Bagé / RS, Domingo, 26 de Maio de 2019
Siga-nos:

Colunistas

Gladimir Aguzzi
Coluna: Papo de Elevador
Papo de Elevador

Papo de elevador

Crédito: Reprodução/FS

Pedro e o filme
É sempre constrangedor manter uma coluna em jornal e forçar a barra para falar de si. No entanto, é preciso que diga algumas coisas sobre o filme “Quando a Cultura Matou Pedro Wayne”, premiado como o melhor filme na mostra regional do 11º Festival Internacional de Cinema da Fronteira, e que sou o autor da história. Na verdade, quero contar de Pedro e do filme. 

Modernista
Pedro Wayne nasceu na Bahia em 1904. Veio para Bagé, de Pelotas, onde trabalhava, no final dos anos 20, transferido do Banco Pelotense. O banco fechou, Pedro ficou para casar com dona Leopoldina, ser modernista do sul, poeta, jornalista, romancista, bolicheiro, guarda-livros... Pedro Wayne foi o maior incentivador da cultura bageense no século XX, ouso afirmar. Sem ele não teríamos o Grupo de Bagé, novela de rádio, romance nacional com charqueada, jornalismo ousado e de humor em ABCDEFGHIJKLMNOPRSTUVWXYZ que acabou censurado.

Além do preto e branco
No filme, que será reapresentado nesta quinta-feira, 2 de maio, às 20h, na Casa de Cultura, temos um Pedro poeta, irônico, entediado, triste e morto.  Um Pedro em leves tons de cores, além do preto e branco, graças a fotografia de Édison Larronda, da interpretação de Michel Godinho, da produção de Naira Wayne, Antônio Almeida, Luiz Gustavo Esteves, Carlos Kurt, Carol Oliveira e de tantos, tantos e tantos, que somam 60 a ajudar o filme acontecer.

Bola de Cristal
No início da década de 30, Pedro escreveu um poema em que narra sua morte, o cortejo fúnebre e o seu esquecimento. O poema chama-se Bola de Cristal, e deu origem ao filme. Ei-lo:
“Botou no vidro limpo
da bola lisa, bem claro,
que estou morrendo.
E agora parece
que estou me vendo morto.
Fiquei igualzinho como era antes
só um pouco mais severo,
duro, frio, espichado, deve ser
influência daquela gente séria,
aos grupinhos, falando baixo
e porque me botaram no traje preto.
Daqui a pouquinho
vai sair o caixão,
comprido e fino,
onde vou dentro.
Indagorinha mesmo já saiu.
Ficaram no chão umas flores
que despencaram das coroas
e ramalhetes naturais.
O Thompson, o Pelayo e o Fernando
cada um carrega numa alça
e na outra o Lote levou até a igreja
que o Otávio e o Heraldo pegaram
no resto do caminho.
Agora já faz tempo que estou lá
até os que choraram
não choram nunca mais,
só às vezes ainda alguém fala
por se lembrar numa conversa
do que homem esquisito
que não era – pra que, digamos lá –
muito certo, que fazia versos bobos
e dizia coisas
que ninguém gostava e entendia.
Tudo isso está na bola pra se dar.”

Dolores
No entanto, o filme inclui uma figura mágica, oculta e muito significativa na vida de Pedro, a filha Dolores Maria, que morreu aos 16 anos de idade e que, tenho certeza, antecipou a morte do poeta e romancista, aos 47 anos, em 13 de outubro de 1951. E o pai poeta escreveu:
“Amada,
nossa alma levaram,
levaram o mundo
que a vida nos dera.
Levaram, amada,
a luz que havia
em torno de nós.
Levaram a alegria,
levaram o consolo,
levaram a esperança
e os sonhos também.
Amada, deixaram-nos
apenas os olhos
escondidos nas lágrimas!”

