Bagé / RS, Domingo, 26 de Maio de 2019
Siga-nos:

Notícia

Papo de Elevador | Colunista: Gladimir Aguzzi

Papo de elevador

Crédito: Reprodução/FS

Vozes às utopias
Por vezes, observo fenômenos intelectuais a pulular em cafés, esquinas, microfones e redes sociais como arautos da imprensa livre, da defesa da democracia e do opinar sem cercanias. São textos bons, se os considerarmos literatura, servem às utopias, mas vamos e viemos. Estou nesse mundo da comunicação há quase 40 anos. Assisti as várias fases de nossa imprensa e aprendi que estamos no interior do Brasil.

Houve um tempo
Sou do tempo em que não havia assessoria de imprensa na prefeitura, mas funcionários de rádios, jornal e tv como assessores de imprensa da prefeitura. Sou do tempo em que opiniões contrárias se limitavam aos diretórios de partidos políticos.

Além da política
Indo além. Não fiquemos na política. Mesmo quando havia uma opinião contrária à ação policial, à derrota Ba-Gua ou a uma obra empresarial não era possível estender palavras à próxima edição do jornal ou do programa de rádio, porque corria-se o risco de perder patrocínios ou investidores. Isso continua.

A censura e o mercado
Os bons textos críticos, que como citei servem às utopias, não chegarão à mídia comercial. Não tão cedo. Assim como um assassinato da década de 40 do século passado ainda não pode ser matéria especial de jornal, também a interdição da obra de um condomínio particular por motivos trabalhistas ou por erro estrutural também não se transformará em notícia. Porque ainda é o mercado que faz a censura.

Folhetins comerciais
Portanto, senhores escribas, críticos vorazes por natureza, saibam que Bagé faz um bom jornalismo, sim. Visitem 80% dos municípios do interior brasileiro e tirem suas conclusões. O que aqui é informação e opinião, nesses lugares não fazem parte da pauta diária. A maioria dos noticiários em vozes de rádio ou páginas de jornal não passam de “informe comercial”, “coluna social” ou apenas “entretenimento”. Com todo o respeito que merecem tais editorias.

Ideias e metais
Outro dia escrevi aqui nesta coluna sobre o jornalista João Fanfa Ribas, que atuou em Bagé por 22 anos. Veio para ser editor do Correio do Sul, jornal que surgiu para combater o diário republicano O Dever, que divulgava as ideias de Júlio de Castilhos e Borges de Medeiros no plano estadual e de José Otávio Gonçalves e Tupy Silveira, prefeitos de Bagé no início do século XX.

De Fato
Nos anos 1980 surgiu um jornal no município para divulgar os ideais de esquerda, pronto para combater o Correio do Sul. Era o De Fato, que teve duração efêmera e apoio da prefeitura do PDT à época. Não conseguiu seu intento, apesar das utopias.
Até que em 2001 o velho e histórico Correio do Sul saía da tutela da direita. O ex-prefeito Carlos Sá Azambuja vendeu o jornal, que acabou caindo nas graças do novo prefeito Luiz Mainardi.

Tenha uma mídia
Tenho lido e ouvido críticas à imprensa local. No entanto, caros críticos, tomem para si um veículo de comunicação e ele não sobreviverá meio ano, mesmo que os proprietários e acionistas tenham dinheiro suficiente para mantê-lo por cinco anos sem a necessidade de patrocínio. Porque, simplesmente, não há quem possa sair às ruas gritando o que vier à cabeça enquanto ateia fogo às vestes. E é isso que querem as redes sociais, seus grupos e páginas.

Ilustração THE NEW YORK TIMES
Crédito: Reprodução


A revolução
Haverá quem diga não se tratar de “atear fogo às vestes e gritar”. Pois, afirmo: é, sim. Tais figuras de linguagem exemplificam que a omissão e a intromissão são fenômenos idênticos.
Ou planejo a revolução comunitária, com o propósito de mudar conceitos, ou caio no "establishment". Se optar pela revolução tenho que entender que meu exército se debaterá com outro exército. A luta não será solitária.
Quem está disposto?

