Bagé / RS, Domingo, 09 de Dezembro de 2018
Siga-nos:

Segurança

Segurança

“Servir e Proteger” e “A Força da Comunidade”

por Anderson Ribeiro

Hoje, para os leitores, um compilado de algumas operações policiais que ocorreram de janeiro a junho de 2018, quando diversas pessoas foram detidas, crimes esclarecidos e armamentos, munições, drogas, veículos e objetos furtados/roubados apreendidos.
As polícias figuram como as principais encarregadas de manter a ordem pública, porém, precisam da conscientização e cooperação de toda a sociedade para alcançar os seus objetivos. Na mesma velocidade em que a criminalidade e a violência avançam por motivos diversos, o crime organizado ganha forças, principalmente com o tráfico de drogas, que termina sendo o início de todos os outros crimes, como, por exemplo, sequestros, homicídios, latrocínios, roubos, lesões corporais, entre outros.
Pode-se dizer que as polícias e/ou agentes policiais da Rainha da Fronteira e região tiveram muito trabalho. Tanto a ostensiva quanto à Judiciária. Muitas pessoas não conseguem entender qual a diferença entre a Polícia Civil e Militar. Na maioria dos casos, ao ouvir a palavra polícia, já imagina uma pessoa fardada, algemando alguém ou fazendo alguma operação, certo? Errado! Por exemplo, nem todo policial precisa andar uniformizado ou fazer uma investigação. A diferença entre a Polícia Civil e a Militar transcorre do fato de que cada uma foca em um tipo de atuação, completando a ação da outra.
A Polícia Civil, também chamada de Judiciária, está diretamente relacionada à atividade investigativa, busca de evidências e questões de segurança não instantâneas. Ela é dirigida por delegados de Polícia, que coordenam as atividades dos agentes, buscando averiguar e solucionar os crimes após o seu registro. A Polícia Militar é a força responsável pelo policiamento ostensivo. Ou seja, ela é quem coíbe as ilicitudes de maneira imediata.

Sentinela
A Delegacia Especializada em Furtos, Roubos, Entorpecentes e Capturas (Defrec) de Bagé deflagrou, na manhã do dia 9 de fevereiro, a operação Sentinela, para prender seis indivíduos responsáveis pelo latrocínio do contabilista e tradicionalista Gilberto Bittencourt Silveira, 47 anos.
O crime ocorreu no dia 31 de janeiro, nas proximidades do kartódromo de Bagé. Próximo ao local, foi encontrado um veículo KA, abandonado no meio do mato. “Os criminosos haviam fugido nesse automóvel. O carro era roubado, da cidade de Porto Alegre, com placas clonadas. Ainda próximo, os policiais prenderam, em flagrante, Rafael da Costa Pinheiro, 20 anos, que confessou o crime”, disse o delegado Cristiano Ritta.
Ritta destacou que, a partir das investigações, foi identificada Júlia Dília Costa Veleda, que também teve participação. “A partir dela, os criminosos desenrolaram um engenhoso plano para assaltar a vítima. O crime foi ordenado pelo preso Tiago Rafael Leges Ferreira, conhecido como "Mochilão". Ele encomendou o assalto à Júlia. Esse assalto levantaria dinheiro e quitaria uma dívida - decorrente da venda de droga, que a garota de programa tinha com 'Mochilão'”, salientou.

Retomada
A Polícia Civil, por meio da Delegacia de Polícia de Candiota, com apoio das delegacias da 9ª Região Policial e das Brigadas Militares de Bagé e Pinheiro Machado, deflagraram, na manhã do dia 28 de março, a operação Retomada, para o combate ao tráfico de drogas nas cidades de Candiota e Pinheiro Machado.
Conforme os delegados Cristiano Ritta e André de Matos Mendes, as investigações apontaram uma célula criminosa da facção “Os Manos”, que teria a intenção de se instalar nessas cidades, sendo combatida pela polícia.
Nos dois municípios, foram cumpridos 15 mandados de busca e apreensão. “Essa investigação começou no início do ano, em Candiota, quando identificamos a tentativa de uma célula dessa facção criminosa, oriunda da região Metropolitana, de se instalar na região. A ação resultou na prisão em flagrante de seis criminosos”, detalhou. Foram apreendidas armas, drogas e dinheiro. Os indiciados foram encaminhados ao Presídio Regional de Bagé (PRB).

