Bagé / RS, Sábado, 23 de Maro de 2019
Siga-nos:

Notícia

Geral

A perspectiva de um carnaval autossustentável em Bagé

Ao alegar falta de recursos disponíveis, a Prefeitura de Bagé optou pelo cancelamento do carnaval competitivo no município. E, como as entidades que comandam a folia estavam à mercê da verba pública, não conseguiram levar a festa adiante com suas “próprias pernas”. O episódio reacendeu uma discussão nas ruas da cidade: qual o futuro do carnaval bageense? Diante das dificuldades do setor público, qual a alternativa econômica para que o evento possa seguir nos próximos anos? São estas perguntas que a reportagem do jornal Folha do Sul pretende responder (ou ao menos refletir).

Profissionalização da folia
Segundo o vice-presidente da Liga das Escolas de Samba do Rio Grande do Sul, Neimar Rodrigues, a dificuldade do poder público, em financiar o carnaval, não é exclusividade de Bagé. Com exceção de Uruguaiana, todas as cidades enfrentam dificuldades, o que obriga os municípios a realizarem uma festa de menor porte ou, até mesmo, cancelá-la. “Em Santa Maria, por exemplo, o carnaval é realizado há três anos. O de Porto Alegre também já está comprometido para acontecer. É um segmento que vai ter que se tornar autossustentável, pois é um evento muito caro. Com menos de R$ 100 mil, não tem como fazer. É diferente da Semana Farroupilha, que se faz com R$ 20 mil a R$ 30 mil. A solução para resolver este impasse será uma conversa com as entidades, para que possamos traçar um planejamento a médio e longo prazo”, afirma.
O carnavalesco utiliza como modelo a folia realizada em Uruguaiana, cujo financiamento é feito pelo empresariado, e não pelo poder público municipal. “O carnaval de Bagé foi encolhendo. Chegou em 2019 e foi cancelado. Temos que voltar a sensibilizar a comunidade, pois o nosso carnaval é tranquilo. Claro, é evidente que por se tratar de um evento público, alguns problemas relacionados à violência acontecem. Entretanto, não são os carnavalescos que causam essa situação. Eu penso que a saída para isso é a profissionalização. Hoje, o poder público tem enfrentado dificuldades com Saúde e Educação. Temos que tratar a prefeitura como uma apoiadora e não esperar que banque o evento”, opina.

Os próximos passos
Questionado sobre os meios necessários para que o carnaval possa ser repensado na Rainha da Fronteira, Rodrigues ressalta que o primeiro passo é conscientizar as entidades em relação ao panorama que envolve a folia, não só no contexto bageense, mas do país como um todo. “Nos próximos dias, a Secretaria de Cultura e Turismo estará chamando as entidades para sentar e conversar, a fim de ver o que pode ser feito. Hoje, as entidades não têm estrutura para ensaios. Com isso, não há meios para a produção. Precisamos pensar sobre todo um contexto para que o carnaval competitivo em Bagé retorne em 2020 e não parei mais. Estamos perdendo muito público para os balneários. A folia também perdeu muita credibilidade, pois, há um movimento forte, principalmente nas redes sociais, de críticas ao carnaval, no sentido dos envolvidos usufruírem do dinheiro público. A solução passa pela retomada da credibilidade e mobilização junto à população”, conclui.

Espaço para eventos
O presidente da escola de samba Imperadores do Povo Novo, Jean Silva diz acreditar que o carnaval bageense tem capacidade de tornar-se autossustentável. Mas para isso, mesmo que não haja a disponibilização de dinheiro, ele aponta que o apoio logístico do poder público seria fundamental. “No Rio de Janeiro e em São Paulo, as escolas são gerenciadas como empresas. Aqui em Bagé é outra realidade bem diferente. Fizemos um carnaval de forma artesanal. O nosso maior problema é a falta de espaço para ensaios, preparação e realização de eventos para captação de dinheiro”, observa.
Para Silva, a solução passa por uma conversa com o poder público, no sentido de ambas as partes assumirem compromissos. “Se nos disponibilizarem um salão, seria o ideal. Para realização de um evento, de saída, temos o custo do local, som, luz e dos músicos que vão tocar. Se conseguíssemos cortar alguns desses custos, ajudaria muito. Tendo suporte, trabalharíamos durante o ano para conseguirmos recursos. Dessa forma, as entidades carnavalescas que aceitassem fariam um compromisso com a prefeitura. Acredito que, se for desse jeito, é viável”, finaliza.

Comente essa notícia

Notícias Relacionadas | 12/01/2019 | Geral

  • Bagé, Sábado 12 de Janeiro

    Aniversários

    Dia 12/01   Henrique Madruga Jesus Adriane Pinheiro Barbara Teixeira Jeferson Luis Leal Borges Tiago Pasini Ferreira Angela Ramos Guimarães Marli Frick João Carlos Almeida Daniel da Silva...