The New York Times
Com todo o respeito e admiração que tenho pelos críticos, digo que refletir sobre a crítica ainda é o melhor. Porque é fácil saber o que quero. O problema é fazer o que quero.
Por outro lado, deem-me um jornal isento e eu lhes darei uma nova versão de mundo. Não estou me referindo apenas à política. Mas ao jornal como um todo.
O New York Times quer tirar Donald Trump da Casa Branca.
Que tire. Só me avise dessa intenção.
 
Descendo a Sete - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
- A estrutura para camelôs que está sendo colocada na rua General Sampaio, quadra do Calçadão, é provisória.
- A Guarda Municipal tem projeto de lei aprovado, deverá ter concurso este ano e o prefeito já sabe onde será o Quartel General, no coração da cidade.
- O Teatro Municipal de Bagé será construído pela iniciativa privada em parceria com a Prefeitura.
- O PDT esteve a um passo de assumir a Secretaria de Educação do município. Esteve.
- Terêncio Pereira, o primeiro diretor do Daeb, deverá ser o grande homenageado nos 50 anos da autarquia, ainda em março.
- Minha opinião: o Partido Novo é uma ilusão. É bobagem pensar que pode fazer do público o privado. O privado é teu, tu pões, tira, compra onde quiser, grita, faz gato e sapato. No público, não. 

Comente essa notícia
Clique TV
OPERAÇÃO SÃO CRISTOVAN | POLÍCIA CIVIL BAGÉ
Assista também:
OPERAÇÃO EMBOSCADA | POLÍCIA CIVIL
Clique Social

Coluna Social

“Os ideais que iluminam o meu caminho são a bondade, a beleza e a verdade”
Albert Einstein
 
3Gurias: 10 anos de alta moda
Elas são sucesso!...

Notícias mais lidas do dia

Clique Horóscopo

Áries

Sol e vens continuam seu caminho unidos em leão ainda motivando seu coração. Lua e mercúrio em virgem melhoram as relações de trabalho e possibilitam acordos de negócios. planos e projetos em alta.

Touro

Mercúrio e lua em virgem e ainda seu regente unido ao sol em leão abrem espaços em sua vida para um novo amor entrar. Se já for comprometido, melhora sensivelmente seu relacionamento. Finanças em alta.

Gêmeos

Seu regente entra em virgem e sua capacidade intelectual e mental aumentam sensivelmente. A fase é ótima para rever assuntos relacionados à sua família ou a questões domesticas. Comunicação em alta.

Câncer

Venus e sol unidos em leão continuam trazendo benefícios à sua vida financeira. O momento é ótimo também para pequenas viagens e assuntos de trabalho relacionados à comunicação. Amor em fase neutra.

Leão

Venus e sol em seu signo continuam agindo positivamente em sua vida, especialmente a amorosa e financeira. Mercúrio unido à lua aumenta ainda mais as possibilidades de bons acordos de negócios e ganhos financeiros.

Virgem

Mercúrio e lua em seu signo melhoram o astral que anda meio baixo, com queda de energia. Procure relaxar e manter-se protegido de ambientes e pessoas carregadas. A fase é ótima para acordos comerciais e a comunicação.

Libra

Mercúrio e lua em virgem derrubam sua energia, apesar das demandas sociais. A fase é ótima para a reflexão e a meditação. Seu regente unido ao sol em leão abrem portas para novos contatos comerciais.

Escorpião

Mercúrio e lua em virgem mobilizam sua vida social e amizades neste período. Venus e sol unidos em leão ainda beneficiam sua carreira e vida profissional. A fase é ótima para a comunicação e novos contratos.

Sagitário

O sol e Venus em leão continuam ativando seus estudos e as viagens podem se tornar seu foco neste momento. Carreira e vida profissional em alta, com possibilidade de novos projetos ou propostas de trabalho.

Capricórnio

Mercúrio e lua em virgem aceleram seus projetos e planos futuros e assuntos relacionados a viagens longas e contato com estrangeiros. Fase de grande otimismo e espiritualidade renovada. Amor em alta.

Aquário

Venus e sol em leão continuam mobilizando contatos e parcerias e melhorando seus relacionamentos afetivos e de amizades. A fase é das melhores. Cuidado apenas para não se deixar levar por pensamentos negativos.

Peixes

O trabalho continua sendo beneficiado pela passagem de Venus e do sol pelo signo de leão. Mercúrio e lua em virgem mobilizam seus relacionamentos pessoais e parcerias comerciais. Amor em alta.