“Fez gato, pagou o pato”
Também em março, em ação conjunta entre Companhia Estadual de Energia Elétrica (CEEE-Distribuição), Delegacia de Repressão aos Crimes contra o Patrimônio das Concessionárias e os Serviços Delegados (DRCP/Deic) e Departamento Estadual de Investigações Criminais (Deic), 120 estabelecimentos comerciais, em Bagé, foram vistoriados por técnicos, acompanhados de policiais.
De acordo com o titular da DCRP/Deic, Luciano Dias Peringer, o mutirão envolveu 16 equipes da CEEE-D e 15 policiais civis. “A ação é empreendida desde 2015 e, no Estado, foram efetuadas 38 prisões em flagrante, por meio do trabalho policial e da empresa”, destacou.
Conforme o gerente regional da CEEE-D, Ruimar Marques, essa foi a primeira megaoperação do tipo realizada na região para combater furto e fraudes contra o patrimônio público. “A energia desviada pelos autores desses crimes poderia abastecer uma cidade do tamanho de Porto Alegre, de 1,5 milhão de habitantes, por 60 dias”, comentou.
Na época, Marques declarou à reportagem que a ação em Bagé produziu efetividade de 85%. “Oito em cada 10 empresas possuíam irregularidades ou problemas em relação ao consumo de energia fornecido pela CEEE. Nossa projeção é de que, até 2021, as ações e mutirões reduzam as fraudes para 75%, nas áreas de concessão", salientou.

Cárcere
Polícia Civil, Brigada Militar e Superintendência de Serviços Penitenciários (Susepe) deflagraram, no dia 21 de março, a operação "Cárcere", com objetivo de combater o tráfico de drogas na cidade. A ação teve a execução de 35 ordens de busca e apreensão, além de 40 mandados judiciais. As atividades foram coordenadas pela Delegacia Especializada em Furtos, Roubos, Entorpecentes e Capturas (Defrec) e contou com o apoio de todas as Delegacias da 9ª Região Policial e da Brigada Militar de Bagé. Participaram da operação 80 policiais civis, militares e agentes da Susepe. As diligências foram cumpridas em Bagé e Estrela, quando também foi feito o bloqueio de contas bancárias e quebras de sigilo telefônico.
A reportagem acompanhou uma das diligências, que resultou na prisão, em flagrante, de um jovem, de 18 anos, em uma casa na localidade conhecida como vila Tupã, onde foram encontradas drogas e dinheiro. Outras duas residências foram alvo dos policiais na região. Contudo, não foram encontrados suspeitos, armas ou objetos. 
As investigações começaram em novembro de 2017, a partir de informações de que detentos recolhidos no Presídio Regional de Bagé, organizaram uma complexa rede de distribuição de droga para dezenas de pontos de venda ("bocas de fumo"). A rede criminosa abrangia vários locais na Rainha da Fronteira, sendo identificados pontos de distribuição e venda nos bairros Parque Silveira Martins, Popular, São Jorge, São Martins, Santa Cecília, São João, Cohab, Camillo Gomes, Floresta e centro.
De acordo com o delegado responsável pela operação, Cristiano Ritta, a droga que chegava a Bagé tinha origem na região Metropolitana.

