Bagé / RS, Sábado, 23 de Maro de 2019
Siga-nos:

Rural

Rural

Arco escolhe novo presidente na segunda-feira

Na próxima segunda-feira, a partir das 8h, no clube Caixeiral, em Bagé, acontece a eleição para a nova diretoria que presidirá a Associação Brasileira de Criadores de Ovinos (Arco). De relevância e atuação nacional, o pleito deverá trazer votantes de todo o Brasil em processo eleitoral que deverá durar até as 18h. São candidatos o médico veterinário Edemundo Ferreira Gressler, que atua como superintendente do Registro Genealógico da Arco, e o médico veterinário José Galdino Garcia Dias, que é inspetor técnico da Arco e atual presidente da Cooperativa de Lã Tejupá.
O jornal Folha do Sul ouviu algumas das propostas de ambos os candidatos.
 
Fortalecimento da entidade
Pela chapa “Por uma nova Arco”, Edemundo Ferreira Gressler, de Bagé, destacou que uma das propostas da chapa está no incentivo a uma participação maior dos criadores nos assuntos relacionados à associação, citando a própria eleição da instituição como exemplo. “A escolha ainda é presencial e isso dificulta a participação de criadores de outros estados, visto que a Arco é uma associação nacional, então pretendemos inovar nesse sentido. Precisamos ter uma forma de utilizar os meios eletrônicos legais que possibilitem que criadores das mais diversas regiões do país possam participar do pleito, assim como de outras decisões da Arco”, afirmou. 
 
O candidato também citou que um dos enfoques é no fomento da própria atividade da ovinocultura. Gressler indicou a iniciativa de mobilizar criadores que deixaram de investir com ênfase na criação de ovinos, mas que têm em suas propriedades um histórico de genética de qualidade. “É preciso fazer um trabalho de radiografia nacional para buscar esse criador que por algum motivo deixou de ser protagonista na atividade. Precisamos estimular para que esse trabalho seja retomado e a Arco é de suma importância, pois é pelo seu viés que se tem o registro genealógico de todas as raças ovinas do Brasil”, comentou o candidato.
 
Gressler ressaltou que esse papel da Arco para controle do rebanho ovino é de suma importância, principalmente para o comprador. Dessa forma, poderá se auxiliar para que os criadores que buscam genética diferenciada possam ter acesso a mais informações precisas. O postulante à presidência da entidade elencou que se deve oferecer apoio para os produtores que desejam escolher reprodutores, indo além da decisão por fenótipo. Para isso, ele frisou que a aproximação com os criadores e as associações estaduais é passo estratégico. “Ou seja, tem que se trazer o criador que não está registrando para voltar a ter esse envolvimento com a Arco, pois há muita genética extraordinária que está adormecida no país. É vital que se volte as atenções para os criadores, não há desenvolvimento da atividade sem estreitar esse vínculo”, acrescentou.
Além disso, o candidato apontou a iniciativa de fortalecimento do corpo técnico da Arco. Gressler classificou como de extrema valia a Arco ter técnicos cada vez mais capacitados para que atuem no desenvolvimento dos criatórios que trabalham com ovinocultura.
Para ele, a Arco tem que alinhar-se ainda mais com entidades que realizam ações na ovinocultura, tais como a Embrapa, Emater, Senar, Sebrae, entre outras. “A Arco é uma entidade muito importante e precisamos trabalhar para que ela cresça ainda mais, visto a sua importância para todo o segmento, bem como o que ela representa. Fortalecer essa entidade que representa o setor é o nosso grande desafio. Temos uma expectativa muito boa e acreditamos que teremos um grande pleito na próxima segunda-feira, que ele transcorra normalmente, com todo o cavalheirismo possível, pois todos queremos o bem e o crescimento ainda maior da Arco”, concluiu Edemundo Gressler. 
 
Renovação da associação
Pela chapa “Renovação e Transparência”, José Galdino Garcia Dias, de São Grabriel, médico veterinário, concorre ao pleito para presidência da Arco. Dias reiterou que uma das metas é aproximar a entidade das associações estaduais e promocionais de raças fortes, para desenvolver um trabalho em busca de programas e projetos para a ovinocultura em cada estado. “A Associação Estadual tem como arrecadação a anuidade paga pelo sócio, que a qualquer problema no seu orçamento deixa de contribuir, muitas vezes, criando dificuldades para a entidade. Já com a Arco isso não acontece porque ele tem que pagar, caso contrário ficam suspensos todos os serviços, além de não poder participar das exposições. O estatuto da Arco, no artigo 35, garante para as Estaduais um repasse de até 30% dos emolumentos recebidos pela prestação do serviço de registro genealógico dos animais. Hoje, a Arco repassa apenas 15% o que no meu entendimento é muito pouco para uma Estadual. Pretendo avaliar este ponto para poder repassar os 30%. Tenho certeza que pode ser feito sem comprometer os serviços prestados pela Arco aos associados. Contudo, será preciso ajustes no custo operacional da Arco, uma vez que a nossa entidade tem uma previsão anual do orçamento”, declarou por meio de nota.
Dias também citou a necessidade de serem retomados programas de melhoramento genético com entidades parcerias de pesquisa, além de viabilizar a criação com sustentabilidade nas pequenas propriedades, com orientações e acompanhamento técnico. “Precisamos colocar a Diferença Esperado na Progênie na ovinocultura brasileira. Todos os países com uma ovinocultura desenvolvida trabalham com as DEPs, ou seja, com dados objetivos. Precisamos implementar um programa que seja utilizado para todas as raças e a Arco tem que ser a Entidade responsável pelo desenvolvimento deste trabalho”, enfatizou.
 
