Bagé / RS, Quarta-feira, 20 de Fevereiro de 2019
Siga-nos:

Notícia

Bagé 203 de História e Beleza | Caderno: Bagé: 203 anos

A histórica força do campo bageense


por Marcelo Pimenta e Silva

Historicamente a economia de Bagé está voltada à sua vocação na produção primária. Atividades como a pecuária e agricultura conferiram ao longo dos tempos, o papel de vanguarda do município. Com mais de 200 anos de história, esse papel permanece. É só olhar os campos que agora cedem espaços para convergência da pecuária com outras culturas, seja a da soja, da uva e até mesmo da milenar oliveira, para entendermos que a Rainha da Fronteira é múltipla em sua produção.

Estâncias e a criação de gado
Nos primórdios do município, as estâncias tiveram destaque para o desenvolvimento de Bagé, principalmente por iniciar a criação de gado na região. Segundo o jornalista e mestrando em história pela Universidade Federal do Rio Grande (Furg), Diones Piazer Franchi, a forma de empreendedorismo local começa através da fixação das estâncias, gerando empregos e crescimento econômico, onde os donos se comprometiam com o governo através de Carta Régia de povoar e colonizar a região. “O setor rural foi importante para a história do município de Bagé, porque através da distribuição das sesmarias inicia-se a propriedade privada, e com isso surgem os estanceiros que passam a contratar agregados, posteiros e peões. Foi uma das primeiras formas de povoamento e atrativo financeiro. Por isso, o setor rural historicamente inicia o desenvolvimento do município, através do gado e da produção agrícola, determinando a era do couro e da estrada”, explica o jornalista.
 Desenvolvimento que irá colocar a cidade em expansão econômica e consolidar uma força para o setor rural que colocará Bagé como referência da agropecuária. Opinião compartilhada pelo diretor do Arquivo Público Municipal de Bagé, Cláudio de Leão Lemieszek, quando aponta que indiscutivelmente as principais primazias que colocaram Bagé em evidência no estado e, mesmo no Brasil, são aquelas ocorridas no setor primário. "É sabido que os principais reprodutores Puro-Sangue de bovinos e ovinos foram introduzidos no Brasil por cabanheiros bageenses, o que resultou se localizar em Bagé os melhores rebanhos. E com os cavalos a história não foi muito diferente”, salienta Lemieszek citando o sucesso na criação de equinos da raça Crioula e os campeões de turfe Puro-Sangue Inglês.
 
Pioneirismos  na área rural
Os exemplos de pioneirismo no campo são inúmeros: a fundação da Associação Rural em 20 de setembro de 1904; o surgimento do Herd-Book Collares em 1906; a importação de animais de raças como Shorthon (a primeira, dentre todas a ter um registro no país, em 1906), Hereford, em 1907, Devon, em 1914, Aberdeen Angus;  na ovinocultura, a abertura de registro de raças como Romney Marsh (1926), Merino (1927), Ryeland (1928), Linconln (1929), além da exportação de lã pura para o Japão, na década de 60, bem como a criação da Associação Brasileira de Criadores de Ovinos (ARCO), em 1932; no trigo, com a pesquisa desenvolvida pela Estação Fitotécnica da Fronteira na década de 20 e que resultou em trabalhos que apontaram a pesquisa do sueco Iwar Beckman e equipe como a pioneira no país no cultivo do trigo de verão, além da criação da Embrapa Pecuária Sul em 1975, na antiga fazenda experimental do Ministério da Agricultura, a “Cinco Cruzes”. Ainda se destaca no setor, a criação da Cooperativa Industrial Regional de Carnes e Derivados (Cicade), em 1952, parque industrial que era um dos mais importantes do continente com exportações para mercados como França, Holanda, Portugal, Bélgica, entre outros países da Europa. “O mais importante é que em pleno século XXI, ainda estamos despontando no segmento rural e inscrevendo novas primazias. Portanto, Bagé continua em sua senda de progresso”, afirma Lemieszek.

Importância do legado
O jornalista Diones Franchi produziu, no ano passado, uma série de programas para a TV Câmara de Bagé chamada “Memórias do Pampa”. Entre os programas exibidos, o jornalista e estudante de mestrado de História abordou a importância das estâncias para a economia e cultura da cidade. Perguntado se a comunidade local percebe a importância destes empreendedores do passado, Franchi afirma que sabe-se a intensa contribuição do segmento rural para aspectos que vão da cultura à arquitetura da cidade, mas que a população ainda desconhece inteiramente o legado destes homens e mulheres que fizeram história para o nosso município. “É necessário uma reflexão e um trabalho conjunto na área do turismo, para explorar através dessas propriedades o conhecimento da história rural de nossa cidade e região”, pondera Franchi.
É com esse importante papel que o segmento rural prossegue inovando em ações empreendedoras, revitalizando e fomentando a agenda economia de Bagé, a Rainha da Fronteira.

