Bagé / RS, Quarta-feira, 26 de Junho de 2019
Siga-nos:

Notícia

Segurança

Abigeato: além das porteiras das propriedades rurais

por Anderson Ribeiro

Os crimes de abigeato são caraterizados por serem praticados no período noturno. Visto que à noite há dificuldades de enxergar os indivíduos. Além de apresentar pouca vigilância no campo, muitos proprietários não monitoram os rebanhos.
Assim, criminosos invadem as propriedades rurais, furtam animais ou os matam, retirando apenas as partes mais valiosas. Além de favorecer o comércio de carnes não fiscalizadas, causam riscos à saúde dos consumidores. Uma vez que não houve o procedimento adequado de abate dos animais.
O abigeato se notabilizou por ser um dos crimes de maior repercussão e notoriedade entre os delitos praticados na Metade Sul do Estado, principalmente na região da Campanha. Desde os primórdios, por uma vocação histórica de tradição na pecuária, essa prática criminosa é quase um hábito nos campos do Pampa.
Esse cenário não afeta apenas os produtores rurais que acumulam sistematicamente prejuízos econômicos, ocasionados pelos furtos vivos e abates de animais no campo. A sociedade se torna refém dentro de um contexto, pois o abigeato, tanto nas suas formas de animais mortos de maneira cruel no campo, com a retirada da parte nobre da carne, quartos, paletas, lombo, ou ainda, uma falta ou inexistência de inspeção sanitária em frigoríficos ou abatedouros clandestinos favorece a comercialização de uma carne disponibilizada ao consumo humano de forma irregular, sem as mínimas condições de higiene, causando irreparáveis riscos à saúde humana.
Na Rainha da Fronteira, o alambrador e produtor rural, Valnei dos Santos, relata que foi vítima deste tipo de crime diversas vezes durante o ano de 2018. “Estamos aborrecidos com essa situação. Esses indivíduos entram nas propriedades, não respeitam nada. Invadem os lugares para pescar e caçar, e junto vem o ladrão. Desde a véspera do Dia dos Pais, na propriedade do Passo do Acampamento, carnearam 13 ovelhas. Achamos os pelegos no arame. Após, sumiram 16 ovinos, mas não achei nada. Depois da esquila, mais 13 desapareceram. Poucos dias antes da virada do ano, na Coxilha do Aedo, mataram 11 animais. Acredito que a tiro. Ao todo, já me levaram mais de 50 ovinos. Para mim, que sou pequeno produtor, é um prejuízo bem considerável”, destaca.

Delegacias especializadas
A criação dessas delegacias especializadas visa atender uma das principais demandas do setor produtivo gaúcho. O foco central é o abigeato - crime que envolve furto de animais no campo, tanto gado bovino como equino. Também investigam crimes de receptação e furto/roubo de maquinário agrícola.
Segundo o delegado Cristiano Ritta, em agosto de 2016 foi criada a Força-Tarefa de Combate aos Crimes Rurais e Abigeato, em março de 2018, convertida em Delegacia Especializada na Repressão aos Crimes Rurais e Abigeato (Decrab). “Temos três Decrabs no Estado. Em Bagé, Santiago e Cruz Alta. No ano passado, tivemos redução nos índices de abigeato de 25%. Comparado com anos anteriores, antes da criação da força-tarefa, a redução é mais de 50%. Esse é um trabalho e uma investigação especializada, focado no combate ao crime organizado”, salienta.
Ritta explica que o objetivo é combater os grupos criminosos que praticam abigeato. "Conseguimos fazer as operações e desarticular as organizações, reduzindo as ocorrências. O abigeato é um crime que ainda assola diversas regiões do Estado, que são baseadas, essencialmente, no agronegócio. Como é o caso da nossa região da Campanha e Fronteira. As delegacias têm atuação estadual, mas tentamos atuar muito na região também”, comenta.
Conforme o delegado, uma das grandes operações de combate ao crime rural foi na região Metropolitana de Porto Alegre. ''Investigamos  e aproximadamente uma tonelada de carne foi apreendida, 19 pessoas foram presas, 17 preventivamente e duas em flagrante. Além da grande quantidade de carne, foram apreendidas quatro armas e equipamentos que eram utilizados para cortar/fracionar o produto. Sem dúvida, esse tipo de delito é uma questão patrimonial, porque é crime de furto. Atinge o patrimônio e gera prejuízo. Mas a gente também tem levado para o Judiciário a preocupação dos crimes contra as relações de consumo. Na maioria das vezes, a carneada é feita a campo, a céu aberto, sem nenhuma questão sanitária. A carne chega à mesa dos consumidores sem comprovação de origem. Inclusive, pode ter animais que tenham recebido medicamentos e vermífugos ou substâncias que não devem ser ingeridas. Como não tem fiscalização sanitária acaba que a carne é consumida”, destaca.
Contudo, os empresários também devem ficar atentos e saber a procedência do produto que estão comercializando. “Durante as operações fechamos diversos mercados e restaurantes, por receptar carne de abigeato. Essa é uma preocupação. Nossa expectativa para 2019 é continuar fazendo esse trabalho. Ainda tem duas delegacias que serão instaladas, não sabemos quando, mas provavelmente seja em 2019. Acabar com o delito é difícil, porque o crime também tem cunho social. Manter os índices criminais dentro do controlável é nosso objetivo”, finaliza.