Todos por um
Por fim, os agradecimentos a todos que participaram. À Casa de Cultura Pedro Wayne, ao Imba e à Amimba (a bandinha no cortejo fúnebre foi fundamental), ao Seu Horácio Barber Shop (pelo designer meu e do Godinho), ao brechó De tutto un pocco (frente à praça da Estação), ao Clube Comercial, ao Cemitério da Santa Casa, ao Cezarino Produções, a Angélica Carvalho e à família Wayne, por manter viva sua memória (neta Naira, bisneta Cristina e à filha Ester). 

Quatro filmes na Casa de Cultura
Amanhã, quinta-feira, às 20h, estaremos apresentando na Casa de Cultura Pedro Wayne quatro filmes que concorreram no festival: O Silêncio, de Diogo Ferreira, A Última Rua do Bairro, de Carmen Moreira (menção honrosa), Depois de Tudo, de Antônio Almeida, e Quando a Cultura Matou Pedro Wayne. A entrada é gratuita.   

Comente essa notícia
Exibindo 1 a 10 de 85 resultados encontrados
  • 24/05/2019 - Papo de Elevador

    Papo de elevador

    A trajetória do PT em Bagé
    O PT de Bagé chegou à prefeitura na eleição de 2000. Até lá amargou derrotas em 1985, com Luiz Mainardi; em 1988, com Valdir Gomes; em 1992, com Mainardi, e em 1996 mais uma vez com Mainardi. Nessa trajetória concorreu sozinho, depois com PSB e mais tarde com PMDB.
  • 22/05/2019 - Papo de Elevador

    Papo de elevador

    Ingovernável sem conchavos
    Na semana passada, o presidente Jair Bolsonaro compartilhou em redes de WhatsApp o texto de um tal Paulo Portinho, funcionário público, que, trocando em miúdos, alerta ser o Brasil ingovernável sem conchavos políticos. Isso causou um rebuliço enorme. A renúncia do...
  • 18/05/2019 - Papo de Elevador

    Papo de elevador

    Gilmar de Quadros teve uma ideia
    O jornalista colunista social Gilmar de Quadros resolveu opinar sobre o tão sonhado teatro de Bagé. E ele sugere que o prédio histórico do Clube Comercial passe para o município e seja transformado em teatro. Para isso haveria uma assembleia com os sócios, que...
  • 15/05/2019 - Papo de Elevador

    Papo de elevador

    Iluminação pública
    A alternativa encontrada pela prefeitura para mudar o sistema de iluminação pública de Bagé está embasada em dois princípios: economia e garantia de segurança. Além do embelezamento da cidade, que deverá ter uma luminosidade melhor e harmônica. Mas, enquanto isso não...
  • 11/05/2019 - Papo de Elevador

    Papo de elevador

    A política e o poder
    "Não gosto de política... gosto é do poder. Política, para mim, é um meio para chegar ao poder.” Quem disse isso foi o jornalista, deputado e governador da Guanabara Carlos Lacerda, que teve seu auge nos anos 50 e 60. E é isso o que mais vejo hoje. Lamentavelmente. Quem...
  • 08/05/2019 - Papo de Elevador

    Papo de elevador

    Desvios da barragem I
    O leitor sabe qual o principal motivo de não ter recomeçado a obra da barragem ou pelo menos aberto o novo processo de licitação? Porque a prestação de contas não fecha. Ou seja, além da prefeitura ter de devolver mais de R$ 4 milhões, sem correção, ao governo federal, por...
  • 04/05/2019 - Papo de Elevador

    Papo de elevador

    Crime e castigo
    Tem político que faz um benefício para a sociedade e se acha no direito de ser perdoado por todos os pecados. Não. Não é assim que deve ser, e não é.
    Crime é crime. Benefício social é benefício social. Uma coisa não tem nada a ver com a outra.

