Bagé / RS, Domingo, 20 de Janeiro de 2019
Siga-nos:

Notícia

Social | Colunista: Gilmar de Quadros

Social

PARA encerrar comentários do livro MINHA HISTÓRIA – MICHELLE OBAMA, pág. 172: “Uma palavrinha sobre o exame da Ordem dos Advogados: é um rito de passagem para qualquer advogado recém-saído da faculdade que pretenda exercer a advocacia aqui nos Estados Unidos. Embora o conteúdo e a estrutura do teste variem um pouco de um estado para outro, a experiência de prestar o exame  - uma avaliação de dois dias, com duração de doze horas - que coloca à prova seu conhecimento acerca de tudo, desde o direito contratual até as regras arcaicas sobre as transações de crédito seguras, é reconhecida por todos como um inferno. [...]. Da primeira vez que fiz o exame, fui reprovada. Nunca em toda minha vida eu havia fracassado em uma prova. Eu não estava acostumada a cometer erros. [...]. Hoje, acho que isso foi um subproduto do meu desinteresse durante toda a faculdade de Direito. Eu era uma estudante entediada com temas que me pareciam pouco compreensíveis e distantes da vida real. Queria estar perto de pessoas, não de livros, e é por isso que a maior parte da faculdade de Direito para mim foi prestar trabalho voluntário no Departamento de Assistência Jurídica da universidade Harvard, onde eu podia ajudar alguém a, por exemplo, resistir a uma ação de despejo descabida. [...].

PÁGINA 372: “Aprendi, com minha experiência de vida, como é importante quando alguém demonstra interesse genuíno em colaborar com o aprendizado e o desenvolvimento de outras pessoas, mesmo que seja por 10 minutos em um dia atarefado. E isso é ainda mais valioso para as minorias que a sociedade não hesita em negligenciar. [...].  Vivíamos dentro da bolha da presidência havia mais de dois anos, e eu seguia fazendo tudo que podia para ampliar o perímetro dessa bolha. Barack e eu continuávamos a abrir a Casa Branca para mais pessoas, especialmente crianças, no intuito de transmitir a sensação de que aquele esplendor era inclusivo, misturando um pouco de vivacidade à formalidade e à tradição. Sempre que dignitários estrangeiros nos faziam visitas oficiais, convidávamos alunos de escolas locais para assistirem à pompa de uma cerimônia diplomática de boas-vindas e aproveitar o menu do jantar de gala. Quando recebíamos músicos para uma apresentação noturna, pedíamos que chegassem mais cedo para ministrarem uma oficina para jovens. Queríamos destacar a importância de expor as crianças às artes, mostrando que não se trata de um luxo, mas de uma necessidade para a formação geral. Barack e eu assistíamos da primeira fila a todas as apresentações.”

PÁGINA 376: “Os momentos particulares eram importantes. Na verdade, eram tudo, uma maneira de eu me sentir eu mesma. [...]. Eu tinha aprendido, muito antes, a importância de manter os amigos verdadeiro. [...]. Eu queria que minha atuação no mundo honrasse o que minhas antecessoras haviam sido. [...]. Pág. 380: “ Tomei para mim essa carga como pressão, uma necessidade fundamental de não estragar as coisas. Embora  fosse considerada popular, não deixava de me abalar pelas criticas, pelos que tiravam conclusões a meu respeito baseadas na cor de minha pele. Por isso, eu ensaiava meus discursos e insistia para minha equipe que todos os eventos fossem pontuais e transcorressem sem problemas. [...].

PRONTO, quer saber mais? Compre o livro na Leb... UM detalhezinho, Michelle e Barack Obama encontravam tempo na agenda oficial para assistirem às apresentações artísticas na Casa Branca. Aqui no Brasil, é raro se ver uma autoridade importante na platEia; em Bagé a cena é a mesma. Que pena!

TAL QUAL Michelle Obama fazia na universidade de Washington, a advogada Lourença Faria realiza há muitos anos no Núcleo de Práticas Jurídicas da Urcamp. Aliás, Lourença tem uma história profissional elogiável. Desde 1979, ela se dedica à Urcamp. Nunca se escutou nenhum aluno reclamar nada; muito pelo contrário, todos só elogiam as aulas da professora de Português, tanto no colégio estadual Carlos Kluwe como na faculdade. Eis um nome de uma mulher interessante para ser homenageada um dia em Bagé. Aplausos!
QUEM está na cidade, a muito simpática Denise Magalhães, que mora na Espanha. Ela está lendo a biografia de Michelle Obama; quem também lê esse livro é Telma Giorgis... NO CAFÉ da Leb, lendo ZH, escritor José Francisco Botelho. Inteligente como poucos, ele sempre encontra algo bonito nos outros e também na cidade para elogiar. Isso anda tão escasso, a maioria só faz criticas negativas, de conteúdos rasos e sem proveito algum. Chico Botelho é diferente, merece aplausos!

FEVEREIRO, na Casa de Cultura Pedro Wayne, exposição de carnaval vai relembrar a obra de Ivan Soares – aquele artista de rua, único na cidade que praticava a “arte de cavalete”, instalando-se em alguma esquina central da cidade, lembram? Nos trabalhos dele, predominavam as paisagens sobre Bagé, os prédios históricos de maneira especial. Mas o que encomendavam, ele pintava.

