Bagé / RS, Quarta-feira, 26 de Junho de 2019
Siga-nos:

Notícia

F2 | Caderno: F2

Namoro sem beijo?

Expectativa para primeiro beijo homossexual em novela da Globo reascende debate sobre preconceito

Thiago Fragoso e Mateus Solano poderão protagonizar momento histórico da teledramaturgia brasileira
Thiago Fragoso e Mateus Solano poderão protagonizar momento histórico da teledramaturgia brasileira
Crédito: Reprodução/FS

por Vinícius Silva
 
O arrependimento do ex-vilão Félix (Mateus Solano) e a aproximação do chef Niko (Thiago Fragoso) ajudou a elevar a audiência da novela Amor à Vida, que ocupa o horário nobre da TV Globo. Além disso, o envolvimento dos personagens criou a expectativa de um acontecimento inédito: o primeiro beijo gay em novelas da emissora.
 
Estereótipos
Apesar da discussão recente, relações homossexuais vêm sendo inseridas, progressivamente, nas tramas das novelas. Contudo, a forma como são mostradas nem sempre foram coerentes com a realidade. "Temos acompanhado quase que em toda novela um homossexual. Em sua grande maioria, são personagens estereotipados: pessoas que gritam, que causam confusão, que se vestem espalhafatosamente... personagens que viram deboche, piadinha", afirma o psicólogo Marcelo Motta. Essa tendência, segundo ele, persistiu até 2011, quando a novela Insensato Coração mudou a abordagem sobre o assunto. "Essa novela trouxe personagens gays reais, que fugiam do estereótipo criado. Logo o público rejeitou. Falou-se de homofobia, onde um menino foi espancado até a morte, e o mesmo público calou-se", pondera Motta.
Porém, no caso de Amor à Vida, a reação do público parece bastante distinta. "Félix surgiu com a sua maldade, ironia venenosa e frases de efeito. E esse mesmo público o amou, tanto que ele acabou se arrependendo de todas as maldades. O vilão se tornou o mocinho da história e, como todo bom mocinho de novela, ele precisa de uma mocinha, nesse caso, um mocinho", completa o psicólogo.
Ainda em 2011, o Supremo Tribunal Federal reconheceu, por unanimidade, a união estável homoafetiva. Contudo, para Motta, o assunto ainda carece de muita discussão. "A cada dia morre um homossexual vítima de homofobia. Além disso, temos uma bancada muito conservadora no Congresso, que trabalha exclusivamente para difamar os homossexuais e seguir uma perseguição sem fundamento", afirma. Para ele, o alcance da novela é fundamental, pois leva o assunto para todos os cantos do Brasil. "Com certeza há muitos lugares nesse nosso país imenso em que pessoas acreditam que a homossexualidade é uma doença ou falta de caráter. Ou ainda, acreditam que todos os gays sejam promíscuos e coisa desse tipo. A novela vem para discutir, de forma didática, que não se escolhe ser gay, assim como não se escolhe ser hétero. Não é uma opção: se nasce assim", completa.
 
Educação
É indiscutível o alcance e, principalmente, a paixão do brasileiro por novela. Agora, esse veículo popular e democrático pode ser uma ferramenta para, de certa forma, educar o público a respeito das relações homoafetivas, principalmente para grupos mais conservadores. "É importante discutir e mostrar para todas as vovós que amam o Félix que ele não é mau por ser um psicopata ou porque quer ser mau. Ele teve uma vida ao lado de um pai completamente castrador e autoritário, que o rejeitou inúmeras vezes. Além disso, teve um ambiente que não propiciou a ele se aceitar de forma honesta e verdadeira: viveu um casamento de mentira e negou, para si mesmo, veementemente, sua homossexualidade", salienta Motta ao justificar o perfil "malvado" do personagem. "A novela também nos mostra, claramente, como é difícil para os gays e para as famílias aceitarem, visto que há milhões de informações distorcidas a respeito. O que Félix passou quando 'saiu do armário' é o que milhões de meninos e meninas passam ao contarem para seus familiares que são diferentes", completa. Assim, Amor à Vida dá um passo importante no processo de desmistificação das relações homossexuais. "Esse assunto voltou com força total agora que há dois personagens gays que são aceitos por grande parte do público. O problema é que as pessoas têm dificuldade de aceitar uma troca de carinho entre pessoas do mesmo sexo: o gay que é piada nacional é aceito. Porém, os gays reais e a troca de carinho afetam, por demais, as pessoas. Por isso o tal beijo gay nunca ocorreu", reflete Motta.
 
Crianças
Uma das justificativas mais recorrentes à não inserção de um beijo homossexual em horário nobre tem a ver com as crianças. Essa ideia é rechaçada pelo psicólogo Marcelo Motta, que usa a classificação indicativa (12 anos) para embasar seu argumento. "Para começo de conversa, a novela tem classificação de 12 anos. Um pai ou uma mãe que permite que o filho veja cenas entre os personagens Michel (Caio Castro) e Patrícia (Maria Casadevall), por exemplo, não deveria se importar por um beijo entre duas pessoas do mesmo sexo que se amam", afirma. Para ele, o brasileiro ainda menospreza a capacidade de discernimento dos pequenos. "Julgamos muito mal nossas crianças. Elas estão completamente preparadas para lidar com uma relação homossexual. Nós, adultos cheios de pré-conceitos, não sabemos lidar com nossas indagações e ficamos colocando a culpa nas crianças", coloca.
 
