Contracapa – Coluna
Publicado em 13/03/2020

ConteMPorâneo

Foto: Reprodução/FS

Mariane Dupont de Azambuja

Os benefícios do yoga para as mulheres 

 

Por Mariane Dupont de Azambuja (@marianedupont / @mari_yogapadma)

 

O yoga é benéfico para mulheres de todas as idades, da infância à velhice, o que pode ser notado desde os princípios básicos até a meditação. 
Os primeiros benefícios a serem observados são os decorrentes das técnicas físicas de "ásanas" e "pránayámas" (posturas e respirações). Benefícios comuns a homens e mulheres, mas que, para nós, mulheres, são bem importantes durante o período menstrual, pois praticar yoga regularmente ajuda a amenizar os sintomas de TPM. 
Dor no abdômen ou na região pélvica, dor nas costas, enxaqueca, tontura, náusea, inchaço e irritação, sintomas muito frequentes em algumas mulheres durante o período menstrual que, com a ajuda do yoga, podem ser aliviados e controlados. 
Algumas posturas, por exemplo, podem diminuir a dor abdominal, trazendo conforto para o corpo físico. Já para controlar o humor e o estresse, alguns exercícios de respiração e meditação. O importante é conhecer e respeitar o corpo, entender o que ele precisa naquele momento e manter uma rotina regular de práticas. 
Outro período importante da vida de uma mulher é a gestação, que também pode ser muito mais saudável e tranquila para quem pratica yoga regularmente, nessa fase só e preciso alguns cuidados especiais para manter o conforto e a segurança da gestante e do bebê. 
Durante a menopausa e a velhice, o yoga pode melhorar a flexibilidade, a mobilidade corporal e diminuir o estresse. Em pesquisa recente, mulheres com idades entre 54 e 72 anos foram submetidas a aulas semanais de yoga, com duração de quatro meses (três vezes por semana). 
O estudo fez parte do programa “Yoga para Hipertensos”, desenvolvido pelo Laboratório de Avaliação e Prescrição de Exercícios do Departamento de Educação Física da Faculdade de Ciências da Universidade Estadual Paulista e analisou as percepções de mulheres adultas e idosas sobre as mudanças nas condições de saúde, atitudes e comportamentos, relacionadas à prática de yoga. Eram mulheres adultas e idosas com hipertensão arterial. 
Os resultados constataram que, além de reduzir a pressão arterial, com a prática dos "ásanas" (posturas de yoga) que envolviam alongamentos, equilíbrio estático, força isométrica e consciência corporal, elas ficaram mais conscientes do próprio corpo e mais dispostas a cuidar da saúde física, além de relatarem uma melhora significativa nas relações interpessoais, modificando as reações no enfrentamento de situações adversas e problemas pessoais, melhorando as relações familiares e sociais, proporcionando um novo olhar sobre si mesmas em relação ao autocuidado e à individualidade. 
Se conclui que o yoga representa um importante recurso terapêutico para a saúde e bem-estar do ser humano, bem como um bom aliado, para nós mulheres, em todas as nossas fases de vida.
Namastê!

Deixe sua opinião