    Benefício e confusões
    Por...
  • 27/04/2019 - Papo de Elevador

    Papo de elevador

    Danúbio azul, verde, vermelho...
    Sempre que volto a insistir sobre o livro definitivo de Bagé é porque coisas acontecem na cidade. Importantes coisas. Domingo passado tivemos a triste notícia da morte de Danúbio Gonçalves. Daí vem aquela certeza que não conhecemos a nossa história nas artes....
  • 24/04/2019 - Papo de Elevador

    Papo de elevador

    Festival de Cinema
    O Festival Internacional de Cinema da Fronteira já começou. Em Livramento e Rivera. Amanhã, sexta e sábado é em Bagé. Tem filme de Espanha, Moçambique/Portugal, Canadá/Uruguai, filmes brasileiros e de produção gaúcha.
    A cultura de um novo olhar para o cinema é sempre...
  • 19/04/2019 - Papo de Elevador

    Papo de elevador

    Movimentos militares na fronteira
    Ouvi o general Ramires no programa Primeira Notícia da Rádio Clube, quinta-feira, 18. Muito interessante. Entrevistado pela jornalista Giana Cunha, o general disse algo que é fundamental para compreendermos a história da fronteira sul-americana e da formação do...
Exibindo 1 a 10 de 85 resultados encontrados
  • Página de 9
Clique TV
OPERAÇÃO SÃO CRISTOVAN | POLÍCIA CIVIL BAGÉ
Assista também:
OPERAÇÃO EMBOSCADA | POLÍCIA CIVIL
Clique Social

Coluna Social

“Os ideais que iluminam o meu caminho são a bondade, a beleza e a verdade”
Albert Einstein
 
3Gurias: 10 anos de alta moda
Elas são sucesso!...

Notícias mais lidas do dia

Clique Horóscopo

Áries

Sol e vens continuam seu caminho unidos em leão ainda motivando seu coração. Lua e mercúrio em virgem melhoram as relações de trabalho e possibilitam acordos de negócios. planos e projetos em alta.

Touro

Mercúrio e lua em virgem e ainda seu regente unido ao sol em leão abrem espaços em sua vida para um novo amor entrar. Se já for comprometido, melhora sensivelmente seu relacionamento. Finanças em alta.

Gêmeos

Seu regente entra em virgem e sua capacidade intelectual e mental aumentam sensivelmente. A fase é ótima para rever assuntos relacionados à sua família ou a questões domesticas. Comunicação em alta.

Câncer

Venus e sol unidos em leão continuam trazendo benefícios à sua vida financeira. O momento é ótimo também para pequenas viagens e assuntos de trabalho relacionados à comunicação. Amor em fase neutra.

Leão

Venus e sol em seu signo continuam agindo positivamente em sua vida, especialmente a amorosa e financeira. Mercúrio unido à lua aumenta ainda mais as possibilidades de bons acordos de negócios e ganhos financeiros.

Virgem

Mercúrio e lua em seu signo melhoram o astral que anda meio baixo, com queda de energia. Procure relaxar e manter-se protegido de ambientes e pessoas carregadas. A fase é ótima para acordos comerciais e a comunicação.

Libra

Mercúrio e lua em virgem derrubam sua energia, apesar das demandas sociais. A fase é ótima para a reflexão e a meditação. Seu regente unido ao sol em leão abrem portas para novos contatos comerciais.

Escorpião

Mercúrio e lua em virgem mobilizam sua vida social e amizades neste período. Venus e sol unidos em leão ainda beneficiam sua carreira e vida profissional. A fase é ótima para a comunicação e novos contratos.

Sagitário

O sol e Venus em leão continuam ativando seus estudos e as viagens podem se tornar seu foco neste momento. Carreira e vida profissional em alta, com possibilidade de novos projetos ou propostas de trabalho.

Capricórnio

Mercúrio e lua em virgem aceleram seus projetos e planos futuros e assuntos relacionados a viagens longas e contato com estrangeiros. Fase de grande otimismo e espiritualidade renovada. Amor em alta.

Aquário

Venus e sol em leão continuam mobilizando contatos e parcerias e melhorando seus relacionamentos afetivos e de amizades. A fase é das melhores. Cuidado apenas para não se deixar levar por pensamentos negativos.

Peixes

O trabalho continua sendo beneficiado pela passagem de Venus e do sol pelo signo de leão. Mercúrio e lua em virgem mobilizam seus relacionamentos pessoais e parcerias comerciais. Amor em alta.