Coiote
Na madrugada de 26 de abril, a Polícia Civil de Dom Pedrito deflagrou a operação Coiote. Quatro pessoas foram presas e drogas, armas e veículos apreendidos. Conforme o delegado André de Matos Mendes, que coordenou a ação, o objetivo foi cumprir 10 ordens judiciais, todas na Capital da Paz.
De acordo com o delegado, a operação visou combater o tráfico de drogas e elucidar uma série de roubos ocorridos em Dom Pedrito. “Foi muito positiva a ação, principalmente porque foi possível submeter um dos presos a reconhecimento pessoal. Ele foi reconhecido pela vítima como autor de um outro roubo ocorrido”, destacou.
Um dos mandados de busca foi deferido, in loco, pelo juiz titular da 1ª Vara da Comarca de Dom Pedrito, Luís Filipe Lemos Almeida. Na residência, foi localizada uma arma de fogo. Participaram da operação cerca de 40 policiais civis de toda a 9ª Região Policial.
O chefe de Polícia, delegado Emerson Wendt, ressaltou que a Polícia Civil está intensificando a ofensiva aos crimes de tráfico de drogas e patrimoniais praticados com violência ou grave ameaça à pessoa.

Deu Zebra II – protagonismo e ousadia
A segunda fase da operação Deu Zebra, desencadeada no dia 11 de junho, pela Polícia Civil, mobilizou agentes de órgãos de segurança em Bagé e outras duas cidades do Rio Grande do Sul. Na Rainha da Fronteira, a ação, que teve como alvo a organização criminosa apontada como centro de comando do ramo de apostas em jogos de azar, culminou em cinco prisões - três preventivas e duas em flagrante.
A responsável por coordenar os trabalhos, delegada Ana Luíza Tarouco, concedeu entrevista à Folha do Sul logo após as primeiras diligências na cidade. Ela alegou que todo o trâmite investigatório teve como objetivos principais o combate ao crime organizado e, ainda, à lavagem de dinheiro. Tendo em vista que o líder da organização criminosa, em Bagé, detido, em 2016, teria reestruturado a equipe e tornado a gerenciar a movimentação financeira do grupo.

A delegada enfatizou que os objetivos da Deu Zebra 2 são o combate continuado ao crime organizado e à lavagem de capitais, além de desarticular, de forma definitiva, o maior conglomerado criminoso do ramo dos jogos de azar em atuação no Rio Grande do Sul. “Durante as investigações constatamos que, mesmo estando no sistema prisional, Mário Kucera, por meio do uso de celulares e informações dos visitantes, estaria, novamente, coordenando seu grupo criminoso. Pelos cálculos, aproximadamente R$ 100 mil eram movimentados por semana e 'pulverizados' em várias contas”, disse a delegada.
Ana destaca que a expectativa é combater o grupo definitivamente. “A própria população não entende, mas esse jogo faz tempo que deixou de ser inofensivo. Muito dinheiro é sonegado. Falando só na parte de impostos municipais, por exemplo, quantas ruas poderiam ser asfaltadas com os impostos referentes a esses valores? Estamos descapitalizando o grupo. Fica um recado para quem se envolve com isso. Prendemos os líderes na primeira fase da operação e, agora, prendemos quem assumiu o lugar deles. E assim continuaremos”, afirmou.

Edições Anteriores

Sexta-feira, 07 de Dezembro de 2018 | Ano 9 | Edição Nº 2302

Busca: 07/12/2018 - Segurança | Leia também, as principais notícias da editoria, que foram destaque nas edições anteriores.
  • 07/12/2018 - Segurança

    Pedritense é assaltado na rua 20 de Setembro

    Um homem, morador de Dom Pedrito, comunicou, na Delegacia de Polícia de Pronto-Atendimento (DPPA), que foi assaltado, na quarta-feira, por volta das 21h30min, na rua 20 de Setembro.
    Conforme o registro, a vítima caminhava em via pública, quando um indivíduo, armado com uma faca, teria lhe...
  • 07/12/2018 - Segurança

    Do Brasil para o Uruguai: Exército realiza doação de blindados

    Hoje, o Exército Brasileiro realiza a entrega de 25 viaturas blindadas de combate M41 ao Exército Uruguaio. As viaturas são de fabricação americana e a doação foi aprovada pelo poder Executivo, em razão de um acordo entre os dois países.
    A solenidade acontece na cidade de Santana do Livramento,...
  • 07/12/2018 - Segurança

