Bagé / RS, Quarta-feira, 26 de Junho de 2019
Siga-nos:

Notícia

Folha Saúde | Caderno: Folha Saúde

Ações locais


No Dia Mundial de Combate à Aids, o Serviço de Atenção Integral à Sexualidade (Sais), da Secretaria de Saúde e Atenção à Pessoa com Deficiência fez a entrega de materiais informativos e preventivos, alusivos à data, na Praça Silveira Martins (Coreto).
Conforme a coordenadora do serviço, Rosane Gonzales, a ação visou mostrar a comunidade sobre a importância de realizar os testes rápidos, que são oferecidos em todas as unidades da Saúde, incluindo a Unidade de Pronto-Atendimento (UPA 24h). “O teste é essencial para o diagnóstico precoce e tratamento. O paciente pode ter uma vida tranquila, desde que siga o tratamento corretamente”, diz.
 
Tratamento
A coordenadora ressalta que o tratamento não possui efeitos colaterais, como antigamente e, além disso, o paciente não possui características. “Atualmente, existem mais de 500 pessoas ativas retirando seus medicamentos no Sais. Infelizmente, o número tem aumentado, Bagé é o 17° município no Estado em registro de casos”, conta.
Rosane explica que a pessoa pode ir até a unidade de Saúde, fazer o teste, que abrange hepatite B, C e sífilis, e, após 30 minutos, o diagnóstico está disponível. “Caso o exame seja positivo para alguma doença, o paciente é encaminhado para o médico da própria unidade e logo passa na farmácia, também no local, e já sai com a medicação”, explica.
Hoje, também é oferecido o serviço Profilaxia Pós-Exposição ao HIV (PEP), que é uma medida de prevenção de urgência à infecção pelo HIV, hepatites virais e outras infecções. “É usado em casos de acidente, relação sexual sem preservativos e até mesmo quando fura a camisinha. A pessoa deve procurar o serviço dentro de 72h, é encaminhada e recebe a medicação que deve ser usada durante 30 dias, para evitar a contaminação. Até o momento, não existe caso de alguém contaminado que tenha feito o tratamento, porém, não deve ser feito continuamente”, ressalta.
A coordenadora informa que, de janeiro até final de novembro, foram realizados seis mil testes rápidos, 33 reagentes e 42 novos pacientes em tratamento. “Em 2018, 11 pessoas morreram pelo HIV, a maioria não usava a medicação”, acrescenta.
Para Rosane, a conscientização é muito importante para evitar que este número aumente. Por isso, no dia 14 deste mês, está marcada uma blitz na avenida Sete de Setembro, com distribuição de brindes e material informativo.

Deteccção da doença registra queda no Estado
A taxa de detecção de Aids no Rio Grande do Sul apresentou redução progressiva nos últimos 10 anos, passando de 46,1 novos casos por 100 mil habitantes em 2007 para 29,4 em 2017, o que representa queda de 36,2%. Os dados foram divulgados pelo Ministério da Saúde (MS), em alusão ao Dia Mundial de Luta contra a Aids.
Na data, a Secretaria da Saúde (SES) reforça o compromisso de enfrentar a epidemia, já que o RS apresenta uma taxa superior à do Brasil (18,3 casos/100 mil habitantes), sendo a terceira mais elevada do país (1º Roraima com 36,8 e 2º Amapá com 29,8 casos/100 mil habitantes).

Mortalidade
No Brasil, o coeficiente de mortalidade padronizado por Aids no período de 2007 a 2017 apresentou uma queda, passando de 5,6 para 4,8 óbitos/100 mil habitantes. Na Região Sul, o mesmo fato se repete, tendo o coeficiente passado de 8,0 para 6,4 óbitos/100 mil habitantes. No RS, a mortalidade por Aids tem sido quase o dobro da mortalidade no Brasil nos últimos anos. Porém, é possível observar um declínio de 21,7% na mortalidade no Estado, passando de 11,5 em 2007 para 9,0 óbitos/100 mil habitantes em 2017. Na capital, apesar da redução da mortalidade nos últimos anos, é possível verificar que Porto Alegre apresenta o maior coeficiente entre as capitais brasileiras em 2017, sendo de 24,2 óbitos/100 mil habitantes.
Os dados do boletim epidemiológico apontam redução da taxa de detecção na população em geral e em menores de cinco anos e queda na mortalidade ao longo dos últimos anos. Apesar dos avanços, o RS ainda apresenta a terceira taxa de detecção mais elevada entre os estados brasileiros. Atualmente, aproximadamente 59, 6 mil pessoas fazem uso de terapia antirretroviral no Estado.