Comente essa notícia

Notícias Relacionadas | 17/07/2014 |

  • Bagé, Quarta-feira 17 de Julho

    Bagé: terra do cinema

    Com reconhecimento de sua beleza natural e com a qualificação da mão de obra, Bagé se tornou, nos últimos anos, uma referência em cinema na região. Abrigando desde o Festival Internacional de Cinema da Fronteira até produções grandes como as...

  • Bagé, Quarta-feira 17 de Julho

    203 anos de Pioneirismo

    A data de hoje marca os 203 anos de fundação do município de Bagé. Nesse período, muitas são as provas de que o grupo de pioneiros que aqui acampou, acompanhando o desbravador Dom Diogo de Souza, também seria responsável por uma comunidade que...

  • Bagé, Quarta-feira 17 de Julho

    Bagé

    Bagé é uma cidade que preenche os sentidos. Formado a partir de uma expressão indígena, seu nome pequeno transforma cada vocábulo em um paraíso, cada som em um concerto, cada letra em uma janela por onde arte e história avançam para consolidar os...

  • Bagé, Quarta-feira 17 de Julho

    O progresso chega à Casa do Povo

    A Câmara de Vereadores de Bagé, neste ano, passou por diversas modificações, em especial, primando pelo progresso sempre almejado à Casa do Povo. Foram ações visando economia que, até o final deste ano, deixarão de onerar os cofres públicos em...

  • Bagé, Quarta-feira 17 de Julho

    A beleza natural da Campanha

    As planícies do sul do Brasil são elogiadas por todo território, mas não é apenas isso que a Campanha Gaúcha apresenta em termos de belezas naturais. A cidade de Bagé é cercada por cerros que fazem parte da identidade visual, que estão estampados...

Clique TV
Qualidade de Vida
Assista também:
Daniel em Bagé
Clique Social

Coluna Social

“Quando todos descobrirem o prazer de levantar quem está no chão, o mundo dará um grande passo no processo de regeneração previsto para este...

Notícias mais lidas do dia

Clique Horóscopo

Áries

Sol e vens continuam seu caminho unidos em leão ainda motivando seu coração. Lua e mercúrio em virgem melhoram as relações de trabalho e possibilitam acordos de negócios. planos e projetos em alta.

Touro

Mercúrio e lua em virgem e ainda seu regente unido ao sol em leão abrem espaços em sua vida para um novo amor entrar. Se já for comprometido, melhora sensivelmente seu relacionamento. Finanças em alta.

Gêmeos

Seu regente entra em virgem e sua capacidade intelectual e mental aumentam sensivelmente. A fase é ótima para rever assuntos relacionados à sua família ou a questões domesticas. Comunicação em alta.

Câncer

Venus e sol unidos em leão continuam trazendo benefícios à sua vida financeira. O momento é ótimo também para pequenas viagens e assuntos de trabalho relacionados à comunicação. Amor em fase neutra.

Leão

Venus e sol em seu signo continuam agindo positivamente em sua vida, especialmente a amorosa e financeira. Mercúrio unido à lua aumenta ainda mais as possibilidades de bons acordos de negócios e ganhos financeiros.

Virgem

Mercúrio e lua em seu signo melhoram o astral que anda meio baixo, com queda de energia. Procure relaxar e manter-se protegido de ambientes e pessoas carregadas. A fase é ótima para acordos comerciais e a comunicação.

Libra

Mercúrio e lua em virgem derrubam sua energia, apesar das demandas sociais. A fase é ótima para a reflexão e a meditação. Seu regente unido ao sol em leão abrem portas para novos contatos comerciais.

Escorpião

Mercúrio e lua em virgem mobilizam sua vida social e amizades neste período. Venus e sol unidos em leão ainda beneficiam sua carreira e vida profissional. A fase é ótima para a comunicação e novos contratos.

Sagitário

O sol e Venus em leão continuam ativando seus estudos e as viagens podem se tornar seu foco neste momento. Carreira e vida profissional em alta, com possibilidade de novos projetos ou propostas de trabalho.

Capricórnio

Mercúrio e lua em virgem aceleram seus projetos e planos futuros e assuntos relacionados a viagens longas e contato com estrangeiros. Fase de grande otimismo e espiritualidade renovada. Amor em alta.

Aquário

Venus e sol em leão continuam mobilizando contatos e parcerias e melhorando seus relacionamentos afetivos e de amizades. A fase é das melhores. Cuidado apenas para não se deixar levar por pensamentos negativos.

Peixes

O trabalho continua sendo beneficiado pela passagem de Venus e do sol pelo signo de leão. Mercúrio e lua em virgem mobilizam seus relacionamentos pessoais e parcerias comerciais. Amor em alta.