Comente essa notícia

Notícias Relacionadas | 12/01/2019 | Segurança

  • Bagé, Quarta-feira 12 de Janeiro

    Cassação da CNH de quem dirigir veículo usado para contrabando

    Na quinta-feira, foi publicado no Diário Oficial da União (DOU), a sanção da Lei n° 13 804/19, que dispõe sobre medidas de prevenção e repressão ao contrabando, ao descaminho, ao furto, ao roubo e à receptação. A nova norma prevê punições mais...

  • Bagé, Quarta-feira 12 de Janeiro

    Polícia Civil de Dom Pedrito cumpre mandado de busca

    Conforme o portal de notícias Qwerty, na manhã de sexta-feira, a Polícia Civil de Dom Pedrito cumpriu mais um mandado de busca e apreensão. Desta vez, o alvo da operação foi uma residência, localizada na rua Davi Canabarro, próximo à Vila Argeni,...

  • Bagé, Quarta-feira 12 de Janeiro

    Jovem atingido com faca no rosto

    Na quinta-feira, por volta das 17h30min, aconteceu um caso de lesão corporal entre familiares, no bairro Morgado Rosa. O fato foi registrado na Delegacia de Polícia de Pronto-Atendimento (DPPA). De acordo com o boletim de ocorrência, o jovem, de...

  • Bagé, Quarta-feira 12 de Janeiro

    Balada Segura registra queda no percentual de motoristas sob efeito de álcool

    Quando a Balada Segura começou a ser realizada no Rio Grande do Sul em 2011, o percentual de motoristas flagrados sob o efeito de álcool ou que se recusavam a fazer o teste do etilômetro era de 12,2% sobre o total de abordados. Em 2018 (até...

Clique TV
OPERAÇÃO SÃO CRISTOVAN | POLÍCIA CIVIL BAGÉ
Assista também:
OPERAÇÃO EMBOSCADA | POLÍCIA CIVIL
Clique Social

Coluna Social

“A morte é simples mudança de veste. Somos o que somos. Depois do sepulcro, não encontramos senão o paraíso ou o inferno criados por nós mesmos”

Notícias mais lidas do dia

Clique Horóscopo

Áries

Sol e vens continuam seu caminho unidos em leão ainda motivando seu coração. Lua e mercúrio em virgem melhoram as relações de trabalho e possibilitam acordos de negócios. planos e projetos em alta.

Touro

Mercúrio e lua em virgem e ainda seu regente unido ao sol em leão abrem espaços em sua vida para um novo amor entrar. Se já for comprometido, melhora sensivelmente seu relacionamento. Finanças em alta.

Gêmeos

Seu regente entra em virgem e sua capacidade intelectual e mental aumentam sensivelmente. A fase é ótima para rever assuntos relacionados à sua família ou a questões domesticas. Comunicação em alta.

Câncer

Venus e sol unidos em leão continuam trazendo benefícios à sua vida financeira. O momento é ótimo também para pequenas viagens e assuntos de trabalho relacionados à comunicação. Amor em fase neutra.

Leão

Venus e sol em seu signo continuam agindo positivamente em sua vida, especialmente a amorosa e financeira. Mercúrio unido à lua aumenta ainda mais as possibilidades de bons acordos de negócios e ganhos financeiros.

Virgem

Mercúrio e lua em seu signo melhoram o astral que anda meio baixo, com queda de energia. Procure relaxar e manter-se protegido de ambientes e pessoas carregadas. A fase é ótima para acordos comerciais e a comunicação.

Libra

Mercúrio e lua em virgem derrubam sua energia, apesar das demandas sociais. A fase é ótima para a reflexão e a meditação. Seu regente unido ao sol em leão abrem portas para novos contatos comerciais.

Escorpião

Mercúrio e lua em virgem mobilizam sua vida social e amizades neste período. Venus e sol unidos em leão ainda beneficiam sua carreira e vida profissional. A fase é ótima para a comunicação e novos contratos.

Sagitário

O sol e Venus em leão continuam ativando seus estudos e as viagens podem se tornar seu foco neste momento. Carreira e vida profissional em alta, com possibilidade de novos projetos ou propostas de trabalho.

Capricórnio

Mercúrio e lua em virgem aceleram seus projetos e planos futuros e assuntos relacionados a viagens longas e contato com estrangeiros. Fase de grande otimismo e espiritualidade renovada. Amor em alta.

Aquário

Venus e sol em leão continuam mobilizando contatos e parcerias e melhorando seus relacionamentos afetivos e de amizades. A fase é das melhores. Cuidado apenas para não se deixar levar por pensamentos negativos.

Peixes

O trabalho continua sendo beneficiado pela passagem de Venus e do sol pelo signo de leão. Mercúrio e lua em virgem mobilizam seus relacionamentos pessoais e parcerias comerciais. Amor em alta.