Comente essa notícia

Notícias Relacionadas | 06/12/2018 |

  • Bagé, Quarta-feira 06 de Dezembro

    Prevenção e diagnóstico

    Para fazer frente a este desafio, o Rio Grande do Sul vem investindo em ações de prevenção combinada, enquanto estratégia de combate e controle da epidemia. Entre as diferentes tecnologias de prevenção, destaca-se a PEP, que consiste no uso de...

  • Bagé, Quarta-feira 06 de Dezembro

    Dia Mundial de Combate à AIDS faz alerta sobre a doença

    Muitas ações relembram, neste mês, a importância da prevenção e combate à Aids. Em Bagé, segundo dados do Serviço de Atenção Integral à Sexualidade (Sais), mais de 500 pessoas estão em tratamento ativo contra a doença, o que mostra a necessidade...

Clique TV
OPERAÇÃO SÃO CRISTOVAN | POLÍCIA CIVIL BAGÉ
Assista também:
OPERAÇÃO EMBOSCADA | POLÍCIA CIVIL
Clique Social

Coluna Social

“A morte é simples mudança de veste. Somos o que somos. Depois do sepulcro, não encontramos senão o paraíso ou o inferno criados por nós mesmos”

Notícias mais lidas do dia

Clique Horóscopo

Áries

Sol e vens continuam seu caminho unidos em leão ainda motivando seu coração. Lua e mercúrio em virgem melhoram as relações de trabalho e possibilitam acordos de negócios. planos e projetos em alta.

Touro

Mercúrio e lua em virgem e ainda seu regente unido ao sol em leão abrem espaços em sua vida para um novo amor entrar. Se já for comprometido, melhora sensivelmente seu relacionamento. Finanças em alta.

Gêmeos

Seu regente entra em virgem e sua capacidade intelectual e mental aumentam sensivelmente. A fase é ótima para rever assuntos relacionados à sua família ou a questões domesticas. Comunicação em alta.

Câncer

Venus e sol unidos em leão continuam trazendo benefícios à sua vida financeira. O momento é ótimo também para pequenas viagens e assuntos de trabalho relacionados à comunicação. Amor em fase neutra.

Leão

Venus e sol em seu signo continuam agindo positivamente em sua vida, especialmente a amorosa e financeira. Mercúrio unido à lua aumenta ainda mais as possibilidades de bons acordos de negócios e ganhos financeiros.

Virgem

Mercúrio e lua em seu signo melhoram o astral que anda meio baixo, com queda de energia. Procure relaxar e manter-se protegido de ambientes e pessoas carregadas. A fase é ótima para acordos comerciais e a comunicação.

Libra

Mercúrio e lua em virgem derrubam sua energia, apesar das demandas sociais. A fase é ótima para a reflexão e a meditação. Seu regente unido ao sol em leão abrem portas para novos contatos comerciais.

Escorpião

Mercúrio e lua em virgem mobilizam sua vida social e amizades neste período. Venus e sol unidos em leão ainda beneficiam sua carreira e vida profissional. A fase é ótima para a comunicação e novos contratos.

Sagitário

O sol e Venus em leão continuam ativando seus estudos e as viagens podem se tornar seu foco neste momento. Carreira e vida profissional em alta, com possibilidade de novos projetos ou propostas de trabalho.

Capricórnio

Mercúrio e lua em virgem aceleram seus projetos e planos futuros e assuntos relacionados a viagens longas e contato com estrangeiros. Fase de grande otimismo e espiritualidade renovada. Amor em alta.

Aquário

Venus e sol em leão continuam mobilizando contatos e parcerias e melhorando seus relacionamentos afetivos e de amizades. A fase é das melhores. Cuidado apenas para não se deixar levar por pensamentos negativos.

Peixes

O trabalho continua sendo beneficiado pela passagem de Venus e do sol pelo signo de leão. Mercúrio e lua em virgem mobilizam seus relacionamentos pessoais e parcerias comerciais. Amor em alta.