  • Bagé, Sábado 12 de Janeiro

    Ocorrência de chuvas deve persistir na próxima semana

    O excesso de chuvas  na Fronteira Oeste e na Campanha atingiu diversas cidades.  Conforme a Defesa Civil do Estado, os municípios mais afetados são Alegrete, Uruguaiana, Bagé e São Gabriel. Contudo, houve danos em Dom Pedrito, Jaguari,...

  • Bagé, Sábado 12 de Janeiro

    Cemitério cheio, estacionamento vazio

    Há mais de um ano, o cemitério da Santa Casa de Caridade de Bagé adotou o sistema de cobrança para o estacionamento. Neste período, o pátio, antes lotado a cada funeral, esvaziou-se. A reportagem conversou com os gestores da instituição, que...

  • Bagé, Sábado 12 de Janeiro

    Prefeitura deverá publicar novo edital para reforma da escola da Fundação Bidart

    O edital público de licitação para a contratação da empresa que fará a reforma completa da rede elétrica da Escola Municipal de Ensino Fundamental (Emef) Fundação Bidart, não apresentou nenhuma empresa concorrente. É o que informou a...

  • Bagé, Sábado 12 de Janeiro

    Tradição é mantida entre recordações, saudades, histórias e lágrimas

    por Márcia Sousa Em meio ao avanço da modernidade, e do advento dos grandes e pequenos supermercados, os velhos armazéns, bolichos ou botecos ainda resistem ao tempo. Eles estão encravados na periferia da cidade, com suas histórias e as marcas...

Clique TV
IMPOSTO DE RENDA | DICAS, MITOS E VERDADES
Assista também:
Carnaval| Café com a Redação
Clique Social

Coluna Social

Divulgação/FS

LEMBRAM quando comentei aquele evento gastronômico musical do consulado do Uruguai no Imba, nos anos 90? Naquela época, a cônsul era Suzana...

Notícias mais lidas do dia

Clique Horóscopo

Áries

Sol e vens continuam seu caminho unidos em leão ainda motivando seu coração. Lua e mercúrio em virgem melhoram as relações de trabalho e possibilitam acordos de negócios. planos e projetos em alta.

Touro

Mercúrio e lua em virgem e ainda seu regente unido ao sol em leão abrem espaços em sua vida para um novo amor entrar. Se já for comprometido, melhora sensivelmente seu relacionamento. Finanças em alta.

Gêmeos

Seu regente entra em virgem e sua capacidade intelectual e mental aumentam sensivelmente. A fase é ótima para rever assuntos relacionados à sua família ou a questões domesticas. Comunicação em alta.

Câncer

Venus e sol unidos em leão continuam trazendo benefícios à sua vida financeira. O momento é ótimo também para pequenas viagens e assuntos de trabalho relacionados à comunicação. Amor em fase neutra.

Leão

Venus e sol em seu signo continuam agindo positivamente em sua vida, especialmente a amorosa e financeira. Mercúrio unido à lua aumenta ainda mais as possibilidades de bons acordos de negócios e ganhos financeiros.

Virgem

Mercúrio e lua em seu signo melhoram o astral que anda meio baixo, com queda de energia. Procure relaxar e manter-se protegido de ambientes e pessoas carregadas. A fase é ótima para acordos comerciais e a comunicação.

Libra

Mercúrio e lua em virgem derrubam sua energia, apesar das demandas sociais. A fase é ótima para a reflexão e a meditação. Seu regente unido ao sol em leão abrem portas para novos contatos comerciais.

Escorpião

Mercúrio e lua em virgem mobilizam sua vida social e amizades neste período. Venus e sol unidos em leão ainda beneficiam sua carreira e vida profissional. A fase é ótima para a comunicação e novos contratos.

Sagitário

O sol e Venus em leão continuam ativando seus estudos e as viagens podem se tornar seu foco neste momento. Carreira e vida profissional em alta, com possibilidade de novos projetos ou propostas de trabalho.

Capricórnio

Mercúrio e lua em virgem aceleram seus projetos e planos futuros e assuntos relacionados a viagens longas e contato com estrangeiros. Fase de grande otimismo e espiritualidade renovada. Amor em alta.

Aquário

Venus e sol em leão continuam mobilizando contatos e parcerias e melhorando seus relacionamentos afetivos e de amizades. A fase é das melhores. Cuidado apenas para não se deixar levar por pensamentos negativos.

Peixes

O trabalho continua sendo beneficiado pela passagem de Venus e do sol pelo signo de leão. Mercúrio e lua em virgem mobilizam seus relacionamentos pessoais e parcerias comerciais. Amor em alta.