Beijo
Apesar do reconhecimento das uniões homoafetivas, os crimes homofóbicos (no Brasil, um gay tem 785% mais chances de ser assassinado do que nos Estados Unidos, segundo a Unicef) ainda são recorrentes no país. Para o psicólogo, a exposição em horário nobre é fundamental na luta contra a homofobia. "O que os grupos gays que lutam por reconhecimento buscam é o apoio da mídia para acabar com esse preconceito existente na nossa sociedade", pondera Motta. Ele diz que, havendo ou não beijo, o importante é que a novela e seus personagens homossexuais cumprem seu papel de desacomodar a sociedade e fomentar o debate. "As pessoas precisam falar mais sobre sexualidade para que tabus como a homossexualidade não sejam vistos como perversão. Através dessa discussão as pessoas passaram a se questionar: por que não aceitar o relacionamento de pessoas do mesmo sexo? Isso vale muito mais que qualquer beijo", reflete. "É importante educar as pessoas (e no nosso país, muito da educação se dá através das novelas) que um beijo é um ato de carinho, de amor entre duas pessoas, sejam elas hetero ou homo. Então por que não representar isso para as pessoas?", finaliza.

Comente essa notícia

Notícias Relacionadas | 22/01/2014 |

  • Bagé, Quarta-feira 22 de Janeiro

    Ao trabalho

    por Vinícius Silva   É notável que, nas últimas décadas, a indústria fonográfica perdeu boa parte da sua força. Isso porque, a internet retirou das gravadoras e seus contratos o poder de lançamento - ou não - do trabalho dos músicos e grupos...

  • Bagé, Quarta-feira 22 de Janeiro

    Sabe o que é homebrewer?

    por Vinícius Silva   Não existem registros exatos, mas pode-se dizer que a fabricação de cerveja é uma prática tão antiga quanto nossa própria civilização. Popular dos 18 aos 81 anos, a bebida amarela de sabor amargo é uma das paixões...

  • Bagé, Quarta-feira 22 de Janeiro

    Guarujá: pérola do Atlântico

    por Vinícius Silva   Belas praias e muitas opções de lazer perto da capital e do interior. A apenas 82 quilômetros da capital paulista, o Guarujá é um dos 15 municípios do estado de São Paulo considerados estâncias balneárias. Município vizinho...

  • Bagé, Quarta-feira 22 de Janeiro

    bageensesmundoafora@riveracasinoresort.uy

    Hoje, arrematando minha página desta semana, aqui por Rivera. Na vinda, um "pit stop" com direito a divino almoço no Restaurante Cumbuca, em Dom Pedrito, é claro! Muuuuito bom! Com grandes amigas, melhor ainda! Eta coisa boa. Bagé tem uma...

Clique TV
OPERAÇÃO SÃO CRISTOVAN | POLÍCIA CIVIL BAGÉ
Assista também:
OPERAÇÃO EMBOSCADA | POLÍCIA CIVIL
Clique Social

Coluna Social

Divulgação/FS

QUE o presidente Jair Bolsonaro e o vice Hamilton Mourão estiveram em Santa Maria, sexta-feira (21), isto todos sabem; eles e o governador Eduardo...

Notícias mais lidas do dia

Clique Horóscopo

Áries

Sol e vens continuam seu caminho unidos em leão ainda motivando seu coração. Lua e mercúrio em virgem melhoram as relações de trabalho e possibilitam acordos de negócios. planos e projetos em alta.

Touro

Mercúrio e lua em virgem e ainda seu regente unido ao sol em leão abrem espaços em sua vida para um novo amor entrar. Se já for comprometido, melhora sensivelmente seu relacionamento. Finanças em alta.

Gêmeos

Seu regente entra em virgem e sua capacidade intelectual e mental aumentam sensivelmente. A fase é ótima para rever assuntos relacionados à sua família ou a questões domesticas. Comunicação em alta.

Câncer

Venus e sol unidos em leão continuam trazendo benefícios à sua vida financeira. O momento é ótimo também para pequenas viagens e assuntos de trabalho relacionados à comunicação. Amor em fase neutra.

Leão

Venus e sol em seu signo continuam agindo positivamente em sua vida, especialmente a amorosa e financeira. Mercúrio unido à lua aumenta ainda mais as possibilidades de bons acordos de negócios e ganhos financeiros.

Virgem

Mercúrio e lua em seu signo melhoram o astral que anda meio baixo, com queda de energia. Procure relaxar e manter-se protegido de ambientes e pessoas carregadas. A fase é ótima para acordos comerciais e a comunicação.

Libra

Mercúrio e lua em virgem derrubam sua energia, apesar das demandas sociais. A fase é ótima para a reflexão e a meditação. Seu regente unido ao sol em leão abrem portas para novos contatos comerciais.

Escorpião

Mercúrio e lua em virgem mobilizam sua vida social e amizades neste período. Venus e sol unidos em leão ainda beneficiam sua carreira e vida profissional. A fase é ótima para a comunicação e novos contratos.

Sagitário

O sol e Venus em leão continuam ativando seus estudos e as viagens podem se tornar seu foco neste momento. Carreira e vida profissional em alta, com possibilidade de novos projetos ou propostas de trabalho.

Capricórnio

Mercúrio e lua em virgem aceleram seus projetos e planos futuros e assuntos relacionados a viagens longas e contato com estrangeiros. Fase de grande otimismo e espiritualidade renovada. Amor em alta.

Aquário

Venus e sol em leão continuam mobilizando contatos e parcerias e melhorando seus relacionamentos afetivos e de amizades. A fase é das melhores. Cuidado apenas para não se deixar levar por pensamentos negativos.

Peixes

O trabalho continua sendo beneficiado pela passagem de Venus e do sol pelo signo de leão. Mercúrio e lua em virgem mobilizam seus relacionamentos pessoais e parcerias comerciais. Amor em alta.