é como se morrêssemos um pouco por dentro. Tenha curiosidade para aprender coisas novas, para descobrir novos lugares a visitar. A curiosidade contribui para fazermos mais.
Expresse-se com sinceridade. Os adultos, em muitas ocasiões, não são livres para falar. Sentem medo ou vergonha da rejeição das palavras, do que podem dizer, de incomodar. Além disso, quando sempre dizemos o que os demais querem ouvir não nos sentimos bem por dentro. Liberte-se e expresse-se com sinceridade, como uma criança! Se não formos sinceros também não permitiremos que os demais nos conheçam verdadeiramente, além disso, não iremos conhecer a nós mesmos.
Não tenha medo de cair, logo irá se levantar. Já viu alguma criança cair e não se levantar? A vida é assim. Muitas vezes é apenas a nossa mente que nos limita. Caia e levante outra vez, não há problema.
Aproveite o momento. Viva, desfrute e aproveite os momentos de ócio. Muitas vezes quando a doença bate à nossa porta ou alguém querido morre nos damos conta de muitas coisas. Talvez devêssemos ser mais conscientes de que só estamos de passagem nesta vida.
As fotos que ilustram a edição, nesta página, são de Mickael Freitas e Alícia Ibañes.
 

Deixe sua opinião