Conforme o candidato, deve ser promovido um trabalho mais intensivo com os inspetores técnicos. “Precisamos criar grupos de trabalho com as associações estaduais e promocionais de raças, com entidades de extensão, como a Emater e com a de serviços, como Senar e Sebrae. Devemos também trazer os jovens para o quadro social da Arco. Vamos criar a categoria sócio jovem, com custos diferenciados e mais acessíveis. Precisamos criar no estatuto normas para a nomeação do diretor da comissão Jovens Ovelheiros, pois precisamos destas comissões  com mais autonomia de trabalho. O jovem precisa entender a ovinocultura, até porque será herdeiro e precisa estar preparado para assumir os negócios da família. Isso no Brasil todo, precisamos fazer o jovem voltar para a sua propriedade rural”, detalhou o postulante ao cargo de presidente da Arco.
 
Dias mencionou que tem como grande desafio recuperar o quadro social da Arco. Segundo ele, há muitos sócios que se afastaram da entidade. “Pretendo, com autorização do Conselho de Administração, e se necessário da Assembleia, anistiar esses produtores para que eles retornem ao quadro social. Assim, estaremos recuperando o associado e todo o material genético existente em sua propriedade. Vamos rever os preços dos serviços e tentar reduzir o valor pago pelo associado, sem comprometer a arrecadação da Arco. Podemos arrecadar mais, com muitos sócios pagando menos, do que poucos pagando muito. É melhor 20 pagando 600 do que 10 pagando 1000”, detalhou.
 
Além disso, o candidato citou a ideia de se trabalhar em estudos que visam ampliar os rebanhos para que se aumente a oferta de produtos, como carne, leite, lã e outros derivados dos ovinos.
“Hoje temos um grande rebanho, mas ainda precisamos importar carne para atender o mercado interno. Precisamos organizar a cadeia e este é o grande desafio de todas as entidades envolvidas com a ovinocultura”, finalizou José Galdino Garcia Dias.
 
 

AVANÇADO
| Se preferir, continue sua busca abaixo:
Clique TV
IMPOSTO DE RENDA | DICAS, MITOS E VERDADES
Assista também:
Carnaval| Café com a Redação
Clique Social

Coluna Social

Divulgação/FS

LEMBRAM quando comentei aquele evento gastronômico musical do consulado do Uruguai no Imba, nos anos 90? Naquela época, a cônsul era Suzana...

Notícias mais lidas do dia

Clique Horóscopo

Áries

Sol e vens continuam seu caminho unidos em leão ainda motivando seu coração. Lua e mercúrio em virgem melhoram as relações de trabalho e possibilitam acordos de negócios. planos e projetos em alta.

Touro

Mercúrio e lua em virgem e ainda seu regente unido ao sol em leão abrem espaços em sua vida para um novo amor entrar. Se já for comprometido, melhora sensivelmente seu relacionamento. Finanças em alta.

Gêmeos

Seu regente entra em virgem e sua capacidade intelectual e mental aumentam sensivelmente. A fase é ótima para rever assuntos relacionados à sua família ou a questões domesticas. Comunicação em alta.

Câncer

Venus e sol unidos em leão continuam trazendo benefícios à sua vida financeira. O momento é ótimo também para pequenas viagens e assuntos de trabalho relacionados à comunicação. Amor em fase neutra.

Leão

Venus e sol em seu signo continuam agindo positivamente em sua vida, especialmente a amorosa e financeira. Mercúrio unido à lua aumenta ainda mais as possibilidades de bons acordos de negócios e ganhos financeiros.

Virgem

Mercúrio e lua em seu signo melhoram o astral que anda meio baixo, com queda de energia. Procure relaxar e manter-se protegido de ambientes e pessoas carregadas. A fase é ótima para acordos comerciais e a comunicação.

Libra

Mercúrio e lua em virgem derrubam sua energia, apesar das demandas sociais. A fase é ótima para a reflexão e a meditação. Seu regente unido ao sol em leão abrem portas para novos contatos comerciais.

Escorpião

Mercúrio e lua em virgem mobilizam sua vida social e amizades neste período. Venus e sol unidos em leão ainda beneficiam sua carreira e vida profissional. A fase é ótima para a comunicação e novos contratos.

Sagitário

O sol e Venus em leão continuam ativando seus estudos e as viagens podem se tornar seu foco neste momento. Carreira e vida profissional em alta, com possibilidade de novos projetos ou propostas de trabalho.

Capricórnio

Mercúrio e lua em virgem aceleram seus projetos e planos futuros e assuntos relacionados a viagens longas e contato com estrangeiros. Fase de grande otimismo e espiritualidade renovada. Amor em alta.

Aquário

Venus e sol em leão continuam mobilizando contatos e parcerias e melhorando seus relacionamentos afetivos e de amizades. A fase é das melhores. Cuidado apenas para não se deixar levar por pensamentos negativos.

Peixes

O trabalho continua sendo beneficiado pela passagem de Venus e do sol pelo signo de leão. Mercúrio e lua em virgem mobilizam seus relacionamentos pessoais e parcerias comerciais. Amor em alta.