LEMBRO-ME de que, por pedido do então coordenador de Educação, João Gonzales, Sr. Ivan desenhou o jardim interno do antigo Hotel do Comércio, em pico de pena, técnica que dá  "efeito fino-grosso" ao traço e mais volume ao desenho, na parede lateral (frontal) da 13ª CRE. Depois, alguém mandou passar tinta branca e o desenho sumiu, ui! Na mesma ocasião, Carlos Andrei pintou um grupo de intelectuais bageenses na parede oposta; hoje, a obra está encoberta por uma árvore. Deveriam podá-la e convidar o artista para reavivar a obra, instalar um refletor de led e ponto final. “Pode não ser a sua opinião, pode não ser a melhor opinião, mas esta é uma coluna com opinião.”
VOLTANDO à exposição sobre carnaval, a diretora da Casa de Cultura, Heloísa Beckman, está escutando o pessoal do carnaval de antigamente para contextualização; ela vai falar ou já falou com Edgar Muza sobre o assunto... A PARTIR de segunda-feira (14), as MANDALAS de Beatriz Gallo ficarão expostas no auditório Luiz Coronel, Biblioteca Pública Otávio Santos. Beatriz estreou no mercado de arte local batendo recorde de vendas, mais da metade do exposto foi comercializada na galeria Edmundo Rodrigues. Aplausos!      

NA PRÓXIMA QUARTA-FEIRA (16), às 19h30min, na galeria Edmundo Rodrigues, vai inaugurar duas mostras de arte. Uma com 10 telas abstratas – VERTENTE - da artista Rejane Karam. Outra com trinta obras da Associação Rio-grandense de Artes Plásticas Francisco Lisboa, que traz a Bagé a “VI Mostra de Arte em Pequenos Formatos – Transparência na Arte”. Ela apresenta trabalhos de artistas gaúchos com forma de expressão tridimensional em linguagem contemporânea.  Os objetos foram realizados em suporte transparente incolor com formatos variados: quadrado, redondo, oval, retangular. Os tamanhos máximos destas obras são de 5 cm (prof) x 10 cm (alt) x 10 cm x (larg).  “Invista em Cultura. A cidade aplaude.” 

Comente essa notícia
Clique TV
Óptica Bagé - Dia dos Pais
Assista também:
Santa Edwiges - Dia dos Pais
Clique Social

Social

Divulgação/FS

DEPOIS de lerem nesta social sobre lançamento do livro que vai contar a história da tradicional Casa Sloper, algumas amigas relembraram o glamour...

Notícias mais lidas do dia

Clique Horóscopo

Áries

Sol e vens continuam seu caminho unidos em leão ainda motivando seu coração. Lua e mercúrio em virgem melhoram as relações de trabalho e possibilitam acordos de negócios. planos e projetos em alta.

Touro

Mercúrio e lua em virgem e ainda seu regente unido ao sol em leão abrem espaços em sua vida para um novo amor entrar. Se já for comprometido, melhora sensivelmente seu relacionamento. Finanças em alta.

Gêmeos

Seu regente entra em virgem e sua capacidade intelectual e mental aumentam sensivelmente. A fase é ótima para rever assuntos relacionados à sua família ou a questões domesticas. Comunicação em alta.

Câncer

Venus e sol unidos em leão continuam trazendo benefícios à sua vida financeira. O momento é ótimo também para pequenas viagens e assuntos de trabalho relacionados à comunicação. Amor em fase neutra.

Leão

Venus e sol em seu signo continuam agindo positivamente em sua vida, especialmente a amorosa e financeira. Mercúrio unido à lua aumenta ainda mais as possibilidades de bons acordos de negócios e ganhos financeiros.

Virgem

Mercúrio e lua em seu signo melhoram o astral que anda meio baixo, com queda de energia. Procure relaxar e manter-se protegido de ambientes e pessoas carregadas. A fase é ótima para acordos comerciais e a comunicação.

Libra

Mercúrio e lua em virgem derrubam sua energia, apesar das demandas sociais. A fase é ótima para a reflexão e a meditação. Seu regente unido ao sol em leão abrem portas para novos contatos comerciais.

Escorpião

Mercúrio e lua em virgem mobilizam sua vida social e amizades neste período. Venus e sol unidos em leão ainda beneficiam sua carreira e vida profissional. A fase é ótima para a comunicação e novos contratos.

Sagitário

O sol e Venus em leão continuam ativando seus estudos e as viagens podem se tornar seu foco neste momento. Carreira e vida profissional em alta, com possibilidade de novos projetos ou propostas de trabalho.

Capricórnio

Mercúrio e lua em virgem aceleram seus projetos e planos futuros e assuntos relacionados a viagens longas e contato com estrangeiros. Fase de grande otimismo e espiritualidade renovada. Amor em alta.

Aquário

Venus e sol em leão continuam mobilizando contatos e parcerias e melhorando seus relacionamentos afetivos e de amizades. A fase é das melhores. Cuidado apenas para não se deixar levar por pensamentos negativos.

Peixes

O trabalho continua sendo beneficiado pela passagem de Venus e do sol pelo signo de leão. Mercúrio e lua em virgem mobilizam seus relacionamentos pessoais e parcerias comerciais. Amor em alta.