    Crimes contra a vida têm queda no RS

    Os crimes contra a vida mantiveram tendência de queda no Rio Grande do Sul, entre janeiro e novembro deste ano, em comparação com o mesmo período de 2017. Os dados estatísticos da criminalidade foram divulgados, na quarta-feira, pela Secretaria da Segurança Pública (SSP), apontando redução de...
  • 07/12/2018 - Segurança

    Polícias prendem foragido e solicitam internação de um adolescente

    A Delegacia Especializada em Furtos, Roubos, Entorpecentes e Capturas (Defrec) e o Setor de Inteligência da Brigada Militar prenderam um indivíduo em flagrante delito por tráfico de drogas, posse ilegal de arma de fogo e receptação.
    Conforme o delegado Cristiano Ritta, os policiais estavam...
AVANÇADO
| Se preferir, continue sua busca abaixo:
Clique TV
Óptica Bagé - Dia dos Pais
Assista também:
Santa Edwiges - Dia dos Pais
Clique Social

Coluna Social

Divulgação/FS

GESTO NOBRE da empresária Maria Inês Médici Carvalho – como todos os precederes dela – que em nome da Óptica Bagé doou relógio de marca consagrada...

Notícias mais lidas do dia

Clique Horóscopo

Áries

Sol e vens continuam seu caminho unidos em leão ainda motivando seu coração. Lua e mercúrio em virgem melhoram as relações de trabalho e possibilitam acordos de negócios. planos e projetos em alta.

Touro

Mercúrio e lua em virgem e ainda seu regente unido ao sol em leão abrem espaços em sua vida para um novo amor entrar. Se já for comprometido, melhora sensivelmente seu relacionamento. Finanças em alta.

Gêmeos

Seu regente entra em virgem e sua capacidade intelectual e mental aumentam sensivelmente. A fase é ótima para rever assuntos relacionados à sua família ou a questões domesticas. Comunicação em alta.

Câncer

Venus e sol unidos em leão continuam trazendo benefícios à sua vida financeira. O momento é ótimo também para pequenas viagens e assuntos de trabalho relacionados à comunicação. Amor em fase neutra.

Leão

Venus e sol em seu signo continuam agindo positivamente em sua vida, especialmente a amorosa e financeira. Mercúrio unido à lua aumenta ainda mais as possibilidades de bons acordos de negócios e ganhos financeiros.

Virgem

Mercúrio e lua em seu signo melhoram o astral que anda meio baixo, com queda de energia. Procure relaxar e manter-se protegido de ambientes e pessoas carregadas. A fase é ótima para acordos comerciais e a comunicação.

Libra

Mercúrio e lua em virgem derrubam sua energia, apesar das demandas sociais. A fase é ótima para a reflexão e a meditação. Seu regente unido ao sol em leão abrem portas para novos contatos comerciais.

Escorpião

Mercúrio e lua em virgem mobilizam sua vida social e amizades neste período. Venus e sol unidos em leão ainda beneficiam sua carreira e vida profissional. A fase é ótima para a comunicação e novos contratos.

Sagitário

O sol e Venus em leão continuam ativando seus estudos e as viagens podem se tornar seu foco neste momento. Carreira e vida profissional em alta, com possibilidade de novos projetos ou propostas de trabalho.

Capricórnio

Mercúrio e lua em virgem aceleram seus projetos e planos futuros e assuntos relacionados a viagens longas e contato com estrangeiros. Fase de grande otimismo e espiritualidade renovada. Amor em alta.

Aquário

Venus e sol em leão continuam mobilizando contatos e parcerias e melhorando seus relacionamentos afetivos e de amizades. A fase é das melhores. Cuidado apenas para não se deixar levar por pensamentos negativos.

Peixes

O trabalho continua sendo beneficiado pela passagem de Venus e do sol pelo signo de leão. Mercúrio e lua em virgem mobilizam seus relacionamentos pessoais e parcerias comerciais. Amor em alta.